Menu

Entrevista com a Praxi: edtech desenvolve plataforma que sistematiza oportunidades de capacitação e práticas extracurriculares

A Praxi é uma startup incubada na CEI do Instituto de Informática da UFRGS que desenvolve uma ferramenta por meio da junção de tecnologias digitais e de educação. O projeto, dos sócios Natália Portela e Deivid  Bastos, volta-se para o ambiente universitário, desenvolvendo uma plataforma que sistematiza o organiza  oportunidades de capacitação oriundas de diversas instituições. Os filtros de busca na plataforma possibilitam refinar escolhas de acordo com instituição de ensino, tipo de atividade extracurricular e se é ofertada certificação.

No segundo semestre de 2020, a Praxi participou do AcelerEA, programa de aceleração de startups e negócios inovadores, desenvolvido  pelo Parque Zenit UFRGS e pela Escola de Administração (EA-UFRGS). Em 2021, foi selecionada para participar do Go.Globalx, programa de aceleração que busca impulsionar a criação de negócios globais intensivos em conhecimento.

No início de março de 2022, o Zenit entrevistou Deivid Bastos acerca do projeto e do processo de incubação na UFRGS. Confira:

O que faz a Praxi?

A Praxi atualmente é uma plataforma que traz oportunidades de desenvolvimento acadêmico e profissional aos alunos de graduação e pós-graduação através da centralização da divulgação de atividades promovidas por iniciativas que surgem na universidade. Entre essas iniciativas, estão na plataforma empresas juniores e ligas acadêmicas, além das atividades que são providas através dessas, como oficinas, cursos e palestras. Nosso propósito é permitir que os alunos possam explorar tudo que sua universidade oferece, pois muitas vezes não se sabe quais são as atividades que acontecem e todas as possibilidades de desenvolvimento que existem nesses espaços. É possível, inclusive, que os alunos participem de atividades promovidas dentro de outras instituições, ampliando o networking e incentivando a integração da comunidade acadêmica.

Como surgiu a ideia?

A ideia surgiu no projeto de extensão da Escola de Administração, ACELEREA, no qual a Natália Portela submeteu uma ideia e o Deivid integrou sua equipe de trabalho. Durante o processo de construção e desenvolvimento da ideia, fomos alterando a solução que a Praxi trazia, tendo como foco final o desenvolvimento do aluno.

Como vem sendo a relação da empresa com o CEI?

A Praxi está em constante desenvolvimento e se apoiando nos players que atuam no cenário de inovação no Brasil, como a incubadora. O CEI tem trazido uma boa estrutura física para esse desenvolvimento, além de algumas mentorias que agregaram muito nos primeiros passos da plataforma. Iniciar uma startup é um processo lento e com muitos aprendizados, mas o CEI tem auxiliado nessa construção. Assim como a Praxi, nosso ecossistema de inovação está em constante crescimento, então acreditamos que o CEI tem capacidade de impactar muito mais as empresas incubadas durante os próximos ciclos.

Quais as perspectivas ou projetos para o futuro?

A fase atual da Praxi é a validação do produto mínimo viável (MVP) com universitários e projetos, para a entrega de uma versão mais simplificada e enxuta do produto. O próximo passo da Praxi é permitir ainda mais desenvolvimento para os alunos do ensino superior, pois além de permitir a busca por atividades extracurriculares na plataforma, agora queremos direcioná-los para se desenvolver de acordo com seus objetivos profissionais. Queremos quebrar o paradigma de uma formação acadêmica distante das necessidades do mercado/empresas. O aluno precisa de direcionamento sobre qual caminho percorrer e quais habilidades precisa desenvolver para chegar onde quer e nós faremos isso. Seremos a plataforma que vai acompanhar o aluno durante seu curso de graduação, trazendo boas oportunidades de aquisição de conhecimento tanto promovidos pela academia quanto pelo mercado.

CONHEÇA MAIS SOBRE A EMPRESA:

Site: https://praxiedu.com/

LinkedIn: https://br.linkedin.com/company/praxiedu

Instagram: @praxiedu

Facebook: @praxiedu

Email: contato@praxiedu.com

Texto de: Carlos Eduardo da Silva Ribeiro, doutorando em Comunicação UFRGS, mestre em Sociologia UFPEL, bolsista de Desenvolvimento Institucional do Parque Zenit.

Voltar para o menu