Reavaliação no uso do Paraquat

O uso do paraquat nas lavouras brasileiras segue gerando debates acalorados. De um lado, especialistas defendem o herbicida como forma de manter economicamente viável a agricultura e argumentam que o produto não deixa resíduo na planta nem na terra. De outro, ações na Justiça pedem a proibição do agrotóxico, alegando seu grau de toxicidade e por ferir lei federal ao não possuir antídoto em caso de contaminação. Para completar, o uso é proibido em seu país de origem, a Inglaterra, e até na China, maior produtora mundial do produto.

No Brasil, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) está em processo de reavaliação toxicológica do agrotóxico, trabalho que se arrasta desde 2008 e que não tem prazo para conclusão. Cabe à agência, em conjunto com o Ministério da Agricultura e o Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), definir se o Brasil seguirá as decisões da China e da União Europeia ou se continuará permitindo a utilização em território nacional.

 

http://zh.clicrbs.com.br/rs/noticias/campo-e-lavoura/noticia/2016/07/polemica-do-uso-do-herbicida-paraquat-longe-do-fim-6706989.html