História

O Observatório Astronômico da UFRGS (OA) surge no contexto histórico da transferência da Escola de Engenharia de Porto Alegre, em 1899, para o local que atualmente abriga o Campus Central da UFRGS, com fortes influências do positivismo. Em 18 de setembro de 1906, é fundado o então Instituto Astronômico e Meteorológico como parte da Escola de Engenharia, sendo inaugurado em 24 de janeiro de 1908.  Desde a sua origem, o Observatório Astronômico possuía a vocação para a prestação de serviços à comunidade, dentre eles, o Serviço da Hora Certa e a implantação de estações meteorológicas no Estado do Rio Grande do Sul, além das aulas de Astronomia de Campo e Geodésia para os alunos da Engenharia. (acesse a galeria de fotos).

Em 1942, a parte da Meteorologia foi federalizada, restando ao OA as atividades didáticas e relativas à Astronomia. Na Reforma Universitária implementada em 1969/70, a área de Astronomia foi agrupada com a área de Física, e o OA/UFRGS passou a ser um órgão auxiliar do Instituto de Física (IF) da UFRGS com a denominação que permanece até o dia de hoje: Observatório Astronômico da UFRGS (OA). Neste mesmo período, foi inaugurado o Observatório do Morro Santana (OMS) com o objetivo de desenvolver pesquisas em Astrofísica. Nos anos 2000, foi criado o Observatório do Campus do Vale (OCV), com a finalidade de atender as demandas didáticas do Departamento de Astronomia. Em agosto de 2002, o prédio histórico, tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), foi entregue restaurado à sociedade. Ao longo dos anos, com as mudanças tecnológicas, o OA perdeu suas funções primordiais. Atualmente, desenvolve atividades voltadas à comunidade, tais como, visita guiada ao museu, observação do céu e oficinas, ofertadas para escolas e público geral. (acesse informações sobre visitas).

Para mais informações acesse as Publicações.