Programação

O 22º Salão de Extensão UFRGS acontecerá de 27 de setembro a 1º de outubro de 2021.

Confira a programação abaixo. Clique na título para mais informações sobre cada atividade.

set
27
seg
2021
Abertura da Mostra Virtual de Extensão
set 27@09:00
Abertura da Mostra Virtual de Extensão

A 22ª edição do evento terá sua largada dada a partir da abertura da Mostra Virtual de Extensão. Esta é a modalidade única de participação dos projetos de extensão no evento este ano, a exemplo de 2020, em função do formato virtual adotado por conta da pandemia de Covid-19. Ao todo, 485 trabalhos farão parte da Mostra este ano.

Conversa: Extensão Entreolhares (DEDS)
set 27@10:00
Conversa: Extensão Entreolhares (DEDS)

A exemplo da edição de 2020, o Departamento de Educação e Desenvolvimento Social promoverá três edições do encontro “Conversa: Extensão Entreolhares” no 22º Salão de Extensão. Os encontros virtuais buscarão a reflexão com relação ao papel da extensão na produção de um conhecimento comprometido com a sociedade. Para isso serão discutidos a relação da extensão com as lutas sociais, a curricularização e a gestão da extensão.

Acesse aqui o link para o debate, ative o lembrete e não perca sua estreia no YouTube!

Tema: Extensão e Lutas Sociais
Convidados(as): Maria Rocineide Ferreira da Silva (Saúde Família/UECE), Roberto Henrique Amorim de Medeiros (Saúde Coletiva/UFRGS), Ignacio Maria Benites Moreno (Dep. Interdisciplinar/Campus Litoral Norte/UFRGS), Leandro de Andrade Miranda (Coordenação do Fórum da Pesca do Litoral Norte), Ivan Ramos de Vasconcellos (Sindicato dos Pescadores Artesanais de Tramandaí) e Luis Rogerio Machado “Jamaica” (Quilombo dos Machado).
Mediação: Maria Gabriela Curubeto Godoy (Saúde Coletiva/UFRGS).

Apresentação do Concerto da Orquestra do Instituto de Artes (Salão de Atos)
set 27@11:00
Apresentação do Concerto da Orquestra do Instituto de Artes (Salão de Atos)

Criada no período da pandemia do COVID-19, esta orquestra se identifica com uma proposta de valorização e qualidade de vida, onde a arte atue como um elemento de resistência e de potencialização de desejos. Seu corpo artístico é formado, majoritariamente, por estudantes de graduação e de licenciatura em música. A orquestra também conta com músicos que participam do ‘Programa de Extensão em Música/Orquestra do IA’ do Departamento de Música – DEMUS e outros integrantes que, juntos, formam um quadro sinfônico composto por 78 artistas.

Através da produção de nossos “Concertos Digitais”, pode-se afirmar que a Orquestra do Instituto de Artes da UFRGS é uma das orquestras brasileiras que mais tem gerado conteúdo em sistema de isolamento total ao observar a produção de mais de um vídeo por mês ao longo de um ano de sua existência.

Para o 22º Salão de Extensão será apresentado um frevo, que é o terceiro movimento da obra Brasilianas nº 3 do compositor gaúcho Cyro Pereira. Esta obra contará com o solo de violoncelo, que estará a cargo da Profa. Milene Aliverti, professora do Departamento de Música do Instituto de Artes, que é uma estudiosa da obra do compositor.

A apresentação da OIA é uma proposta cultural do Salão de Atos que acontecerá no dia 27 de setembro, às 11h, na abertura do Salão UFRGS, com transmissão pela UFRGS TV.

Noções Básicas de Reconhecimento do Céu. Live com a convidada especial: Profª Daniela Pavani (Planetário)
set 27@15:00
Noções Básicas de Reconhecimento do Céu. Live com a convidada especial: Profª Daniela Pavani (Planetário)

A live “O Céu do Salão” acontece dia 27/09, às 15 horas, ministrada pela professora Daniela Pavani, do Departamento de Astronomia da UFRGS. O evento é inspirado no curso do Planetário “Noções Básicas de Reconhecimento do Céu”. Em aproximadamente uma hora, serão apresentadas noções gerais do céu e das constelações, programas virtuais para observação dos astros, curiosidades sobre o céu desta época do ano, entre outras atividades.

Transmissão: canal do Planetário no YouTube.

Lançamento da edição 22 da Revista da Extensão (PROREXT)
set 27@18:00
Lançamento da edição 22 da Revista da Extensão (PROREXT)

A edição 22 da Revista da Extensão foi lançada no começo de setembro, trazendo como tema atividades de extensão durante a pandemia de Covid-19. O grande volume de artigos recebidos mereceu uma publicação ampliada: ao todo, 21 trabalhos fazem parte da publicação. Nesta roda de conversa virtual, cinco desses autores, de quatro regiões diferentes do Brasil, conversam com integrantes da equipe da Revista da Extensão sobre seus projetos de extensão, a construção dos artigos, os desafios de fazer extensão em meio a uma pandemia, o papel das universidades públicas neste contexto e muito mais.

Acesse aqui o link para a atividade e ative o lembrete para não perder a estreia deste vídeo!

Unimúsica: Festival Uni 40 – Música da Presença (DDC)
set 27@20:00
Unimúsica: Festival Uni 40 – Música da Presença (DDC)

A programação, inteiramente online e gratuita, inclui espetáculos virtuais com artistas de diferentes partes do Brasil, ciclo de conversas com convidados internacionais, mostra discente e podcasts.

A primeira semana do festival, de 27 de setembro a 1º de outubro, leva ao público dez espetáculos virtuais, gravados em diferentes cidades brasileiras, especialmente para o Unimúsica. Ganham espaço tanto as trilhas sonoras compostas para espetáculos de dança e teatro, quanto trabalhos que exploram o hibridismo circense e os atravessamentos entre as linguagens na prática da colaboração e do improviso, sem deixar de fora a relação entre corpo, música e cena na ciranda do Nordeste e nas tradições afrogaúchas.

Os espetáculos podem ser acompanhados ao vivo pelo canal do Departamento de Difusão Cultural no YouTube.

Programação – segunda, 27/09, 20h

PRESENTE
José Miguel Wisnik, Celso Sim e Marina Wisnik

Desde As boas, de Jean Genet, em 1991, espetáculo que marca a volta de Zé Celso Martinez Correia ao teatro brasileiro, depois de um longo período de exílio e ostracismo, José Miguel Wisnik compôs canções para o Teatro Oficina. Entre elas estão “As quatro estações”, que permanecem como músicas propiciatórias da fé cênica, a cada ciclo anual; “Flores horizontais”, “Noturno do mangue”, “Coração do mar” e “São Paulo Rio”, feitas para Mistérios gozozos, sobre texto de Oswald de Andrade; “Cacilda”, música tema de Cacilda!, para Cacilda Becker; “Comida e bebida”, que tem como letra um trecho de Bacantes, tragédia de Eurípedes, vertida para a tragicomediorgia musical brasileira; e “Hégira”, feita para O Homem 2 / Os sertões, de Euclides da Cunha. “Mortal loucura”, uma canção composta para o espetáculo de dança Onqotô, do Grupo Corpo, sobre poema de Gregório de Matos, encerra o espetáculo. José Miguel convidou o cantor Celso Sim e a cantora Marina Wisnik pelos laços comuns que os unem, entre outras coisas, à experiência do Teatro Oficina.

CENAS SONORAS
Trilhas de Caio Amon

O compositor e produtor musical Caio Amon apresenta temas de suas trilhas para teatro e dança em um concerto celebrando a diversidade e colaboração musical. Iniciando com arranjos camerísticos para piano, clarinete e flauta, o concerto explora o diálogo entre o erudito, o jazz, a ópera, a música flamenca e o universo violonístico, encerrando com sambas interpretados pela cantora Valéria Barcellos. Os músicos convidados são a pianista Olinda Allessandrini, o clarinetista Diego Grendene, o violonista Thiago Colombo, a soprano lírica Cintia de los Santos, a percussionista Mestra Alexsandra e o saxofonista Cleomenes Junior. Participação do Grupo Máscara Encena e da bailarina Camila Vergara.

set
28
ter
2021
Conversa: Extensão Entreolhares (DEDS)
set 28@14:00
Conversa: Extensão Entreolhares (DEDS)

A exemplo da edição de 2020, o Departamento de Educação e Desenvolvimento Social promoverá três edições do encontro “Conversa: Extensão Entreolhares” no 22º Salão de Extensão. Os encontros virtuais buscarão a reflexão com relação ao papel da extensão na produção de um conhecimento comprometido com a sociedade. Para isso serão discutidos a relação da extensão com as lutas sociais, a curricularização e a gestão da extensão.

A atividade ocorrerá pelo Facebook do DEDS

Tema: Gestão da Extensão (live)
Convidados: Augusto Jaeger Júnior (Câmara de Extensão), Letícia Strehl (Biblioteca Central/UFRGS), Pedro de Almeida Costa (Dep. de Ciências Administrativas/UFRGS) e Ricardo de Sampaio Dagnino (Dep. Interdisciplinar/CLN/UFRGS).
Mediação: Adelina Mezzari (Pró-Reitora de Extensão/UFRGS)

Oficina Criativa – Coleção Laboratório de Insetos (Ponto UFRGS)
set 28@15:00
Oficina Criativa – Coleção Laboratório de Insetos (Ponto UFRGS)

O workshop tem por objetivo sensibilizar o olhar dos participantes para o microuniverso dos insetos por meio de imagens e sons surpreendentes. Além de abordar conceitos básicos e curiosidades sobre o ciclo de vida dos insetos por meio dessas imagens em macrofotografias e sons, o workshop apresentará técnicas de macrofotografias e gravações, e de edição no celular, bem como dicas para impressão, para que os participantes possam exercitar seu olhar sensível sobre elementos da natureza e produzir seus próprios registros.

As inscrições estão abertas e podem ser realizadas por aqui.

Ministrantes: pesquisadores Laboratório de Ecologia de Insetos (UFRGS) 

  • Helena Piccoli Romanowski (coordenadora)
  • Hélio Soares Júnior
  • Lady Carolina Casas Pinilla
  • Lucas A. Kaminski
  • Riuler Corrêa Acosta

Local: Plataforma Google Meet

Lançamento da Visita Teatralizada – Live (Museu da UFRGS)
set 28@18:00
Lançamento da Visita Teatralizada – Live (Museu da UFRGS)

Live de lançamento de Vídeo do Projeto Visita Teatralizada: “Série Lugares da UFRGS”: Museu da UFRGS

Transmissão: 28/09 às 18h, pelo Facebook do Museu da UFRGS

Convidados: Diego Devincenzi (Museu da UFRGS), educativo Museu da UFRGS, representante SPH/UFRGS (Renata Manara Tonioli ou Marcelo Coelho de Souza), Miguel Ribeiro e Lucas Pires (bolsistas atividade).

Sinopse: A Visita Teatralizada é um projeto concebido por esquetes teatrais que trazem histórias conectadas à Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). As cenas são realizadas por alunos do curso de teatro da instituição, os quais interpretam personagens reais e/ou fictícios ligados ao ambiente universitário. A partir de 2020, as encenações presenciais foram substituídas por apresentações em forma de vídeo. A atividade é realizada em parceria com o Setor de Patrimônio Histórico da UFRGS (SPH).

Este esquete teatral em forma de vídeo, no qual o tema central é o Museu da UFRGS, integra a Série “Lugares da UFRGS”, que apresenta encenações sobre espaços da Universidade Federal do Rio Grande do Sul recheados de história, cultura e memória.

Unimúsica: Festival Uni 40 – Música da Presença (DDC)
set 28@20:00
Unimúsica: Festival Uni 40 – Música da Presença (DDC)

A programação, inteiramente online e gratuita, inclui espetáculos virtuais com artistas de diferentes partes do Brasil, ciclo de conversas com convidados internacionais, mostra discente e podcasts.

A primeira semana do festival, de 27 de setembro a 1º de outubro, leva ao público dez espetáculos virtuais, gravados em diferentes cidades brasileiras, especialmente para o Unimúsica. Ganham espaço tanto as trilhas sonoras compostas para espetáculos de dança e teatro, quanto trabalhos que exploram o hibridismo circense e os atravessamentos entre as linguagens na prática da colaboração e do improviso, sem deixar de fora a relação entre corpo, música e cena na ciranda do Nordeste e nas tradições afrogaúchas.

Os espetáculos podem ser acompanhados ao vivo pelo canal do Departamento de Difusão Cultural no YouTube.

Programação – terça, 28/09, 20h

TRAVESSIA EM LUTO
Yasmim Salvador, Eric Barbosa e Uirá dos Reis

Texturas, sonoridades, consonantes, constante, harmônica, orgânicas sintetizadas, conflituosa, suaves e agressivas, a melodia volta a enraizar os movimentos em dança. O espírito e a essência saltam para fora. Suas mãos e seus pés são travessia em camadas de expressões, no fluxo dos rios. Não se afastam dela. O espírito está sempre em movimento. O tempo nos testa. Deve ser um jogo?

DA CENA À CANÇÃO
Álvaro RosaCosta

O espetáculo é constituído a partir dos últimos trabalhos de Álvaro RosaCosta levados à cena. Foram selecionados processos que representam as diversas formas e pontos de partida para a música/som em cena. O predomínio é de um trabalho que ainda está no início de produção. Chama-se: Amazônia (Projeto Gompa). Das treze músicas, nove são deste projeto. As outras são oriundas dos espetáculos “Sambaracotu” (2019), “Dona Flor e seus dois maridos” (2016), “Leitura da dramaturgia de Hermes Mancilha” (2018) e “A vó da menina” (2021).
Neste trabalho pensando para o Uni 40: música da presença, Álvaro aproxima artistas/parceiros queridos com quem vem trabalhando nos últimos anos. Denise Freitas, Ronald Augusto, Eliane Marques, Leandro Maia, Anaadi, David Regnier, Simone Rasslan e Jerônimo Jardim fizeram as letras das músicas que viraram canções. A letra da música “Valsa da Ruth” foi composta a partir do texto de Pedro Bertoldi.

set
29
qua
2021
Conversa: Extensão Entreolhares (DEDS)
set 29@10:00
Conversa: Extensão Entreolhares (DEDS)

Três encontros virtuais com temas de relevância e convidados especiais fazem parte da programação promovida pelo Departamento de Educação e Desenvolvimento Social para o 21º Salão de Extensão.

Acesse aqui o link para o debate, ative o lembrete e não perca sua estreia no YouTube!

Tema: Curricularização da Extensão
Convidados: Elisete Bernardi Garcia (Dep. Interdisciplinar/Campus Litoral Norte/UFRGS), Gustavo Engler “Dilara” (Discente do Curso de Bacharelado em Física), João César Netto (Departamento de Informática Aplicada/UFRGS e ex-presidente da Câmara de Extensão) e Lara Wirti (Discente do Curso de Licenciatura em Fisica/UFRGS).
Mediação: Rita Camisolão (DEDS/PROREXT).

“Em busca do financiamento acadêmico: base de dados PIVOT”. Live (Fundação Médica e Biblioteca Central)
set 29@15:00
“Em busca do financiamento acadêmico: base de dados PIVOT”. Live (Fundação Médica e Biblioteca Central)

A Pró-Reitoria de Extensão e a Fundação Médica do Rio Grande do Sul (FUNDMED) abriram em agosto a série “Ações de captação de recursos em extensão”. São encontros e formações virtuais com os objetivos de capacitar todos os públicos a captar recursos para as atividades de extensão da UFRGS, fortalecer a cultura de extensão na instituição, disseminar boas práticas para a realização de projetos de extensão, aproximar a Universidade da FUNDMED e apresentar a ferramenta de captação de recursos PIVOT. Entre os conteúdos estão a cultura da extensão na UFRGS; FUNDMED e Universidade; ferramenta de captação, entre outros.

O encontro é aberto ao público. Link para participação em breve.

De volta pra rua: oficina prática de fotografia e edição com celular
set 29@15:00
De volta pra rua: oficina prática de fotografia e edição com celular

As alunas Gabriela Peçanha (Design Visual) e Giulia Stello (Psicologia), ministrantes da oficina, propõem um exercício de reencontro com os ambientes e situações esquecidos pela pandemia, por meio da câmera do celular. Serão abordados aspectos fundamentais da fotografia, como iluminação e enquadramento, além de recursos de edição disponíveis nos smartphones. Os participantes poderão realizar suas fotografias e edições através da videochamada, orientados pelas idealizadoras da oficina.

Local: Plataforma Google Meet
Ministrantes:
Gabriela Peçanha (Design/UFRGS)
Giulia Stello (Psicologia/UFRGS)
Inscrições gratuitas pelo link https://forms.gle/ZzzoAjYeNTzYPgqS7

Unimúsica: Festival Uni 40 – Música da Presença (DDC)
set 29@20:00
Unimúsica: Festival Uni 40 – Música da Presença (DDC)

A programação, inteiramente online e gratuita, inclui espetáculos virtuais com artistas de diferentes partes do Brasil, ciclo de conversas com convidados internacionais, mostra discente e podcasts.

A primeira semana do festival, de 27 de setembro a 1º de outubro, leva ao público dez espetáculos virtuais, gravados em diferentes cidades brasileiras, especialmente para o Unimúsica. Ganham espaço tanto as trilhas sonoras compostas para espetáculos de dança e teatro, quanto trabalhos que exploram o hibridismo circense e os atravessamentos entre as linguagens na prática da colaboração e do improviso, sem deixar de fora a relação entre corpo, música e cena na ciranda do Nordeste e nas tradições afrogaúchas.

Os espetáculos podem ser acompanhados ao vivo pelo canal do Departamento de Difusão Cultural no YouTube.

Programação – quarta, 29/09, 20h

ATO PERENE: O PROCESSO COMO OBRA
Cia Pé no Mundo e Nenem Menezes

A partir de convite do Unimúsica, a Cia Pé no Mundo apresenta “Ato perene: O processo como obra”, uma obra multi-linguagens, desenvolvida de maneira inédita para o festival “Uni 40: música da presença”.
Sensibilizado e inspirado pela mais recente criação da Cia – a websérie “Traduções simultâneas: Corpo, música e pensamento complexo” –, esse novo experimento cênico busca evidenciar a potência, a dinâmica de contaminação e interdependência e o movimento de circulação entre as linguagens da dança, da música e do audiovisual. Propomo-nos descortinar o processo íntimo de criação, permitindo que o público lance novos olhares e percepções sobre os afetos mobilizados e as contaminações possíveis entre essas linguagens.

“Ato perene” revela em si um paradoxo, um mergulho interior: compreendemos o pontual ato da criação artística como um acontecimento contínuo, permanente e inerente à vida, mesmo diante do atual contexto em que as noções de tempo, espaço e presença estão alteradas, e as artes, desafiadas a encontrar outros formatos comunicacionais. No pulsar do intenso imbricamento entre criador e criatura, a cena se estabelece diante do processo.

MÚSICA A SERVIÇO
Arthur de Faria

“Música a serviço” é uma passada por 35 anos de trabalho de Arthur de Faria como prestador de serviços na arte de escrever música para teatro. Para este espetáculo ele reuniu seu dois principais projetos atuais: o duo com Áurea Baptista, atriz e cantora, que interpretará as sete canções; e a Tum Toin Foin Banda de Câmara, que interpretará seis temas instrumentais.

set
30
qui
2021
“Vem pra Extensão: conversa sobre registro, execução e divulgação da Extensão” (DARE)
set 30@10:00
“Vem pra Extensão: conversa sobre registro, execução e divulgação da Extensão” (DARE)

Roda de conversa virtual com a equipe do Departamento Administrativo e de Registro da Extensão sobre registro, execução e divulgação da extensão na UFRGS.

Link para inscrições: https://forms.gle/CZfFStD3VEKLSxeD7

Conversas Astronômicas: Astrocast entrevista. Edição especial do podcast (Planetário)
set 30@15:00
Conversas Astronômicas: Astrocast entrevista. Edição especial do podcast (Planetário)

Para o Salão de Extensão o Conversas Astronômicas – Astrocast produzirá um episódio especial, fechando a minissérie de podcasts lançados ao longo de 2021. Neste episódio, teremos algumas questões sobre o nosso satélite natural respondidas por um astrônomo. Nosso convidado é o astrônomo Dr. Alan Alves Brito, professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. O professor Alan é bacharel em Física pela Universidade Estadual de Feira de Santana e doutor em Ciências pela Universidade de São Paulo. Suas principais áreas de atuação e pesquisa são astrofísica estelar e galáctica e educação e divulgação em Astronomia. Alan Brito também é autor dos livros Astrofísica para a Educação Básica: a origem dos elementos químicos no Universo, e Antônia e a Caça ao Tesouro Cósmico. A minissérie pode ser conferida nas plataformas Anchor e Spotify e os vídeos no canal do YouTube do Planetário.

Lançamento da coleção “Uni 40” comemorativa aos 40 anos do Unimúsica. Live (Ponto UFRGS e DDC)
set 30@18:00
Lançamento da coleção “Uni 40” comemorativa aos 40 anos do Unimúsica. Live (Ponto UFRGS e DDC)

Aderindo às comemorações dos 40 anos do Unimúsica, ação desenvolvida pelo Departamento de Difusão Cultural da Pró-Reitoria de Extensão da Universidade, a Ponto UFRGS lança uma coleção temática, que revisita a memória imagética do projeto. Na ocasião, designers e artistas que colaboraram com o Unimúsica ao longo de sua história conversam sobre o desafio de criar identidade visual para um projeto musical. Participam Andréa de Castro Moreira, Daniela Wolf, Karoline Bieger, Matheus Brito e Sandro Ka, autores de algumas das artes que estampam os novos produtos. A mediação é de Ana Laura Freitas (DDC) e Juliana Mota (Ponto UFRGS). 

Transmissão: canal do DDC no YouTube.

Tela Virtual Especial Sala Redenção (DDC)
set 30@19:00
Tela Virtual Especial Sala Redenção (DDC)

Durante as atividades do Salão UFRGS 2021, a Sala Redenção – Cinema Universitário estará presente com uma conversa a respeito do trabalho de Renê Goya, Porto Alegre 100 anos de Música (2013). Nesta minissérie de quatro episódios, Goya exibe um horizonte audiovisual que engloba um centenário de produção sonora da capital do Rio Grande do Sul. As diferentes abordagens, influências, tendências e renovações são revisitadas pelo musicista Arthur de Faria, em conversas realizadas com nomes da pesquisa e do fazer sonoro.

A Sala Redenção traz um diálogo mediado pelo bolsista Vitor Cunha, com o diretor Renê Goya, o co-diretor Daniel Dode, a pesquisadora Clarissa Ferreira e o músico Arthur de Faria, para refletir acerca dessa produção musical que, assim como o cinema feito aqui, constantemente reflete as abundâncias e as lacunas da identidade gaúcha. Estas reflexões e aproximações entre formas artísticas são de grande interesse do Cinema Universitário, pois expõem a multiplicidade disciplinar que deve ser produzida na universidade pública.

A atividade ocorrerá no canal do DDC no YouTube.

Unimúsica: Festival Uni 40 – Música da Presença (DDC)
set 30@20:00
Unimúsica: Festival Uni 40 – Música da Presença (DDC)

A programação, inteiramente online e gratuita, inclui espetáculos virtuais com artistas de diferentes partes do Brasil, ciclo de conversas com convidados internacionais, mostra discente e podcasts.

A primeira semana do festival, de 27 de setembro a 1º de outubro, leva ao público dez espetáculos virtuais, gravados em diferentes cidades brasileiras, especialmente para o Unimúsica. Ganham espaço tanto as trilhas sonoras compostas para espetáculos de dança e teatro, quanto trabalhos que exploram o hibridismo circense e os atravessamentos entre as linguagens na prática da colaboração e do improviso, sem deixar de fora a relação entre corpo, música e cena na ciranda do Nordeste e nas tradições afrogaúchas.

Os espetáculos podem ser acompanhados ao vivo pelo canal do Departamento de Difusão Cultural no YouTube.

Programação – quinta, 30/09, 20h

IMERSÃO ABISSAL
João Pedro Cé e Silvana Rodrigues

Sem sair do lugar, “Imersão Abissal” desbrava os limites entre a realidade afugentadora e a ficção curativa. Estas são as molas que impulsionam a lucidez do encontro entre duas pessoas que buscam entender a criação do universo artístico. A dupla utiliza o deboche como método, no momento em que estabelecer contato e ser criativo evidencia as inseguranças de viver o “novo precário”. Entre mensagens de áudio, sintetizadores, loopings e semi-canções, este concerto apresenta uma assimetria sonora para colorir suas narrativas.. Sugerimos que sejam utilizados fones de ouvido para uma experiência completa.

RETUMBANTES
Lívia Mattos, Livia Nestrovski, Rafé e Tomás Oliveira

Quatro artistas buscam a sua forma de ser e estar no mundo, em ressonância paradoxal entre os seus anseios e a incoerência da existência. Um homem que perdeu a cabeça, gêmeas siamesas de genealogias diversas e um beatboxer malabarista têm a música como linguagem de interlocução entre eles e também com o seu entorno. Trata-se de figuras espaventosas que reverberam truques de como inventar formas de existir e ressoar.

out
1
sex
2021
Oficina de Reciclagem – Projeto Lixo não é Lixo: reciclando práticas e ideias. Live (Centro Cultural)
out 1@15:00
Oficina de Reciclagem – Projeto Lixo não é Lixo: reciclando práticas e ideias. Live (Centro Cultural)

Oficina Jogando o Lixo
Projeto Lixo não é lixo: reciclando práticas e ideias
Centro Cultural da UFRGS | DDC | PROREXT

O que é lixo? De onde ele vem e para onde ele vai? Esse assunto é coisa séria e cuidar do meio ambiente não é brincadeira. Mas a gente pode aprender como descartar nossos resíduos de maneira eficiente e sustentável de um jeito divertido. Nesta live interativa, que integra a programação do Salão UFRGS, a equipe do projeto Lixo não é lixo do Centro Cultural da UFRGS preparou um jogo de perguntas e respostas para abordar o tema da sustentabilidade e do descarte com bom humor. Quantos tipos de resíduos existem? Quais os nomes e as cores? Qual o jeito correto de jogar alguma coisa fora, se no mundo não existe “fora”? Agora é a hora de jogar o jogo, para saber como e o que se pode jogar no lixo.

Roteiro e apresentação: Philipe Philippsen
Animação: Nicolas Jorge Mollardi
Dublagem e apoio técnico: Ellen Hiromi Kambara da Silva

Oficina Jogando o Lixo | Atividade síncrona
Dia 01 de outubro de 2021 às 15h em youtube.com/ddcufrgs

Do e-book à história contada: oficina sobre livro multiformato em linguagem acessível. Live (Planetário)
out 1@18:00
Do e-book à história contada: oficina sobre livro multiformato em linguagem acessível. Live (Planetário)

Do e-book à história contada: oficina sobre livro multiformato em linguagem acessível
Dia: 1/10/2021
Horário: 18h

Resumo: Oficina conjunta de Brenda Klein, aluna de Artes Visuais, bolsista de extensão do Planetário e de Bruna Souza, graduada em Design Visual pela UFRGS. Ambas realizaram respectivamente o projeto de ilustração e o Trabalho de Conclusão de Curso abordando o design universal para aprendizagem, compondo atividades ilustradas, inclusivas e acessíveis, a partir do e-book infantil de histórias contadas
Astros, material construído de forma coletiva pela equipe do Planetário.

A oficina abordará a experiência de ilustrar e diagramar um livro infantil e como realizar a criação de vídeos de contação da história para diversos públicos, apresentando os recursos de acessibilidade que foram utilizados para os 4 capítulos do e-book e sua evolução para versões em linguagem acessível e digital ao longo da criação.
Será um momento de apresentação de experiências, mostra de materiais e recursos e troca de ideias.

Link  para a oficina: https://meet.google.com/xrc-ytie-mda.

Unimúsica: Festival Uni 40 – Música da Presença (DDC)
out 1@20:00
Unimúsica: Festival Uni 40 – Música da Presença (DDC)

A programação, inteiramente online e gratuita, inclui espetáculos virtuais com artistas de diferentes partes do Brasil, ciclo de conversas com convidados internacionais, mostra discente e podcasts.

A primeira semana do festival, de 27 de setembro a 1º de outubro, leva ao público dez espetáculos virtuais, gravados em diferentes cidades brasileiras, especialmente para o Unimúsica. Ganham espaço tanto as trilhas sonoras compostas para espetáculos de dança e teatro, quanto trabalhos que exploram o hibridismo circense e os atravessamentos entre as linguagens na prática da colaboração e do improviso, sem deixar de fora a relação entre corpo, música e cena na ciranda do Nordeste e nas tradições afrogaúchas.

Os espetáculos podem ser acompanhados ao vivo pelo canal do Departamento de Difusão Cultural no YouTube.

AFROS DO SUL
Paulo Romeu e Carine Brazil

Inicia com o pedido de licença aos nossos orixás, guias espirituais e ancestrais.
O show é concebido em duas partes. Partindo de referências da linguagem do tambor falante, usado pelos griots africanos que cantavam as histórias do continente e usavam muito esse tambor para se comunicar. Na sequência, vem o trabalho com os instrumentos de madeira: cajons, que tem procedência peruana, e habaneras, de origem cubana, e depois com as tanajuras, que são brasileiras. A música angolana “Morro da Maianga” de André Mingas, que fala da vida rural de Angola e o choque cultural com a chegada dos colonizadores portugueses.
Na segunda parte, ressalta o swing Afro-Gaúcho com levadas de Violão, sopapo e baixolão, mostrando, entre outras coisas, a levada rítmica criada pelo Afro-Sul chamada de Porongada em homenagem aos Lanceiros Negros traídos, emboscados e massacrados no final da Revolução Farroupilha. Os Lanceiros Negros, heróis farroupilha, que em um acordo entre Duque de Caxias e Canabarro, na sede de Porongos, atual cidade de Pinheiro Machado, foram massacrados. A seguir, musicalizando um pouco a atual situação política do Brasil, a música “De terno, gravata e ladrão” é um pouco da história das não-ações de um governo incapaz, fúnebre e genocida em meio a pandemia. Além disso, o show tem homenagem aos maracatus pernambucanos espalhados pelo Brasil e exterior, acompanhados pela energia da dança e o toque do agbê com a participação da Carol Marques, integrante do Grupo Maracatu Truvão e encerrando com “Batuque Nação Afro-Gaúcha”, com Carine Brazil tocando sopapo e Paulo Romeu tocando o Ilú de lata. Axé! Olorum se mexeu.

CIRANDA DE LIA
Lia de Itamaracá

Na apresentação, Lia de Itamaracá faz um passeio com uma ciranda de ritmos, passando pelo coco, maracatu, maxixe e as peças mais famosas do universo da ciranda, além de visitar seu trabalho atual com Dj Dolores, Ciranda Sem Fim, patrocinado e lançado pelo selo Natura Musical.