III Seminário Discente em Ciências das Águas

Abordando o tema “Águas subterrâneas – Tornando o invisível visível”, a terceira edição do SDCA ocorre dia 22/03/2022, no Dia Mundial da Água com início às 15h. Serão cinco palestras ministradas por discentes seguido por debate com participação do público via bate-papo do YouTube. Após, ocorre a premiação dos vencedores do III Concurso de Fotografia Águas do Brasil.

O evento é totalmente gratuito, aberto a toda comunidade e será transmitido pelo nosso canal no YouTube: https://youtu.be/E4I0vGhqw5g.
Haverá certificado para quem assinar a lista de presença cujo link será informado ao longo do evento.

Programação
15h – Abertura
15h30min – Palestras “Águas subterrâneas: Tornando o Invisível Visível”
17h – Debate
17h40 min – Premiação do III Concurso de Fotografias Águas do Brasil
18h – Encerramento

Confira abaixo um dos temas abordados durante o evento:

É possível monitorar recursos hídricos subterrâneos por sensoriamento remoto?

Texto elaborado por Fernando Basquiroto de Souza
Aluno de Mestrado do IPH/UFRGS

Quando abordamos temas relacionados ao sensoriamento remoto, muitos já pensam em imagens aéreas demonstrando prédios, residências, lagoas e florestas. Tais imagens são obtidas dentro da faixa da luz visível do espectro eletromagnético, podendo abranger outras faixas, como o infravermelho termal e micro-ondas.

Esses recursos podem ser utilizados para o mapeamento da vegetação, monitoramento de queimadas, gestão de recursos hídricos superficiais, dentre outras possibilidades. Veja que tais objetos de análise encontram-se na superfície terrestre. Então você pode se perguntar, como seria feito o monitoramento de recursos hídricos subterrâneos se estes estão ocultos por camadas de solos e rochas?

Essa é a função da missão GRACE.

Os dois satélites utilizados na missão GRACE (Gravity Recovery and Climate Experiment) orbitam no entorno da Terra registrando mudanças no campo gravitacional terrestre.

O acompanhamento de tais mudanças possibilita monitorar a movimentação de massas d’água, visto que tudo que tem massa, possui gravidade, podendo ser “observado” do espaço.

A palavra observar foi colocada entre aspas pois os satélites do GRACE são os primeiros a monitorar a Terra sem utilizar uma faixa do espectro eletromagnético, usando apenas micro-ondas para mensurar a distância entre os dois satélites. Cabe ainda destacar que esse sistema de medição é tão sensível que detecta mudanças de distância menores que 10 microns em uma distância de 220 km.

Após a obtenção dos dados brutos nos satélites, estes são processados para obter a quantidade de água armazenada na superfície terrestre. Com isso, é possível alimentar modelos hidrológicos, monitorar a variação da água armazenada e extrair a variação de água subterrânea em diferentes locais.

Um recurso tão importante como a água subterrânea também precisa de uma missão espacial, e a missão GRACE veio para cumprir essa tarefa, gerando dados desde 2002 até os dias de hoje.

Participe do III SDCA e saiba mais sobre águas subterrâneas e a missão GRACE.


III Concurso de Fotografia Águas do Brasil: Votação aberta!

A partir de hoje até domingo (20/03), toda a comunidade da UFRGS e também comunidade externa está convidada a acessar o link https://forms.gle/zPjQxsKZ3RSCM4A77 a fim de participar da votação do III Concurso de Fotografia Águas do Brasil. Os votantes deverão selecionar apenas uma imagem por categoria.

Neste ano, além das fotografias inscritas em “Água e ambiente natural” e “Sociedade e os usos múltiplos da água”, a terceira categoria faz referência ao tema central do Dia Mundial da Água “Águas subterrâneas – tornando o invisível visível”. Apesar do grande desafio de representar em registros fotográficos a água “invisível” , é importante que as águas subterrâneas sejam visibilizadas. Elas desempenham um papel fundamental na sociedade, sendo em muitos locais, a principal fonte de água para abastecimento da população, além de ser insumo em indústrias e/ou utilizada para irrigação de cultivos. A intensificação dos eventos extremos torna a o gerenciamento das águas armazenadas nos aquíferos ainda mais relevante.

Vote e divulgue com seus familiares, amigos e colegas! As fotografias são capazes de promover profundas reflexões, compartilhe e converse sobre esse bem tão essencial para todos!

III SDCA: Águas Subterrâneas – Tornando o Invisível Visível

A ideia nascida no final de 2019, agora chega em sua terceira edição! O Seminário Discente em Ciências das Águas de 2022 renova seu compromisso em promover a celebração do Dia Mundial da Água e incentivar o protagonismo dos discentes.
O tema proposto pela UN-Water para esse ano é “Águas Subterrâneas – Tornando o invisível visível” e pretende promover discussões e reflexões sobre essas águas “invisíveis” e seu gerenciamento (UN WATER, 2022). Diante de cenários de escassez hídrica, muitos locais utilizam as águas subterrâneas como fonte. No entanto, para garantir a manutenção desse valioso bem, é necessário melhor compreender esses sistemas que são dinâmicos e respondem a curto e longo prazo às mudanças climáticas, à explotação e às formas de uso e ocupação dos terrenos (CPRM, 2022).
Assim, o SDCA promove seis palestras sobre o tema, ministradas por discentes do PPGRHSA e do curso de graduação em Engenharia Ambiental, além de debate com perguntas do público.
Esperamos que as palestras e o debate possam fomentar novas discussões, pois o assunto não possui uma solução única e sim requer diferentes perspectivas.

O III SDCA ocorre novamente na terça-feira, dia 22/03/2022 às 15h no formato remoto com transmissão pelo YouTube.

Até breve!

Fontes:
CPRM. Serviço Geológico do Brasil. Saiba Mais – Rede Integrada de Monitoramento das Águas Subterrâneas – RIMAS. Disponível em: <http://www.cprm.gov.br/publique/Hidrologia/Monitoramento-Hidrologico-e-Hidrogeologico/Saiba-Mais—Rede-Integrada-de-Monitoramento-das-Aguas-Subterraneas—RIMAS-6728.html>. Acesso 20.02.2022
UN WATER. World Water Day. Diponível em: <https://www.worldwaterday.org/>. Acesso 10.02.2022

II SDCA: missão cumprida

 

O Dia Mundial da Água não passou em branco na comunidade do IPH/UFRGS, uma vez que mesmo à distância, foi promovida a segunda edição do Seminário Discente em Ciências das Águas, que foi um sucesso! 

Em sua segunda edição, o SDCA reafirmou seus objetivos: promover uma atividade de conscientização, incentivando a discussão, a reflexão, a divulgação e a popularização das ciências das águas, bem como promover o protagonismo dos discentes, tanto contribuindo para sua formação, estimulando suas capacidades, mas também pensando em incentivar um papel mais ativo na comunidade em que se insere.

Os palestrantes realizaram apresentações com diferentes perspectivas sobre o tema central do evento, “Valorizando a água”. Durante o debate com perguntas do público foi possível ampliar a discussão fortalecendo a ideia de que é necessário seguir trabalhando e debatendo para avançar a conscientização sobre o valor da água. Agradecemos imensamente a vocês: Bruno, Carlos Henrique, Cassia, Iporã, Jéssica e Joana, por dedicarem seu tempo e compartilharem seus conhecimentos! 

 

Palestrantes e mediadores do debate “Valorizando a água”

 

Visando fortalecer a interação com o público presente durante o evento e identificar as perspectivas dos participantes,  foi solicitado para que os mesmos descrevessem em uma palavra o que significava água para eles. Ao final do evento foi montada uma “nuvem de palavras” com todos os significados apresentados pelos participantes.  A  palavra que mais foi utilizada para descrever a água foi Vida, citada por 88 dos participantes, seguida por Futuro e Essência, ambos com 3 citações.  As demais palavras citadas foram: Combustível, Desenvolvimento, Dignidade, Diversidade, Ecossistema, Fonte, Indispensável, Movimento, Necessidade, Profundidade, Resiliência, Saúde, Sobrevivência, Transformação e Tudo

Nuvem de palavras criada a partir das respostas dos participantes do II SDCA para o questionamento:
“O que a água significa para você?”

 

Ao final do evento também foram divulgadas as fotografias vencedoras do II Concurso de Fotografia Águas do Brasil, que teve nessa segunda edição, o tema Valorizando a água como uma de suas categorias. A variedade dos enfoques de cada fotografia fortaleceu a ideia que embora essencial à vida de todos, a água tem diferentes significados para pessoas diferentes. Os registros permitiram a reflexão sobre a pluralidade da água. Parabenizamos a todos os inscritos e  agradecemos por compartilharem seus olhares conosco. Todas as fotografias enviadas estão expostas em na galeria virtual.

Durante a exibição do II SDCA ocorreu um pico de 129 pessoas acompanhando o evento de forma simultânea, e até o momento o vídeo já teve mais de 500 visualizações. Se você quer rever o II SDCA ou não conseguiu acompanhar ao vivo, assista o evento na íntegra pelo nosso canal: https://youtu.be/DEX9PseaKJM

Agradecemos a todos que participaram direta ou indiretamente na construção e concretização do II SDCA:

  • À Mariana Ferreira e ao Caio Ramos, que por meio do NAPEAD Produção multimídia para a educação, foram os responsáveis pela criação da Identidade visual;
  • Aos meios de comunicação da UFRGS e do IPH que contribuíram para a divulgação do evento;
  • À Diretoria do Instituto de Pesquisas Hidráulicas, prof. Joel e prof. Alfonso;
  • À Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental, prof. Benetti pelo apoio e confiança no nosso trabalho;
  • Ao professor Masato por ter nos incentivado a sair da inércia e nos proporcionar essa experiência incrível;
  • Aos colegas que contribuíram para o desenvolvimento do evento, enviaram fotos, se voluntariaram como palestrantes, enfim que entenderam que o SDCA é um evento protagonizado pelos alunos;
  • A todos que direta ou indiretamente tornaram possível a concretização do SDCA.

Saudações da Comissão Organizadora II SDCA.
Cuide da água! Cuide-se!

Até 2022!

Votação aberta do II Concurso de Fotografia Águas do Brasil

Na sexta, dia 06/03/2021, foi encerrado o envio de fotografias ao II Concurso de Fotografia Águas do Brasil. Ao total, foram 30 fotografias inscritas nas categorias Valorizando a água (12 fotografias), Sociedade e Usos múltiplos da água (7 fotografias) e Água e ambiente natural (11 fotografias).

Todas as fotografias já fazem parte da coleção do II Concurso de Fotografia Águas do Brasil e, a partir do dia 22/03 estarão expostas no site. No entanto, você pode participar da votação aberta a toda comunidade e selecionar a sua fotografia preferida pelo link: https://forms.gle/Xr1TZsaeecdvjjry7

Cada pessoa pode votar uma vez e em uma fotografia por categoria. O link para a votação estará disponível até dia 16/03.

Como afirmou Sebastião Salgado:

“Minhas fotografias são um vetor entre o que acontece no mundo e as pessoas que não têm como presenciar o que acontece.”

Agradecemos a todos os participantes que enviaram fotografias e compartilharam seus registros com mais pessoas, fazendo-as conhecer novos lugares e diferentes realidades, bem como a todos os que participam da votação e se permitem um novo olhar sob a àgua e suas pluralidades.

Vem aí o II SDCA!

 

O que a água significa para você? Como a água é importante na sua casa? E para a sua família? E para o seu bem-estar? E para o seu sustento? E para sua cidade? 

Compreender o valor da água é essencial para que este recurso, cada vez mais escasso em termos de qualidade e quantidade, seja utilizado de forma mais eficaz e eficiente. A valorização da água não se limita aos aspectos econômicos, mas deve considerar os aspectos culturais, ecológicos, sociais e religiosos em seu gerenciamento.

Essa discussão é o enfoque do II Seminário Discente em Ciências das Águas (II SDCA). O tema Valorizando a água foi proposto pela UN-Water como reflexão para o Dia Mundial da Água (22/03).

A proposta do II SDCA é promover atividades para refletir sobre esse tema central por meio de diferentes perspectivas das ciências das águas. Além disso, o evento tem por objetivo fomentar o protagonismo dos discentes do Instituto de Pesquisas Hidráulicas (IPH) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul  tanto na organização quanto na execução do evento. Assim, os discentes são incentivados a desempenharem papel de protagonismo no meio acadêmico e na comunidade em que estão inseridos.

O II SDCA ocorrerá no Dia Mundial da Água, 22/03/2021, em plataforma digital. A programação conta com apresentações e debate sobre o tema Valorizando a água, além do II Concurso de Fotografias Águas do Brasil, onde  diferentes formas de valorização da água serão ilustradas por meio de registros fotográficos. 

Quer compartilhar a sua opinião sobre o tema nas redes sociais? Use a hashtag #Water2Me relatando como a água é importante para você e tenha seu post compartilhado na página da Un-Water!

Participe! Em breve, mais novidades!

A concretização do I SDCA

Depois de muita expectativa, o I SDCA ocorreu no dia 16/09/2020!!!

O evento de extensão com data original em 20/03/2020 foi adiado devido à pandemia de Covid-19. O distanciamento social e, consequentemente, a realização das atividades acadêmicas remotamente – longe do Instituto de Pesquisas Hidráulicas (IPH) – foram desafios para a Comissão Organizadora. No entanto, com sua essência preservada, o I SDCA foi  reestruturado para ocorrer em formato online no dia 16/09/2020. Essa nova modalidade possibilitou um alcance de público maior, com participantes de distintas instituições e diversos locais do Brasil, o que também enriqueceu a discussão e a troca de ideias.

O I SDCA contou com palestras de seis discentes de diferentes grupos de pesquisa do Programa de Pós Graduação em Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental do IPH-UFRGS, debate com perguntas do público (virtual) sobre o tema central “Água e Mudanças Climáticas” e a apresentação das fotografias vencedoras do Concurso de Fotografia Águas do Brasil. Durante a exibição, ocorreu um pico de 137 pessoas acompanhando o evento de forma simultânea, e até o momento o vídeo do I SDCA teve mais de 500 visualizações.

Os objetivos do SDCA foram atingidos. Os discentes foram protagonistas em todas as etapas: desde a organização, a condução do evento e a apresentação das palestras.  Além disso, a participação do público por meio do fórum online possibilitou a troca de ideias e fomentou o debate. Ao longo do evento foi estimulado o envolvimento, a reflexão e a discussão sobre uma temática de relevância atual e mundial.

Ao final do evento, a Comissão Organizadora já anunciou o tema do II SDCA. Em concordância com a temática do Dia Mundial da Água proposto pelas Nações Unidas-Águas para o ano de  2021, o II SDCA pretende abordar como tema central: “Valorizando a água”.

 

Comissão organizadora no encerramento do I SDCA

Agradecemos a todos que participaram direta ou indiretamente na construção e concretização do I SDCA:

  • Ao coordenador desse evento de extensão professor Masato Kobiyama pela idealização do evento, incentivo, apoio e confiança;
  • Ao coordenador do Programa de Pós-graduação em Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental (PPGRHSA), professor Antônio Domingues Benetti pelo incentivo, apoio e confiança;
  • Aos colegas da Engenharia Ambiental, da Engenharia Hídrica e do PPGRHSA da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) que contribuíram para o desenvolvimento do evento;
  • À Mariana Ferreira e ao Caio Ramos, que por meio do NAPEAD Produção multimídia para a educação, foram os responsáveis pela criação da Identidade visual;
  • Aos meios de comunicação da UFRGS, à Assessoria de Gestão Ambiental da UFRGS e aos demais Institutos e professores que contribuíram para a divulgação do evento;
  • Ao Coral da Letras, em especial ao Eduardo da Rosa Alves, que interpretaram a música “Metamorfose Ambulante” de Raul Seixas e compartilharam o áudio conosco.

Se você não participou no dia 16/09, não se preocupe!  O evento pode ser assistido na íntegra em: https://www.youtube.com/watch?v=A53hNS4Robk

Saudações da Comissão Organizadora I SDCA.

Até 2021!

Carta dos organizadores do I SDCA

Dia 20 de março de 2020. Hoje aconteceria o primeiro Seminário Discente em Ciências das Águas (SDCA) no Instituto de Pesquisas Hidráulicas (IPH) da UFRGS. Infelizmente, em virtude da pandemia que estamos enfrentando o evento foi adiado. Apesar de não podermos nos reunir fisicamente, é importante lembrar que as ideias não possuem barreiras. Mesmo distantes fisicamente, podemos cumprir alguns dos objetivos do SDCA, tais como valorizar a relevância da água e promover o envolvimento, discussão e reflexão sobre uma temática de relevância mundial.

O tema proposto para o Dia Mundial da Água 2020 é “Águas e Mudanças Climáticas”. Considerando os reconhecidos efeitos no ciclo hidrológico, devemos discutir que medidas de adaptação às mudanças climáticas, nós (constituintes da sociedade) devemos adotar.

Em meio a tantas notícias tristes sobre a pandemia, a Agência Espacial Europeia (ESA – European Space Agency) divulgou a redução na poluição atmosférica conforme observações em imagens de satélite tanto no norte da Itália quanto na China. O declínio nas emissões de dióxido de nitrogênio se deve à mudança de comportamento da sociedade: interrupção do tráfego de veículos e da produção em fábricas.

Meios de comunicação, como o jornal “Folha de São Paulo” e a revista “Veja” mostraram que as águas dos canais de Veneza, na Itália, voltaram a ser cristalinas com a presença de peixes e outros animais. Isso se deve à ausência de turistas e à quarentena imposta aos moradores locais.

Por vias muito duras, esses exemplos nos mostram a urgente necessidade de mudança de hábitos que cada um de nós deve ter diante do uso da água e demais recursos naturais para a manutenção do equilíbrio da vida terrestre. Devemos repensar a forma que estamos explorando a natureza nas atividades industriais, no turismo, no agronegócio, nas atividades domésticas, dentre outros. Essa reflexão é uma das motivações que nos levou a idealizar o I SDCA.

Além disso, cabe salientar que uma das medidas de prevenção recomendadas para controlar a disseminação de microrganismos, inclusive do novo coronavírus, é lavar as mãos com frequência. Esse simples ato envolve água e sabonete. Dados mais recentes do Sistema Nacional de Informações sobre o Saneamento (SNIS) mostram que 16,38% da população brasileira não possuem acesso ao abastecimento de água potável (quase 35 milhões de pessoas). Por vezes, não percebemos como a água permeia nossa vida, até o instante em que ela se torna crucial para a nossa sobrevivência. Nesse difícil momento, podemos refletir que simples atitudes podem transformar o mundo que nos cerca, e que em pelo Século XXI muitos brasileiros ainda não possuem acesso a esse recurso.

Vamos aproveitar esses momentos de reflexão para repensar nossas atitudes. Que a conscientização sobre a relevância da água se concretize em assumir responsabilidades. Desejamos que todos fiquem bem e que em breve o I SDCA se realize com muitas discussões com consciência e responsabilidade.

 

Comissão Organizadora I SDCA – Ian Rocha de Almeida, Marina Refatti Fagundes, Franciele Maria Vanelli, Cléber Henrique de Araújo Gama, Ayan Santos Fleischmann, Karla Campagnolo, Masato Kobiyama