Práticas artísticas contemporâneas e suas narrativas de legitimação

Equipe

Coordenação:

Bruna Wulff Fetter

Bruna Fetter

Professora e pesquisadora do Instituto de Artes da UFRGS, Bruna Fetter é Doutora em História, Teoria e Crítica de Arte (PPGAV/UFRGS). Foi pesquisadora visitante na New York University (2014/2015), possibilitado por bolsa Fulbright. Curadora das mostras Do “Abismo e outras distâncias” (Mamute Galeria, Porto Alegre/2017), “Expedições pela Paragem das Conchas” (Espaço de Artes da UFCSPA, Porto Alegre/2016), “Da matéria sensível: afeto e forma no acervo do MAC/RS” (Porto Alegre/2014), “O sétimo continente” (Zipper Galeria, São Paulo/2014) e “Qualquer lugar” (Casa Triângulo, São Paulo/2013). Também realizou a curadoria da mostra “Mutatis mutandis”, com Bernardo de Souza (Largo das Artes, Rio de Janeiro/2013); e dividiu a curadoria da mostra “Cuidadosamente, através” com Angélica de Moraes (São Paulo/2012). Entre 2013 e 2014 participou do Comitê de Acervo e Curadoria do Museu de Arte Contemporânea do Rio Grande do Sul. É membro da ANPAP, da ABCA e da AICA.

 


Pesquisadoras:

Cristina Ackermann Barros

Cristina Ackermann Barros

É pesquisadora, mediadora e possui experiência com curadoria no campo das artes visuais. Graduanda do Bacharelado em História da Arte na Universidade Federal do Rio Grande do Sul e estagiária do Núcleo Educativo e de Programa Público do Museu de Arte do Rio Grande do Sul – MARGS. Desde 2018 faz parte do corpo editorial da revista acadêmica ÍCONE: Revista Brasileira de História da Arte (IA/DAV-UFRGS). Na pesquisa acadêmica, dedica-se aos estudos de legitimação de práticas artísticas contemporâneas e desenvolve estudos junto ao projeto”Práticas artísticas contemporâneas e suas narrativas de legitimação”, coordenado pela Profa. Dra. Bruna Fetter. Em 2019 fez parte da Equipe Crítica da 4ª edição do Circuito Universitário da Bienal de Curitiba (CUBIC). Em 2020 integrou a equipe do Programa Educativo da Bienal 12 do Mercosul e foi coordenadora geral do material educativo da mostra. É uma das idealizadoras e pesquisadora do projeto Mulheres nos Acervos. É uma das representantes do Brasil na Red-LEHA (Red Latinoamericana de Estudiantes de Historia del Arte).

 


Vitória Kotz Morlin

Vitória Kotz Morlin

Graduanda do Bacharelado em História da Arte da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Integrou o corpo de mediadores da Pinacoteca Ruben Berta (2018-2020). Possui experiência em mediação cultural e projetos educativos em museus. Co-curadora da exposição de curadoria compartilhada  “O moderno que eu faço – Narrativas da experiência” (Pinacoteca Ruben Berta, Porto Alegre/2018). Na pesquisa, tem como interesse o estudo das relações entre arte, urbanismo e ativismo na criação de micropolíticas urbanas, buscando compreender seus processos de legitimação no sistema de arte contemporâneo. É Bolsista PROBIC/FAPERGS do projeto de pesquisa “Práticas artísticas contemporâneas e suas narrativas de legitimação”, com coordenação da Profa. Dra. Bruna Fetter.