Modelo da Virtude 

José Roberto Goldim


Autores básicos

Edmund Pellegrino e David Thomasma
Obra de referência
Pellegrino E, Thomasma D. For the patient's good: the restoration of beneficence in health care. New York: Oxford, 1988.
 
Referência histórica
Aristóteles e tradição ética grega.
Proposta básica

A virtude é um traço de caráter que é valorizado socialmente. Uma virtude moral é um traço que tem valor moral associado. A virtude, tem origem na Grécia com a palavra areté, que também pode ser  traduzida como excelência. Foi traduzida para o latim como virtus, que é a sua raíz em português. Vale salientar que nas culturas orientais a noção de virtude surgiu no séc. XX a.C. como a capacidade de realizar ou oferecer vida.

Virtude, segundo Aristóteles, é uma disposição adquirida de fazer o bem. Segundo Joaquim Clotet, é a forma de agir que enobrece a  pessoa, que a aperfeiçoa. O contrário é o vício, que degrada ou destrói a pessoa.

De acordo com Aristóteles, as virtudes se aperfeiçoam com o hábito (Ética a Nicômacos. Brasília: UnB, 1992).

Sócrates propunha que:

"Tudo é conhecimento, inclusive a justiça, a temperança e a coragem - o que tende a demonstrar que certamente é possível ensinar a virtude"
(citado por Shattuck R. Conhecimento Proibido. São Paulo: Companhia das Letras, 1998:20).
Voltaire, em uma carta a Frederico, o grande, em 1737, escreveu que:
"a virtude, o estudo e a alegria são três irmãos que não devem ser separados"

Vauvenargues, em suas Reflexões e Máximas, afirmou:

"A utilidade da virtude é tão evidente que os maus a praticam por interesse."

 .

As principais virtudes listadas por André Comte-Sponville (Pequeno Tratado das Grandes Virtudes. São Paulo: Martins Fontes, 1997) são: Crítica
Este modelo tem como crítica maior o fato de ser muito difícil, segundo alguns autores, desenvolver virtudes em pessoas com desenvolvimento psiológico-moral já avançado, como os profissionais de saúde já formados ou em formação. Emmanuel Kant dizia que as virtudes se aprendem no colo da mãe. Comte-Sponville acredita que as virtudes podem ser ensinadas principalmente através de modelos de identificação adequados.


Modelos explicativos utilizados em Bioética
Textos - Conceitos Fundamentais
Página de Abertura - Bioética

Texto incluído em 02/02/1999 e atualizado em 14/11/2010.
(C)Goldim/1997-2010