UFRGS e a Covid-19

Medidas simples

< Voltar
Sumário

A transmissão do novo coronavírus pode ser evitada por medidas básicas, como realizar lavagem frequente das mãos, especialmente após contato direto com pessoas doentes. Ao espirrar ou tossir, é recomendado utilizar lenço descartável e higienizar as mãos. Ao tossir, deve-se tapar a boca com o braço, evitando usar a mão, que, em contato com objetos e superfícies, pode ser um vetor para a contaminação. O coordenador da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar do HCPA, Rodrigo Pires, salienta que essas são recomendações que devem ser seguidas sempre para evitar a transmissão de infecções virais em geral. No momento atual, é válido reforçar a importância da higienização das mãos.

Pires enfatiza que, mesmo com a ocorrência de sintomas leves, como coriza ou tosse fraca, por exemplo, a pessoa deve seguir os cuidados recomendados, pois ela pode estar com o vírus. “É responsabilidade de todos prevenir a disseminação do novo coronavírus, que, por enquanto, não tem tratamento”, afirma. A vacinação contra a influenza é outra medida recomendada. Pires explica que é mais fácil fazer o diagnóstico de outras infecções virais em pessoas vacinadas que apresentam sintomas de gripe.

A comunidade universitária deve estar atenta também para manter os ambientes arejados, principalmente as salas de aula. Por fim, Pires destaca que o uso de máscaras não é necessário para quem não está doente. Recomenda-se apenas para profissionais da saúde, para quem tem contato com doentes e para quem apresenta os sintomas, evitando contaminar outras pessoas.

Outros cuidados são:

• evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;

• não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos e garrafas;

• manter os ambientes bem ventilados;

• evitar contato com as pessoas que apresentem sinais ou sintomas da doença.