8 de agosto de 2018

Teses & Dissertações

TESES DE DOUTORADO

Tatiana Telch Evalte. (Re) pensando as artes visuais na formação do pedagogo: estratégias para a leitura de imagens. 2019.

Rosana Fachel de Medeiros. Os adolescentes e os aparelhos celulares: visualidades contemporâneas. 2018.

Ruth Rejane Perleberg Lerm. Leitura de textos sincréticos verbovisuais: relações entre linguagens em (fan) zines brasileiros. 2017.

Gabriela Bon. Discursos e Práticas de Mediação em Espaços Museais no Brasil e na Espanha: Bienal de Artes Visuais do Mercosul, Museo del Prado e Espacio Fundación Telefónica. 2016.

Solange de Fátima Gabre. Para Habitar Museu com o Público Infantil: uma proposta de formação colaborativa entre professores da infância e profissionais do Museu Municipal de Arte de Curitiba. 2016.

Fernando Antônio Gonçalves de Azevedo. A Abordagem Triangular do Ensino das Artes e a Pesquisa como Experiência Criadora. 2014.

Rejane Ledur. Arte Contemporânea e Produção de Sentidos no Ensino da Arte. 2013.

Marion Divério Faria Pozzi. Apreensão de sentidos em vídeos contemporâneos: contribuições teórico-metodológicas da semiótica à leitura de recursos de aprendizagem audiovisuais. 2013.

Gilvânia Maurício Dias de Pontes. Arte na educação da infância: saberes e práticas da dimensão estética. 2013.

Lourenço Eugénio Cossa. Processos de significação dos conhecimentos em Arte no ensino em Moçambique. 2013.

Marília Forgearini Nunes. Leitura mediada do livro de imagem no Ensino Fundamental: letramento visual, interação e sentido. 2013.

Rita Petrykowski Peixe. Imagens que (Re) Constroem História: Alegoria e Narratividade Visual da Guerra Sertaneja do Contestado. 2012.

Ana Marta Meira. Olhares das Crianças sobre a Cidade de Porto Alegre: Infância Contemporânea, Psicanálise, Educação e Arte. 2011.

Maria Isabel Petry Kehrwald. Ensino da arte e as astúcias da intertextualidade. 2009.

Umbelina Maria Duarte Barreto. Espiando pelo buraco da fechadura: o conhecimento em artes visuais em nova chave. 2008.

Neiva Senaide Petry Panozzo. Leitura no entrelaçamento de linguagens: literatura infantil, processo educativo e mediação. 2007.

Marlene Ramires François. Ciranda de arte: leitura de textos/obras tridimensionais da artista Katsuko Nakano. 2006.

Susana Rangel Vieira da Cunha. Educação e cultura visual: uma trama entre imagens e infância. 2005.

Mirna Spritzer. O corpo tornado voz: a experiência pedagógica da peça radiofônica. 2005.

Sandra Regina Simonis Richter. A dimensão ficcional da arte na educação da infância. 2005.

Tânia Beatriz Iwaszko Marques. Do egocentrismo à descentração: a docência no ensino superior. 2005.

Ângela Raffin Pohlmann. Pontos de passagem: o tempo no processo de criação. 2005.

Marly Ribeiro Meira. Educação estética e as artes do fazer. 2002.

Maria Helena Wagner Rossi. Leitura estético-visual na Educação Fundamental. 2000.

Gládis Franck da Cunha. Interação e meio: a filtragem do meio. 1999.

DISSERTAÇÕES DE MESTRADO

Flávia Camargo Leal Alves. Escolinha de arte da UFRGS (1960-2011) : história, fundamentos e ressonâncias com o Movimento Escolinhas de Arte. 2018.

Simone Rocha da Conceição. De “O incrível mundo de Gumball” à Glitch Art: competências e estratégias para apreensão de produções audiovisuais em contextos educativos. 2018.

Elisete Silva Armando. O papel do tutor a distância no curso de Licenciatura em Artes Visuais – EaD: interação e efeitos de sentido. 2017.

Juliano de Campos. Princesa preta não existe: o ensino de arte entre telas e infâncias. 2017.

Liliane de Fátima Giordano. Uma proposta de imersão no processo da fotografia e na leitura de imagens. 2016.

Tatiana Telch Evalte. Para entender o livro-brinquedo: arte e literatura na infância. 2014.

Gabriela Bon. Mediação Profissional em Instituições Museais de Porto Alegre: interações discursivas. 2012.

Rosana Krug. Corpo-matéria: a construção do sentido no processo de criação de livro de artista com arte/educadores. 2011.

Rosana Fachel de Medeiros. Bob Esponja: Produções de sentidos sobre infâncias e masculinidades. 2010.

Ruth Rejane Perleberg Lerm. Leitura de textos sincréticos: relações entre o verbal e o não-verbal em Diário de Bordo de José Bessa. 2010.

Ana Laura Rolim da Frota. O sincretismo nas imagens móveis: DVD “O Universo da Arte – Fayga Ostrower”. 2008.

Carmen Lúcia Capra. Ensino de artes visuais: experiência estética e prática docente. 2007.

Bento Fagundes de Abreu. Revista Bravo: design e desígnios na perspectiva dos estudos da cultura visual. 2007.

Mara Aparecida Magero Galvani. Leitura e releitura no ensino fundamental: cidade e arte. 2005.

Gisela Costa Habeyche. Banquete de imagens: a complexidade do instrumento vocal. 2003.

Maria Isabel Petry Kehrwald. Processo criativo e ensino da arte: mudanças e permanências. 2002.

Neiva Senaide Petry Panozzo. Percursos estéticos na literatura infantil: contribuições para a leitura de imagens na escola. 2001.

Vera Lúcia Bertoni dos Santos. A estética do faz-de-conta; práticas teatrais na educação infantil. 2000.

Gilberto Icle. Por sobre o demônio da ignorância: a construção do conhecimento no trabalho do ator. 2000.

Mirna Spritzer. O invisível feito visível: um estudo sobre a formação do ator na universidade. 1999.

Sandra Regina Simonis Richter. A Criança e A Pintura – Ação e Paixão do Conhecer. 1998.

Dulcimarta Lemos Lino. Pensar Com Sons: Um estudo da notação musical como um sistema de representação em crianças expostas a esta linguagem na escola pública. 1998.

Maria do Carmo Gonçalves Curtis. Leitura da obra de arte aa escola pública: em busca do Belo Adormecido. 1997.