Bem vindo ao Herbário ICN

O Herbário ICN teve início em 1937, através da coleção de Alarich R. Schultz, renomado pesquisador e professor de Botânica da então Faculdade de Filosofia da Universidade do Rio Grande do Sul (UFRGS). Inicialmente era uma coleção que alcançava cerca de três mil exemplares. O Herbário ICN, cuja sigla deriva do antigo Instituto de Ciências Naturais da UFRGS, atualmente faz parte do Instituto de Biociências desta Universidade. É administrado por um Curador e uma Comissão Curadora formada pelo primeiro e mais três professores, que atuam como docentes e pesquisadores. As demais atividades são desenvolvidas por funcionários e bolsistas.

O material botânico depositado no Herbário ICN tem servido de fonte de pesquisa para docentes, pesquisadores e alunos em diferentes áreas do conhecimento, destacando-se: Botânica, Ecologia, Agronomia, Genética, Farmacologia e Etnobiologia. As exsicatas, provenientes dos inúmeros projetos de pesquisa desenvolvidos nestas áreas, ficam depositadas e preservadas neste Herbário, contribuindo assim para o contínuo aumento de seu acervo.

Atualmente o acervo do Herbário ICN conta com cerca de 200.000 exemplares incluídos e registrados, abrangendo Angiospermas, Gimnospermas, Pteridófitas, Briófitas, Algas, Fungos e Líquens. Cerca de 75% deste acervo encontra-se registrado em banco de dados informatizado. Há ainda aproximadamente 15.000 coletas por ser registradas e incluídas no acervo definitivo, oriundas de doações.

Através de empréstimos, permutas e doações, o Herbário ICN mantém um contínuo fluxo de material entre diferentes instituições, contribuindo assim para testemunhar e informar sobre a variabilidade da vegetação brasileira, com ênfase na Região Sul. O Herbário ICN mantém intercâmbio com cerca de 60 instituições nacionais e 20 estrangeiras.

Um dos aspectos que mais se destaca no acervo é presença de mais de 1000 exemplares-tipo de plantas, em sua grande maioria, da flora do Estado.

O Herbário ICN faz parte da Rede de Herbários do Rio Grande do Sul e também da Rede de Herbários do Brasil, bem como está indexado no guia internacional Index Herbariorum.