Hidrologia de Grande Escala

O Grupo de Pesquisa de Hidrologia de Grande Escala é parte do Instituto de Pesquisas Hidráulicas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, e é formado por professores, pesquisadores e estudantes vinculados ao Curso de Pós-Graduação em Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental da UFRGS e colaboradores de outras instituições.
….
O objetivo do grupo de pesquisa é aprimorar o conhecimento da hidrologia de grandes bacias hidrográficas e grandes rios, com ênfase para a América do Sul. Problemas atuais e futuros de aproveitamento e gestão de recursos hídricos, além de desastres naturais, ocorrem em centenas ou milhares de quilômetros, chegando à escala continental ou global, transcendendo fronteiras políticas entre estados e países. A visão integrada destas questões exige análises hidrológicas nas escalas local, regional, nacional, continental e global. Estas análises vêm sendo impulsionadas pela crescente disponibilidade informação, dada pelos aos avanços recentes de sistemas de modelagem hidrológica e hidráulica, novos sensores remotos e melhores capacidades de interpretação e análise estatística de grande volume de dados.
As áreas de atuação são:
Desenvolvimento de modelos hidrológicos, com destaque para os modelos MGB, SIAQUA-IPH, SAD-IPH; Previsão de cheias e previsão hidrológica em geral; previsões de vazão por conjunto; Análise de efeitos de mudanças climáticas, mudanças de vegetação e usos da água em grande escala; Mitigação dos efeitos adversos da variabilidade climática e eventos meteorológicos extremos  como cheias e estiagens  sobre os rios; Desenvolvimento de modelos hidrodinâmicos de rios e lagos; Aplicação de dados de sensoriamento remoto em hidrologia; Estudo das relações entre o clima e os recursos hídricos; Desenvolvimento de ferramentas de geoprocessamento aplicado à hidrologia; Integração entre Sistemas de Informação Geográfica e modelos hidrológicos; Desenvolvimento de modelos de qualidade de água em grandes bacias.

Resumo do funcionamento do MGB

Este site contém informações sobre as pesquisas dos membros do grupo, publicações, e também sobre os modelos matemáticos que desenvolvemos.
Alguns destaques do trabalho recente do grupo são:
•Cooperação em Tecnologias para Análises Hidrológicas em Escala Nacional
•Estudo e Modelagem Hídrica de Sistemas Naturais com apoio de Sensoriamento Remoto
•Modelagem hidrossedimentológica de bacias hidrográficas de grande escala
•Modelo Hidrológico da América do Sul
•Estimativa de evapotranspiração por sensoriamento remoto para gestão de recursos hídricos no Brasil
•Sensoriamento remoto aplicado á modelagem de processos climáticos e hidrometereológicos
•Previsão de vazões e níveis na bacia hidrográfica da Laguna dos Patos

América do Sul

                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                               
E afinal, o que é hidrologia de grande escala?
Para nós, hidrologia de grande escala é o estudo de grandes bacias hidrográficas. E grandes bacias hidrográficas, em nossa concepção, se enquadram aproximadamente nos seguintes critérios (não definitivos):
– Regiões geralmente maiores do que 1000 km²;
– Regiões onde os processos de propagação fluvial não podem ser negligenciados, ou seja, que o tempo de viagem da água na rede de drenagem seja grande (alto tempo de concentração) e que os processos de translação e atenuação de ondas de cheias sejam relevantes na compreensão das dinâmicas da bacia.
– Regiões onde a diferença entre os divisores de água superficial e subterrânea pode ser desprezada;
– Regiões onde a chuva e outras características como tipo e uso de solo não podem ser consideradas homogêneas em toda a área, e por isto os métodos clássicos de hidrologia não são adequados;
– Regiões onde a caracterização do terreno é difícil de ser realizada com medições puramente in-situ, sendo necessário o apoio de técnicas de SIG e sensoriamento remoto.

Na imagem a seguir, começando do canto superior esquerdo, em sentido horário, são apresentados  o Bãnado La Estrella na Argentina, o Rio Negro e o Rio São Francisco. Estas fotos foram tiradas pelos pesquisadores do grupo durante a realização de trabalhos e expedições de campo.
                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                
Na imagem a seguir, começando do canto superior esquerdo, em sentido horário, são apresentados o Rio Jacuí, a foz do Rio Doce, e a barragem  do Salto em São Francisco de Paula e o Rio São Francisco. Estas fotos foram tiradas pelos pesquisadores do grupo durante a realização de trabalhos e expedições de campo.
Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário