Entrevistas piagetianas de conservação

Roteiro de entrevista para realização das tarefas piagetianas de conservação

Adaptação do roteiro de entrevistas proposto por: INHELDER, Bärbel, BOVET, Magali, SINCLAIR, Hermine. Aprendizagem e estruturas do conhecimento. São Paulo: Saraiva, 1977. Pág. 265-278.

  • Se é dada aqui uma forma estandartizada de interrogatório, fique claro que este deve adaptar-se a cada caso individual, especialmente no que se refere à compreensão pela criança das palavras empregadas para se referir às quantidades. Insistimos no fato de que as idades assinaladas não têm senão um valor indicativo e que, conforme as populações e o sistema escolar, há variações no que se refere às idades em que as condutas aparecem.

# A solicitação da disciplina é entrevistar uma criança mas nada impede que se entreviste duas ou mais crianças, por exemplo pertencentes a famílias de diferentes níveis sócio-econômicos. Nos dados de identificação da criança deve constar a data de nascimento e a idade, a escolaridade, classe social e outros dados que possam ser significativos para a interpretação dos resultados, inclusive referentes à situação em que a prova foi aplicada. Não deve constar o nome ou outros dados que permitam identificar a criança. Procure evitar que outras pessoas, adultos ou crianças, presenciem ou interfiram no andamento da entrevista. Se a criança indagar sobre a correção das respostas que ela fornece, responder que nesse “jogo” não existe resposta certa ou errada. Da mesma forma, se os familiares da criança solicitarem ‘os resultados da avaliação’, responder que não será realizada uma avaliação da criança — “É apenas um trabalho para a faculdade, onde estamos estudando o que as crianças pensam a respeito de algumas questões”. É necessário relatar a forma como as perguntas foram feitas e transcrever as respostas da criança, mantendo o vocabulário e as expressões. A interpretação dos dados deve ser feita para cada prova segundo os “procedimentos” (ou níveis) abaixo discriminados. Não é feita uma interpretação geral de todas as provas. A idade da criança deve ser, necessariamente, entre cinco anos completos e seis anos incompletos e também ainda não deverá estar cursando a 1ª série do I Grau.

Observe que em nenhum momento da entrevista existe o objetivo de explicar (ensinar) ou fazer a criança compreender (ou aprender, ou aceitar) que as quantidades se conservam apesar das transformações.

1) PROVA DAS ‘FICHAS’ (ou conservação das quantidades descontínuas, ou conservação de pequenos conjuntos discretos)

a) TÉCNICA

Material: dez fichas vermelhas e dez fichas azuis, confeccionadas em papel comum, formato 2×2 cm (as fichas podem ser substituídas por quaisquer objetos que sejam familiares à criança, como por exemplo tampinhas de garrafa, balas em forma de cubo, etc., observando que cada coleção deve possuir cor diferente, mas forma e tamanho iguais).

Desenrolar da prova:

Primeira situação: o entrevistador apresenta o material e solicita que a criança escolha para si um dos grupos (azuis ou vermelhas) de fichas. A seguir dispõe sobre a mesa sete de suas fichas enfileiradas e pede à criança que ela componha uma coleção numericamente equivalente com as fichas que possui: “Ponha a mesma coisa com as tuas fichas… o mesmo tanto… igual… nem mais nem menos. Para cada uma das minhas fichas ponha uma das tuas. Vamos fazer-de-conta que essas fichas são balas. Se fôssemos comer, eu e você teríamos que ter o mesmo tanto; igual”. Observe que evita-se empregar a palavra “número”, de forma a não induzir a criança a contar as fichas.

Anotar a conduta da criança. Se a criança não conseguir colocar as suas fichas em correspondência termo-a-termo (biunívoca), colocando por exemplo 6 ou 8 fichas, o entrevistador deve compor ele próprio a coleção e assegurar-se de que a criança aceita a igualdade, para somente depois prosseguir.

(…)

* O texto integral encontra-se disponível na bibliografia indicada acima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.