Biovidro para regeneração óssea

Panorama tecnológico
Os vidros bioativos são materiais que possuem capacidade de estimular a regeneração óssea permitindo que estes sejam utilizados como material de preenchimento ósseo na área Médica e Odontológica. Em Odontologia o uso de Biomateriais sintéticos com esse fim se dá pela frequente indisponibilidade de material autógeno para a reabilitação de áreas que sofreram perda óssea por traumas, neoplasias e perdas dentais.

Demonstração da tecnologia.

Descrição da tecnologia
O biovidro foi produzido com o Método de Sol-Gel  incorporando componentes para aumentar a indução de formação de tecidos mineralizados e diminuir a sua solubilidade, com isso estimulando a deposição óssea e/ou de outros tecidos mineralizados.

Problema resolvido
Resolve o problema da ausência de tecido ósseo em regiões a serem reabilitadas na área biomédica pela incorporação de novos componentes com a intenção de melhorar a atividade bioativa do material. Além disso, o método de produção é facilitado em comparação ao método tradicional.

Vantagens
O processo de produção facilitado proporcionado pelo Método Sol-Gel é uma vantagem em relação ao método tradicional de fundição, permitindo com maior facilidade a incorporação de novos componentes. A redução nas temperaturas de queima reduz os custos da produção.

Aplicações
– Material para preenchimento ósseo em diversos tratamentos na área Médica e Odontológica;
– Pode ser utilizado na produção de membranas e estruturas tridimensionais estimulando células relacionadas à ossificação e melhorar a regeneração óssea local.

Estágio de desenvolvimento (TRL – Technology Readiness Level)

Status da tecnologia

Pedido de patente depositado no INPI.

Oportunidades de parceria

Licenciamento

Parceria estratégica

Captação de recursos

Inventores
Gabriela de Souza Balbinot
Fabrício Mezzomo Collares
Vicente Castelo Branco Leitune
Antonio Shigueaki Takimi
Susana Maria Werner Samuel

Visite nossos laboratórios (clique no logo)

Veja o vídeo explicativo, com a pesquisadora Gabriela:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *