A equipe da BIBENF está apta a ajudar você em diversas situações, caso seu problema não esteja listado abaixo, entre em contato para que possamos ajudar.

Os bibliotecários podem auxiliá-lo na localização das normas adequadas ao seu trabalho, bem como em suas aplicações. Entre em contato e agende seu atendimento

A UFRGS possui um convênio com a Target GEDWeb, empresa que disponibiliza normas técnicas. Você pode acessar nos computadores da Universidade ou utilizar através do proxy diretamente em sua casa. Lembre-se, para utilizar o proxy é necessário ser membro da comunidade UFRGS.

Uma opção que facilita a geração de referências e chamadas para citações é site MORE (Mecanismo Online para Referências). Desenvolvido pela UFSC, o usuário preenche uma planilha e gera a referência automaticamente, ele já se encontra atualizado com a última versão da norma, de 2018. É importante conferir as referências geradas com auxílio da própria norma, para ter certeza que seu trabalho está correto.

Outra fonte de dúvidas é a norma para tabelas, a ABNT deixa a critério da norma do IBGE, que você pode acessar abaixo, junto com os demais sites citados, em caso de dúvida venha conversar conosco.

Vancouver é uma norma utilizada normalmente para artigos biomédicos, antes de formatar seu trabalho, pergunte ao professor/orientador qual tipo deve ser utilizado (ABNT ou Vancouver), para evitar frustrações posteriores. 

Vancouver Português Vancouver Original

IMPORTANTE: A Revista Gaúcha de Enfermagem trabalha com a norma em suas referências, com adaptações, portanto, ser você pretende submeter um trabalho para a RGE leia com cuidado as instruções, aqui

O estilo APA foi criado pela Associação Americana de Psicologia (APA, em inglês), assim é exigido, normalmente em revistas da área. A orientação é sempre a mesma, observe bem as normas do local ao qual você deseja submeter seu trabalho, para que não venha a ter que modificar toda a formatação. Confirme com o professor, orientador, com um de nossos bibliotecários.

A USP criou um material explicando o que você precisa saber sobre APA, e lembre-se, muitos lugares não usam apenas a norma, eles criam seus próprios manuais adaptando para a sua realidade.

O vocabulário estruturado e trilíngue DeCS – Descritores em Ciências da Saúde foi criado pela BIREME para servir como uma linguagem única na indexação de artigos de revistas científicas, livros, anais de congressos, relatórios técnicos, e outros tipos de materiais, assim como para ser usado na pesquisa e recuperação de assuntos da literatura científica nas fontes de informação disponíveis na Biblioteca Virtual em Saúde (BVS) como LILACS, MEDLINE e outras.

O DeCS é um vocabulário dinâmico totalizando 30.895 descritores, sendo destes 26.225 do MeSH e 4670 exclusivamente do DeCS. Existem 2032 códigos hierárquicos de categorias DeCS a 1479 descritores MeSH. As seguintes são categorias DeCS e seus totais de descritores: Ciência e Saúde (219), Homeopatia (1.944), Saúde Pública (3.491) e Vigilância Sanitária (828). O número é maior que o total, pois um descritor pode ocorrer mais de uma vez na hierarquia. Por ser dinâmico, registra processo constante de crescimento e mutação registrando a cada ano um mínimo de 1000 interações na base de dados dentre alterações, substituições e criações de novos termos ou áreas.

A UFRGS possui um gerador autoático de Fichas Catalográficas, para os TCCs, teses e dissertações defendidas na Universidade, basta acessar e preencher os campos. Para saber mais sobre a ficha acesse nossa área do menu sobre Ficha Catalográfica