Caso
Uso de Amostras de Sangue sem Permissão em Indígenas Canadenses
José Roberto Goldim

    O Sr. Larry Baird, que é um chefe indígena canadense da tribo Ucluelet, no início dos anos 1980 autorizou a utiliação de amostras de seu sangue para fins de pesquisa em artrite, cujo objetivo era o de avaliar aspectos genéticos associados as doenças reumatológicas.  O geneticista responsável pela pesquisa, Dr. Richard Ward, coletou sangue de outros 900 indígenas. Este estudo foi publicado em 1988.

    No final da mesma década o geneticista Richard Ward, pesquisador responsável pelo projeto, se mudou do Canadá para os Estados Unidos, pois obteve um auxílio do Departamento de Saúde norte-americano para suas pesquisas, levando consigo todas as amostras de sangue. Desde a mudança do geneticista os indigenas não obtiveram respostas sobre o que havia sido feito com o  material biológico estocado. Em 2000 ficaram sabendo que o Dr. Ward havia utilizado este mesmo material biológico para outros estudos em diferentes locais do mundo, sem ter solicitado novo consentimento. . Atualmente o Dr. Ward é o diretor do Instituto de Antropologia Biológica da Universidade de Oxford, na Inglaterra.

    O Conselho Tribal reunido de 27 a 29 de setembro de 2000 decidiu solicitar a devolução de todas as amostras de sangue que o Dr. Ward ainda possuir para evitar outros usos indevidos. O consentimento informado que havia sido dados pelos sujeitos da pesquisa era específico para a pesquisa em artrite reumatóide.
 

Alphonso C. Natives and doctor locked in blood feud. The Globe and Mail 22/09/2000:A1,A5.



Pesquisa em Indígenas
Pesquisa com Material Biológico
Pesquisa Sem Consentimento
Material de Apoio - Pesquisa
Material de Apoio - Pesquisa
Página de Abertura - Bioética

Texto incluído em 07/10/2000 e atualizado em 28/02/2001
(c)Goldim/2000-2001