Jorge Luis Borges e Machado de Assis – APPOA


Selo comemorativo ao Ano Nacional
Machado de Assis (Ministério da Cultura – Minc)

Seminário – Leituras:

JORGE LUIS BORGES E

MACHADO DE ASSIS

Dia: 23 de outubro (quinta-feira)

Hora: 19h30min

Local: Associação Psicanalítica de Porto Alegre (Rua Faria Santos, 258)

O Borges contista surgiu após uma longa trajetória na poesia e no ensaio. Com seus contos traduzidos para o francês, foi reconhecido como um grande escritor. O sucesso conquistado na França, centro intelectual da Europa, repercutiu em todo o mundo ocidental; daí por diante, Borges foi reconhecido como um grande escritor, inclusive na Argentina. Para a última edição do Seminário – Leituras deste ano, o escritor e professor de literatura Luis Augusto Fischer escolheu os contos O Aleph e Emma Zunz, do livro O Aleph, e Funes, o memorioso e O Sul, do livro Ficções, escritos nos anos 40.

“Mesmo escrevendo ficção, Borges continua um pensador, mantendo uma dimensão filosófica ao contar suas histórias”, salienta Fischer. Naquela época, o gênero de prestígio era o romance, o conto tinha ficado para trás. Então, havia uma novidade em um escritor ser reconhecido por seus contos. “Era como se ele tivesse renovando o gênero inteiro, inclusive na França”, observa o professor.

Fischer avalia os quatro contos selecionados como absolutamente perfeitos do ponto de vista formal: “Além de tudo, abordam temas característicos do mundo moderno”. Funes, o memorioso discute a memória e o conhecimento. O Aleph trata, entre outros assuntos, da condição cultural periférica. Emma Zunz é um conto policial que, ao mesmo tempo, envolve a questão feminina. E O Sul contrapõe a condição de ser moderno e cosmopolita à busca de uma identidade nacionalista. “Fala de algo muito próximo da cultura do gaúcho”, finaliza.

Para que os participantes possam acompanhar melhor a leitura, fica a sugestão que cada um leve seu livro ou busque na secretaria da APPOA as cópias dos textos a serem discutidos. O Seminário – Leituras: Jorge Luis Borges e Machado de Assis tem a coordenação do Núcleo Passagens – Sujeito e Cultura da Associação Psicanalítica de Porto Alegre (APPOA).

Inscrições e informações: Sede da APPOA (Rua Faria Santos, 258 – fone 51 3333.2140)

_________________________________________________

Associação Psicanalítica de Porto Alegre – APPOA

Rua: Faria Santos, 258 – Porto Alegre / RS

Fones: (51) 3333.2140 ou (51) 3333.7922

appoa@appoa.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.