A teoria da Gestalt – Bock

Texto adaptado de: BOCK, Ana Maria. Psicologias. Uma introdução ao estudo de psicologia. São Paulo: Saraiva, 2006. pág. 50-57.

A psicologia da forma

A Psicologia da Gestalt é uma das tendências teóricas mais coerentes e coesas da história da Psicologia. Seus articuladores se preocuparam em construir não só uma teoria consistente, mas também uma base metodológica forte, que garantisse a consistência teórica.

Gestalt é um termo alemão de difícil tradução. O termo mais próximo em português seria forma ou configuração, que não é muito utilizado por não corresponder exatamente ao seu real significado em Psicologia.

No final do século passado muitos estudiosos procuravam compreender o fenômeno psicológico em seus aspectos naturais (principalmente no sentido da mensurabilidade). A Psicofísica estava em voga.

Ernst Mach (1838-1916), físico, e Chrinstiam von Ehrenfels (1859-1932), filósofo e psicólogo, desenvolviam uma psicofísica com estudos sobre as sensações (o dado psicológico) de espaço-forma e tempo-forma (o dado físico) e podem ser considerados como os mais diretos antecessores da Psicologia da Gestalt.

Max Wertheimer, Wolfgang Köhler e Kurt Koffka, baseados nos estudos psicofísicos que relacionaram a forma e sua percepção, construíram as bases de uma teoria eminentemente psicológica.

Eles iniciaram seus estudos pela percepção e sensação do movimento. Os Gestaltistas estavam preocupados em compreender quais os processos psicológicos envolvidos na ilusão de ótica, quando o estímulo físico é percebido pelo sujeito com uma forma diferente do que ele é na realidade.

É o caso do cinema. Uma fita cinematográfica é composta de fotogramas com imagens estáticas. O movimento que vemos na tela é uma ilusão de ótica causada pelo fenômeno da pós-imagem retiniana (qualquer imagem que vemos demora um pouco para se ‘apagar’ em nossa retina). As imagens vão se sobrepondo em nossa retina e o que percebemos é um movimento. Mas o que de fato é projetado na tela é uma fotografia estática, tal como uma seqüência de slides.

(…)


O texto integral encontra-se disponível na bibliografia indicada acima.


7 comentários em “A teoria da Gestalt – Bock”

  1. Artigo muito bem escrito ate agora com à linguagem mais coerente para com estudantes de outras disciplinas que não sejam filosofia e pscologia parabens por seu texto

  2. GOSTARIA DE PARABENIZAR O ORGANIZADOR DO BLOG, TENDO EM VISTA QUE ESTE ARTIGO MUITO ME AJUDAR PARA ENTENDER DE FORMA MAIS RESUMIDA ESTE ASSUNTO. JULIANO. ESTUDANTE DE DIREITO 3P.

  3. ainda nao entendi perfeitamente o que e gestalt mais vou estudar mais porque presiso p\ fazer uma prova .

  4. Olá. Muito legal seu blog, tem a ver com o meu sobre psicologia! Parabéns! Se voce quiser que eu coloque algum post seu no meu, é só falar! que eu coloco com um link indicando o seu blog! Dá uma olhada lá! abraço!

  5. Muito esclarecedor, e de fácil entendimento…e ao mesmo tempo trazendo o conteúdo que o acadêmico de Psicologia necessita! Muito obrigada foi de grande colaboração para minha pesquisa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.