Um pardal albino – Jean Piaget

Título: Um pardal Albino
Autor: Jean Piaget
Tradução: Paulo Francisco Slomp
Fonte: PIAGET, Jean. An albino sparrow. In: GRUBER, E. e VONÈCHE, Jacques. The essential Piaget. London: Routledge e Kegan Paul, 1977. pág. 6 (From Jean Piaget, Un moineau albinos. Le rameau du sapin. Organe du Club Jurassien, Neuchâtel, 1907, 41 : 36. Translated by Howard E. Gruber and J. Jacques Vonèche).

Ao final de Junho último, para minha grande surpresa, no Parque do Hospital de Neuchâtel, vi um pardal que apresentava todos os sinais exteriores de um animal albino. Ele tinha o bico esbranquiçado, muitas penas brancas nas costas e nas asas, e a cauda era da mesma cor. Aproximei-me, para observá-lo de perto, mas ele voou embora. Pude segui-lo com os olhos durante alguns minutos e então ele desapareceu pela Ruelle du Port.

Apenas hoje vi no “Rameau du Sapin” de 1868 que é mencionada a existência de pássaros albinos; o que deu-me a idéia de escrever as linhas precedentes.

Neuchâtel, 22 de julho de 1907.

Jean Piaget
Aluno do College Latin

*** O professor Piaget informou-nos que o motivo dessa publicação foi mostrar ao diretor do Museu de Ciências Naturais de Neuchâtel que ele era muito ativo no trabalho de campo e, a partir disso, obter permissão para trabalhar no museu nos horários em que permanecia fechado ao público. O então menino de 11 anos queria ser levado a sério pelo diretor, que mais tarde tornou-se o seu mestre no campo da zoologia.


Veja abaixo o texto fonte em inglês da presente tradução.


Original edition: PIAGET, J. Un moineau albinos. Le rameau du sapin. Organe du Club Jurassien, Neuchâtel, 41 : 36. Translated by Howard E. Gruber and J. Jacques Vonèche.

An Albino Sparrow
1907

At the end at the last June, to my great surprise, in the Faubourg de l’Hopital at Neuchâtel, I saw a sparrow presenting all the visible signs of an albino. He had a whitish beack, several white feathers on de back and wings, and the tail was of the same color. I came nearer, to have a closer look, but he flew away; I was able to follow him with my eyes for some minutes, then he disappeared through the Ruelle du Port.

I have just seen today in the Rameau de Sapin of 1868 that albino birds are mentioned; which gave me idea to write down the preceding lines.

Neuchâtel, the 22nd of July 1907.

Jean Piaget
élève du College Latin

*** Professor Piaget inform us that he published in order to show the curator of the Neuchâtel Museum of Natural Sciences that he was active in the fields, so that he might be granted permission to work at the museum out of regular hours. The 11-year-old boy wanted to be taken seriously by the curator, who was to become his master in the field of zoology.


Compare preços de livros de Jean Piaget

Um comentário em “Um pardal albino – Jean Piaget”

  1. Ratifico a observação de Jean Piaget, ao observar semelhante ocorrencia em Blumenau-SC nos dias de hoje, no entanto o avistamento permitiu-me apenas constatar as penas brancas no tal “pardal albino”, nem mesmo posso afirmar tratar-se de um pássaro albino, pois apenas algumas penas eram brancas, e distribuidas de forma irregular na cabeça, dorso, asas e rabo.
    Acredito até que possa ser uma falta de pigmento parcial, tal qual uma mecha branca em meio a cabelos escuros.
    Pode até ser um fungo ou mesmo o cruzamento com outra espécie, um tanto improvável, devido ao processo de acasamento da raça, onde a fêmea é extremamente exigente e o macho ultra perseverante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.