Quando é recomendada e como fazer a Profilaxia Pré-Exposição (PrEP) ao HIV?

A PrEP consiste no uso regular de antirretrovirais para diminuição do risco de transmissão do HIV. Está indicada para populações sob maior risco de contrair o vírus e com prevalência mais elevada de HIV em relação à população geral, conforme o quadro a seguir:

Populações prioritárias e critérios de indicação de PrEP

População prioritária Critério de indicação de PrEP

Gays e outros homens que fazem sexo com homens
Homens que se relacionam sexualmente e/ou afetivamente com outros homens.

Relação sexual anal (receptiva ou insertiva) ou vaginal, sem uso depreservativo, nos últimos 6 meses
E/OU
Episódios recorrentes de Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST)
E/OU
Uso repetido de Profilaxia Pós-Exposição(PEP)

Pessoas trans
Pessoas que expressam um gênero diferente do sexo definido ao nascimento. Nesta definição são incluídos: homens e mulheres transexuais, transgêneros, travestis e outras pessoas com gêneros não binários.

Profissionais do sexo
Pessoas que recebem dinheiro ou benefícios em troca de serviços sexuais, regular ou ocasionalmente.

Parcerias sorodiscordantes para o HIV
Parceria heterossexual ou homossexual na qual uma das pessoas é infectada pelo HIV e a outra não.

Relação sexual anal ou vaginal com uma pessoa infectada pelo HIV sem uso de preservativo.

Fonte: TelessaúdeRS (2019), adaptado de Ministério da Saúde (2018).

 

Na consulta inicial de PrEP, deve-se realizar, além de teste rápido para HIV, testagem para sífilis (preferencialmente por teste rápido), pesquisa para clamídia e gonorreia (quando disponível),  testes rápidos para hepatites B e C, dosagem de creatinina, EQU, TGO e TGP, além de orientação sobre vacinação para Hepatite B.
Indivíduos com indicação de PrEP apresentam maior risco de outras IST. Recomenda-se a identificação e tratamento de IST nesta oportunidade.

Pessoas com critério de indicação para PrEP poderão iniciar a profilaxia mediante testagem negativa do HIV, sem necessidade de aguardar o resultado dos demais exames, que devem ser vistos na consulta de retorno, em 30 dias. Pessoas com teste positivo para o HIV não devem iniciar a profilaxia.

O esquema recomendado para a PrEP é a combinação de tenofovir associado a entricitabina, em dose fixa combinada TDF/FTC 300/200 mg, um comprimido por dia, via oral, em uso contínuo.

Orientar o usuário de que são necessários 7 dias de PrEP para alcançar a eficácia na profilaxia em relações anais e 20 dias em relações vaginais, e reforçar a necessidade de uso do preservativo de barreira durante esse período.

Ao se identificar uma pessoa que possui indicação de PrEP deve-se encaminhá-la para um serviço de referência. O tratamento e acompanhamento laboratorial para usuários de PrEP deve ser realizado nos locais de referência em PrEP. Os serviços de saúde no SUS que oferecem PrEP podem ser consultados no site do Ministério da Saúde, para todo o território nacional.

 

Referências

  1. Brasil. Ministério da Saúde. Protocolo clínico e diretrizes terapêuticas para profilaxia pré-exposição (PrEP) de risco à infecção pelo HIV. Brasília: Ministério da Saúde; 2018. Disponível em: http://www.aids.gov.br/pt-br/pub/2017/protocolo-clinico-e-diretrizes-terapeuticas-para-profilaxia-pre-exposicao-prep-de-risco.
  2. Mayer KH, Krakower D. Administration of pre-exposure prophylaxis against HIV infection. Waltham (MA): UpToDate; [atualizado em 24 Out 2019, acesso em Dez 2019]. Disponível em: https://www.uptodate.com/contents/administration-of-pre-exposure-prophylaxis-against-hiv-infection
  3. Krakower D, Mayer KH. Patient evaluation and selection for HIV pre-exposure prophylaxis. Waltham (MA): UpToDate; [atualizado em 14 Jun 2019, acesso em Dez 2019]. Disponível em: https://www.uptodate.com/contents/patient-evaluation-and-selection-for-hiv-pre-exposure-prophylaxis
  4. DynaMed. Preexposure Prophylaxis (PrEP) for HIV [Internet]. Ipswich (MA): EBSCO Publishing, 1995. [atualizado em 30 Nov 2018, citado em Dez 2019]. Disponível em: https://www.dynamed.com/prevention/preexposure-prophylaxis-prep-for-hiv#GUID-CB51FAC4-979E-4F7D-AB90-E1179845FA44

 

Teleconsultoria por:

Juliana Nunes Pfeil

Médica de Família e Comunidade

ver Lattes

Ana Cláudia Magnus Martins

ver Lattes

Revisão por:

Elise Botteselle de Oliveira

Médica de Família e Comunidade

ver Lattes

Outras Perguntas

Qual a recomendação para a vacinação contra a febre amarela?

5 min leitura ler mais

Qual o tratamento para impetigo?

4 min leitura ler mais

Como realizar o diagnóstico e a avaliação complementar de doença de Chagas crônica?

6 min leitura ler mais