Dispositivo para identificação de eflorescência em superfícies

Panorama tecnológico
A eflorescência é um problema que ocorre em diversos materiais (cerâmicas, concretos, gesso), que entram em contato com umidade e possibilitam a cristalização de compostos em sua superfície. A eflorescência além de ocasionar um aspecto estético indesejável, em especial pela formação de depósitos esbranquiçados e pulverulentos, causa a degradação da superfície do material, tornando-a frágil e farelenta. O início deste fenômeno de degradação não é perceptível a olho nu. Após algum período de tempo os cristais esbranquiçados são bastante visíveis e pouco pode se fazer para recuperar a peça após este momento.

Descrição da tecnologia
Foi desenvolvido um aparelho portátil e um método para a determinação da presença e quantificação de eflorescência em superfícies sujeitas a manifestação deste fenômeno. O dispositivo consiste em um sistema, capaz de iluminar a área da amostra de maneira homogênea, em ângulo específico, e coletar dados colorimétricos baseados no método CIELAB, um computador para processamento dos dados coletados e cálculo da diferença colorimétrica, a fim de determinar a presença e o grau de eflorescência presente na superfície analisada.

Problema resolvido
Não existem métodos que determinem e quantifiquem a presença de eflorescência em seu início, ou mesmo após o seu desenvolvimento, ou que indiquem a severidade deste fenômeno, sendo feita apenas uma avaliação visual. Atualmente, se observa a olho nu as manchas esbranquiçadas na superfície das peças, mas em geral, neste momento é tarde para prevenir seu progresso e a peça deve ser substituída. Se reconhecido logo, é possível tomar medidas para prevenir sua propagação evitando a perda da peça.

Vantagens
O dispositivo possibilita a identificação e quantificação do fenômeno de eflorescência, em seu estágio inicial, antes de ser visível a olho nú.

Aplicações
– Identificação da presença de eflorescência em superfícies, tanto em peças isoladas, soltas, ou mesmo já instaladas em paredes e pisos.
– Controle de qualidade de produção de tijolos (determinação da cor de queima de argilas).
– Inspeção de paredes, muros, pisos, de qualquer tipo de material cerâmico em busca da presença de eflorescência.
– Inspeção de prédios históricos.
– Setor cerâmico, construção civil.

Estágio de desenvolvimento (TRL – Technology Readiness Level)

Status da tecnologia
Pedido de patente depositado no INPI.

Inventores
Annelise Kopp Alves
Felipe Amorim Berutti
Adaiane Parisotto
Vinícius Lampert

Visite-nos (clique no logo)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *