UFRGS e a Covid-19

UFRGS participa de novo teste com drone para descontaminação de áreas públicas

< Voltar
Sumário
Foto: Anselmo Cunha/PMPA

Na manhã desta quinta-feira, 16, foi realizado mais um teste de descontaminação de áreas públicas de Porto Alegre com o uso de drones. Um modelo Pelicano 2020, da empresa SkyDrones, sobrevoou a Praça XV de Novembro, no centro da capital, por cerca de 30 minutos, pulverizando água e, em um dos voos, também uma solução desinfetante desenvolvida pelo Instituto de Química da UFRGS para combater o novo coronavírus. Conforme a professora Nadya Pesce da Silveira, que coordenou a pesquisa sobre o produto, a fórmula foi obtida a partir da experiência de protocolos chineses. O produto é similar aos desinfetantes domésticos, como a água sanitária, e tem baixo impacto ambiental, mas deve ser usado em áreas específicas, sem a presença de público. O teste realizado hoje verificou principalmente como acontece a dispersão do líquido pelo drone, por isso foi feito durante o dia, permitindo maior visibilidade. A atividade teve o apoio de agentes da Empresa Pública de Transporte e Circulação de Porto Alegre (EPTC) e da Guarda Municipal para manter o isolamento do local.

A ideia, que já vem sendo testada desde o fim de março, é resultado da parceria entre a Prefeitura Municipal de Porto Alegre, UFRGS, empresa SkyDrones e do Pacto Alegre, por meio do projeto Start Health – Startups vs. Covid-19. A etapa atual é de análise da metodologia usada nos testes.

Um drone carregado com o produto desenvolvido na UFRGS é capaz de desinfectar um hectare a cada 15 minutos. O diretor de Inovação da Prefeitura de Porto Alegre, Paulo Ardenghi, disse que essa tecnologia tem vantagens, como o baixo custo da operação e o baixo risco ao operador, que pilota o drone a distância.

Com informações da Comunicação Social da PMPA

Notícia relacionada: UFRGS participa de testes de desinfecção com drones

Tags: