A Hestia segue o modelo Cerne 1 no processo de incubação dos seus empreendimentos. O Centro de Referência para Apoio a Novos Empreendimentos (Cerne) é uma plataforma que promove a melhoria dos resultados das incubadoras de diferentes setores de atuação. Para alcançar essa melhoria a Hestia segue boas praticas determinas pelo Centro em seus processos.

No Cerne 1 todo processo está relacionado ao desenvolvimento dos empreendimentos. A incubadora seleciona boas ideias e transforma-as em negócios inovadores que visam o sucesso.

Dentro desse sistema o empreendimento passa por cinco fases:

➔ Sensibilização:
No primeira etapa do processo a incubadora é responsável por sensibilizar possíveis empreendimentos, isso é, chamar atenção das pessoas para a possibilidade de empreender.

➔ Seleção:
Nesta etapa do processo a incubadora recebe propostas que, a partir de uma avaliação, poderão ser aceitas ou não. Caso sejam aceitas, ocorre a contratação. Normalmente a seleção da Hestia é feita por meio de um edital integrado com as outras incubadoras tecnológicas da UFRGS.

➔ Desenvolvimento:
Na fase de desenvolvimento, o gestor deve estruturar ações para auxiliar o empreendimento no planejamento de seu desenvolvimento. É neste momento que a incubadora oferece serviços que visam promover o desenvolvimento dos empreendimentos, como cursos, palestras, participações em feiras, acesso a laboratórios e consultorias.

➔ Graduação:
A graduação de um empreendimento é o reconhecimento de um processo bem sucedido de agregação de valor. A graduação não deve ser entendida como um rompimento entre a empresa e a incubadora, mas sim como uma mudança de status de “incubada” para “graduada”. A empresa não é mais dependente da incubadora, mas ainda tem relação direta com ela.

➔ Gerenciamento:
No Gerenciamento Básico existe a manutenção de uma estrutura jurídica que viabilize a operação da incubadora e o seu relacionamento com seus parceiros.