Humanista contará com produções de telejornalismo em 2019; assista

Telejornais e grandes reportagens em vídeo produzidos por estudantes da Fabico/UFRGS em duas disciplinas serão veiculados pelo portal; primeiro material já está na rede.

O portal Humanista já tem pelo menos uma novidade confirmada para 2019. Isso porque a partir deste ano o veículo laboratorial passa a contar com conteúdo jornalístico em audiovisual produzido por estudantes da Fabico/UFRGS. Telejornais e grandes reportagens serão publicados no canal do Humanista no Youtube – e anunciados no portal a cada nova publicação. O conteúdo é oriundo das disciplinas de Telejornalismo II e Telejornalismo III, que desenvolvem atividades voltadas para o aprendizado em produção de telejornais e de grandes reportagens, respectivamente, sob a orientação do professor Sean Hagen.

O primeiro conteúdo fruto da parceria entre as disciplinas de Telejornalismo e Laboratório de Jornalismo Convergente (que edita o portal Humanista) já está no Youtube. Trata-se do telejornal “Centro em Pauta” (abaixo), produzido por estudantes que cursaram Telejornalismo II no segundo semestre de 2018. Antes do reinício das aulas, em março, ainda serão publicados outras duas edições de telejornais laboratoriais e grandes reportagens sobre temas específicos produzidas também no ano passado. O plano é que a partir do primeiro semestre de 2019 os conteúdos sejam publicados tão logo estejam finalizados nas disciplinas.

 

Jornalismo convergente 

Ainda em 2018, o portal Humanista inaugurou parceria com a revista Sextante, produzida também por estudantes de jornalismo da Fabico/UFRGS. Algumas reportagens da edição 52 da publicação laboratorial ganharam uma versão digital publicada pelo portal, ampliando as informações, em alguns casos, mas, sobretudo, explorando recursos multimídia. O projeto pedagógico da disciplina de Laboratório de Jornalismo Convergente prevê a articulação com outras disciplinas cujo processo de aprendizagem e avaliação redundem na elaboração de um produto final, de modo a possibilitar que os alunos vivenciem processos de produção integrada.


FOTO DE CAPA: Arquivo pessoal/Amanda Hamermüller (Fabico/UFRGS)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *