Login

 

Apresentação

O ensino da antropologia na UFRGS surgiu em 1942 como uma cátedra de Antropologia e Etnologia, no curso de graduação em História e Geografia, quando foi criada a Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras. Em 1970, com a Reforma Universitária, a faculdade foi transformada no Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, com quatro departamentos: Filosofia, Psicologia, História e Ciências Sociais. Em 1993 foi criado o Departamentos de Antropologia, que se desmembrou do Departamento de Ciências Sociais.

As atividades de pós-graduação em Antropologia iniciaram em 1974, com a criação do Curso de Especialização em Antropologia Social. Em 1979 foi criado o mestrado e em 1991, o doutorado. Desde então, o Programa tem atraído alunos de todas as regiões do Brasil e vários países latino-americanos e outros continentes.

O PPGAS/UFRGS define como seu objetivo precípuo a formação de antropólogos qualificados para atuarem como professores e pesquisadores no âmbito acadêmico e como profissionais na sociedade em geral. Seus egressos ocupam postos de trabalho em importantes instituições de ensino e pesquisa e em órgãos governamentais e não governamentais no Brasil e no exterior. A sua excelência acadêmica é reconhecida pela Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – Ministério da Educação), que em 2013 concedeu-lhe a nota 7 (sete), a maior nota atribuída aos Programas de pós-graduação no país. A diversidade de suas linhas de pesquisa articula-se em torno de um projeto coletivo que lhe dá identidade e projeção.

O PPGAS/UFRGS destaca-se primeiramente pela sua inserção social e cooperação com outras instituições acadêmicas para o avanço da antropologia em regiões, países e continentes em que esta área do conhecimento se encontra em processo de consolidação. Segundo, pelo intercâmbio com outras instituições de pós-graduação em contextos hegemônicos de produção do conhecimento. Sua internacionalização se expressa na produção científica de seus pesquisadores, na sua força de atração de estudantes estrangeiros, na abrangência de seu campo de pesquisa empírica, que abarca, hoje, os cinco continentes e na presença contínua de professores visitantes e pós-doutorandos de diversos países no quadro de seus docentes temporários.

O Programa conta com o Laboratório de Antropologia Social e com diversos núcleos de investigação que desenvolvem projetos de pesquisa, de extensão e consultorias em áreas clássicas e inovadoras da antropologia como: cultura, saúde, direitos humanos, cidadania, religião, etnologia, economia, alimentação, turismo, meio ambiente e ciência. Publica, desde 1995, a revista Horizontes Antropológicos, classificada pelo sistema Qualis Capes como A1, e as revistas dos núcleos: Debates do NER, Espaço Ameríndio e Iluminuras. Seus pesquisadores e estudantes contam com uma ampla infraestrutura para pesquisa, o acervo de uma das bibliotecas mais importantes em ciências sociais do país, bolsas de mestrado, doutorado e pós-doutorado, bem como com auxílios para pesquisa de campo e participação em eventos científicos.

Agenda

No Mês passado Julho 2018 No Mês próximo
D 2a 3a 4a 5a 6a S
week 27 1 2 3 4 5 6 7
week 28 8 9 10 11 12 13 14
week 29 15 16 17 18 19 20 21
week 30 22 23 24 25 26 27 28
week 31 29 30 31