Atuação de egressos

EGRESSA DO PPGAS É DESTAQUE INTERNACIONAL POR PESQUISA SOBRE PRECARIZAÇÃO DO TRABALHO

O projeto de pesquisa “Trabalho flexível, política rígida: O nexo entre trabalho precário e política autoritária no Brasil, na Índia, nas Filipinas”, da antropóloga Rosana Pinheiro-Machado, foi contemplado com o equivalente a R$ 11 milhões pelo ERC Research, órgão da União Europeia. Rosana é egressa do PPGAS/UFRGS e, atualmente, é professora na University of Bath, Inglaterra.

“Os 15 meses de etnografia simultânea em cada um dos países formarão a base para a captura longitudinal de milhões de dados, formando uma metodologia arrojada em escala e profundidade. Buscamos revelar como populistas recrutam admiradores entre setores precarizados. Esperamos assim contribuir não apenas para o avanço da ciência social e da computação, mas também apontar saídas para um mundo de trabalho decente e mais democrático. Nossas publicações serão [realizadas] em quatro línguas, em acesso aberto e em diferentes formatos para escolas, movimentos sociais e Academia”, publicou Rosana no Twitter.

75% do financiamento será empregado na contratação de pesquisadores que farão estudos etnográficos por quatro anos no Brasil, na Índia e nas Filipinas. Os outros 25% serão utilizados para cobrir os custos do trabalho de campo e da divulgação científica em sites, vídeos e publicações abertas para o público. “Importante ressaltar que os líderes de projeto da ERC podem desenhar diferentes estratégias com esse orçamento. Optamos por usar o máximo possível do orçamento para geração de empregos decentes na área acadêmica”, ressaltou Rosana. “O financiamento será revertido em contratação de doutorandos e pós-doutorandos. Assim, sonhamos poder transformar a vida de muitos pesquisadores do Sul global”, completou.

Veja mais em https://www.ufrgs.br/ppgas/br/egressa-do-ppgas-e-destaque-internacional-por-pesquisa-sobre-precarizacao-do-trabalho 

Voltar