Como fazer o tratamento sindrômico das úlceras genitais?

02/08/2018

O tratamento do paciente com úlceras genitais deve ser instituído o mais rapidamente possível, com posologia simples, com preferência a regimes por via oral e em dose única, e, se possível, no momento do diagnóstico.

As características da lesão e o tempo de evolução são importantes para se definir o agente etiológico mais provável. Se houver exames laboratoriais disponíveis, coletar material para microscopia (Gram e Giemsa) e campo escuro. O fluxograma a seguir auxilia o diagnóstico e o tratamento:

pergunta_164_fluxograma

Deve-se oferecer para todos os pacientes testes de HIV, sífilis e hepatite B e C. Vacinar para hepatite B caso o paciente ainda não tenha sido vacinado. Enfatizar a adesão ao tratamento, notificar e tratar as parcerias sexuais. Notificar os casos para vigilância sanitária. Agendar retorno para reavaliar o paciente.

pergunta_164_tabela_1

¹ Veja aqui quais exames solicitar após o tratamento de um paciente com sífilis adquirida.

² Veja aqui como devem ser tratadas as parcerias sexuais de pacientes com sífilis.

³Não havendo resposta na aparência da lesão nos primeiros dias de tratamento com ciprofloxacina, recomenda-se adicionar um aminoglicosídeo, como a gentamicina 1mg/kg/dia, EV, 3xdia, por pelo menos três semanas, ou até cicatrização das lesões.

pergunta_164_tabela_2

 

Referências

BRASIL. Ministério da Saúde. Controle das doenças sexualmente transmissíveis – DST: manual de bolso. 2. ed. Brasília: Ministério da Saúde, 2006. p. 40. Disponível em: <http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/controle_doencas_sexualmente_transmissiveis.pdf>. Acesso em: 1º Ago. 2018.

BRASIL, Ministério da Saúde. Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas (PCDT) – Atenção Integral às Pessoas com Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST). Brasília: Ministério da Saúde, 2015. p. 72-74.

DYNAMED PLUS. Record n. 114741, Granuloma inguinale. Ipswich (MA): EBSCO Information Services, 2012 [Internet]. Disponível em: <http://www.dynamed.com/login.aspx?direct=true&site=DynaMed&id=114741>. Acesso em: 1º Ago. 2018.

DYNAMED PLUS. Record n. 115006, Chancroid. Ipswich (MA): EBSCO Information Services, 2017 [Internet]. Disponível em:

<http://www.dynamed.com/login.aspx?direct=true&site=DynaMed&id=115006>. Acesso em: 1º Ago. 2018.

DYNAMED PLUS. Record n. 115972, Lymphogranuloma venereum (LGV). Ipswich (MA): EBSCO Information Services, 2016 [Internet]. Disponível em: <http://www.dynamed.com/login.aspx?direct=true&site=DynaMed&id=115972>. Acesso em: 1º Ago. 2018.

HICKS, C. B. Canchroid. Waltham (MA): UpToDate, 2018 [Internet]. Disponível em: <https://www.uptodate.com/contents/chancroid>. Acesso em: 1º Ago. 2018.

RILEY, L. E.; Wald, A. Genital herpes simplex virus infection and pregnancy. Waltham (MA): UpToDate, 2018 [Internet]. Disponível em: <https://www.uptodate.com/contents/genital-herpes-simplex-virus-infection-and-pregnancy>. Acesso em: 1º Ago. 2018.

TELESSAÚDERS-UFRGS. Como devem ser tratadas as parcerias sexuais de pacientes com sífilis?  Porto Alegre: TelessaúdeRS, 2016 [Internet]. Disponível em: <https://www.ufrgs.br/telessauders/perguntas/sifilis-parcerias/>. Acesso em: 1º Ago. 2018.

TELESSAÚDERS-UFRGS. Quais as indicações de uso da penicilina G benzatina? Porto Alegre: TelessaúdeRS, 2018 [Internet]. Disponível em: <https://www.ufrgs.br/telessauders/perguntas/penicilina-g-benzatina/>. Acesso em: 1º Ago. 2018.

TELESSAÚDERS-UFRGS. Quais exames solicitar após tratamento de um paciente com sífilis adquirida?  Porto Alegre: TelessaúdeRS, 2016 [Internet]. Disponível em: <https://www.ufrgs.br/telessauders/perguntas/sifilis-adquirida/>. Acesso em: 1º Ago. 2018.

TELESSAÚDERS-UFRGS. Novas Recomendações: qual é o tratamento alternativo para sífilis primária?  Porto Alegre: TelessaúdeRS, 2016 [Internet]. Disponível em:  <https://www.ufrgs.br/telessauders/perguntas/sifilis-primaria/>. Acesso em: 1º Ago. 2018.

TUDENHAM, S. E.; GHANEM, K.G. Approach to the patient with genital ulcers. Waltham (MA): UpToDate, 2018 [Internet]. Disponível em: <https://www.uptodate.com/contents/approach-to-the-patient-with-genital-ulcers>. Acesso em: 1º Ago. 2018.

WORKOWSKI, K. A.; BOLAN, G. A. CENTERS FOR DISEASE CONTROL AND PREVENTION. Sexually transmitted diseases treatment guidelines, 2015. MMWR Recomm Rep., Atlanta, v. 64, n. RR-3), p. 1-137, 2015. Disponível em: <https://www.cdc.gov/mmwr/preview/mmwrhtml/rr6403a1.htm>. Acesso em: 1º Ago. 2018.

ZENILMAN, J. M. Lymphogranuloma venereum. Waltham (MA): UpToDate, 2017 [Internet]. Disponível em: <https://www.uptodate.com/contents/lymphogranuloma-venereum>. Acesso em: 1º Ago. 2018.

 

Teleconsultoria

Alexandre Wahl Hennigen, Médico Clínico Geral – http://lattes.cnpq.br/6176703373604625

Revisão

Elise Botteselle de Oliveira, Responsável Regulação e Teleconsultoria e Médica de Família e Comunidade – http://lattes.cnpq.br/8444756167343059

Outras Perguntas

Como iniciar o tratamento farmacológico de Transtorno Obsessivo Compulsivo na Atenção Primária?

7 min leitura ler mais

Quais são as recomendações para tratamento de hipotireoidismo subclínico na gestação?

10 min leitura ler mais

Quais são os critérios para considerarmos um tratamento adequado de sífilis em gestante?

12 min leitura ler mais

Como realizar avaliação e manejo inicial do paciente com comportamento suicida na APS?

10 min leitura ler mais

Quais são as indicações de punção lombar na investigação de sífilis?

3 min leitura ler mais