O APARECIDAS – Centro de Referência em Estudos sobre Mulheres na Ditadura Civil-Militar Brasileira é uma iniciativa de compilação e compartilhamento de materiais online, em acesso livre, que versam sobre temas concernentes às mulheres na ditadura civil-militar iniciada em 1964 no Brasil. Concentramos em uma única plataforma as produções bibliográficas, experiências de ensino, recursos audiovisuais e outras iniciativas que estão disponíveis digitalmente e que abordam as múltiplas presenças, atuações e experiências de mulheres durante a ditadura civil-militar brasileira. Ao aglutinar e difundir as muitas produções em torno desse tópico, buscamos ser uma ferramenta de consulta bibliográfica, para pesquisadoras/es, professoras/es e pessoas interessadas no tema, além de contribuir com a divulgação de pesquisas e demais recursos. Antes de tudo, o APARECIDAS é uma iniciativa de valorização da pesquisa brasileira e das universidades públicas, gratuitas e de qualidade. Nos posicionamos diretamente contra iniciativas negacionistas, apologéticas e anticientificistas.

Na aba banco bibliográfico, você encontra produções separadas em três categorias: artigos; monografias, dissertações e teses e livros. Não deixe de acessar o guia de navegação antes de consultar o material.

Em recursos audiovisuais, estão reunidos os materiais disponíveis em plataformas de vídeo. Você pode navegar por seções específicas: bate-papo, entrevistas, filmes, relatos e testemunhos e reportagens.

Experiências de ensino concentra planos de aula voltados à educação básica.

A seção pesquisadoras da ditadura apresenta um repositório de informações sobre pesquisadoras que se dedicam ao estudo dos mais variados temas concernentes à ditadura civil-militar brasileira. Aqui, o foco não é mulheres durante a ditadura, mas mulheres que a pesquisam, seja enquanto evento ou período. Leia o guia de navegação para entender o funcionamento do repositório. Para inclusão de novo perfil, solicitação de correções e atualizações e exclusão de perfil, acesse a seção contribua.

Em outras iniciativas, estão indicados projetos que também reúnem informações sobre mulheres na ditadura.

O APARECIDAS não é um projeto acabado e individual. Estamos em constante atualização, e contribuições são bem-vindas e fundamentais para a manutenção do nosso centro de referência. Se você conhece algum trabalho, recurso audiovisual, experiência de ensino, pesquisadora ou iniciativa que não conste na nossa plataforma, encaminhe a sua colaboração em envie materiais. Nessa seção você também pode nos enviar sugestões, comentários diversos e solicitar correções de informações.

Essa é uma iniciativa vinculada ao Laboratório de Estudos sobre os Usos Políticos do Passado (LUPPA) e idealizada e desenvolvida por Maria Eduarda Magro, mestranda e bolsista CNPq no Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Para contato, nos procure em luppa@ufrgs.br ou maria.magro@ufrgs.br.

Atualmente, o APARECIDAS reúne:
237 artigos
138 monografias, dissertações e teses
3 livros
82 recursos audiovisuais
3 experiências de ensino
277 pesquisadoras da ditadura

Foto de cabeçalho: “Membros da Vanguarda Popular Revolucionária (VPR) e da VAR-Palmares são presos e apresentados à imprensa.” Galênio e Armênio/Centro de documentação e imagem do jornal Zero Hora. In: Zero Hora – Golpe 50 anos. (https://bit.ly/32qcA2q)