PERCURSO

DO ARTISTA

Em suas seis edições, o Percurso do Artista, realizado pelo Departamento de Difusão Cultural da Pró-Reitoria de Extensão da UFRGS, colocou em evidência o trabalho artístico dos professores-artistas do Instituto de Artes desta universidade. O projeto – por meio de exposição, encontros e o lançamento de um catálogo – propõe mostrar a trajetória como artista desses profissionais e a evolução de seus processos criativos.

O Percurso do Artista propõe duas possíveis leituras: a mais evidente refere-se à trajetória do artista em sua carreira, contada através das obras, dos recortes, das lembranças. Em um segundo plano, a mostra também reflete um caminho percorrido ao longo do tempo em que esteve aberta à apreciação do público, este tempo de permanência da ação cultural. Ao longo de semanas, são encontros com o artista, contatos mais próximos do público com a obra, visitação de alunos, conferências e debates.

O Percurso do Artista, enquanto conceito e projeto desenvolvido pela Pró-Reitoria de Extensão da UFRGS, surgiu a partir do contato compartilhado entre o DDC-UFRGS e o Instituto de Artes. Diferentes trajetórias de professores artistas da nossa Universidade evocavam uma miríade de possibilidades de narrativas que poderiam ser contadas em cada edição. O projeto tinha (e tem) o desafio de, através de exposições, ações paralelas e catálogos, convidar o visitante a dividir as formas com que cada um dos homenageados revisaram e refletiram suas trajetórias artísticas. E, quando tomado no coletivo das edições, realçam os distintos percursos que, inevitavelmente, refletem a própria riqueza da vida expressas através do fazer nas artes plásticas.

Quando a aspiração do que e como fazer começou a ganhar feitio no papel e, enfim, o Percurso do Artista foi definido em diálogo com o convidado da ocasião, Professor Nico Rocha. Através da produção de exposições e catálogos inéditos, além de Nico (2010), Luiz Eduardo Achutti (2011), Flavio Gonçalves (2012), Eduardo Vieira da Cunha (2013), Luiz Gonzaga (2014) e Teresa Poester (2019), todos docentes artistas do Instituto de Artes da UFRGS, mediante uma metodologia que se reivindica autorreflexiva, protagonizam a narrativa de suas próprias trajetórias nas artes plásticas.

DESTAQUE