A próxima edição do projeto Tela Virtual da Sala Redenção apresenta o curta-metragem “O Insustentável Peso do Amor na Gravidade da Lua” (2020). A sessão, seguida de bate-papo com os realizadores, ocorre no dia 15 de julho, quinta-feira, às 19h, no canal do DDC-UFRGS no YouTube

Com uma produção reduzida, “O Insustentável Peso do Amor na Gravidade da Lua” narra uma história de amor bem contemporânea, mediada pelas telas de videochamada e pelas limitações do distanciamento físico. O roteiro é do ator Marcos Contreras, que no filme contracena com Sissi Betina Venturin, premiada atriz, dançarina e pesquisadora da Cia. Espaço em Branco. A relação performática do isolamento e a distância entre os corpos dos atores é explorada a partir do registro do realizador experimental Nicolas Collar, graduando em Artes Visuais pela UFRGS e membro do Coletivo Turmalina.

“O Insustentável Peso do Amor na Gravidade da Lua” foi filmado em poucos dias e se insere em um panorama crescente de produções feitas durante a pandemia que procuram novas formas de narrar histórias. A sessão dentro do Tela Virtual conta com a presença de Marcos, Nicolas e Sissi, que conversam com Vitor Cunha, bolsista da Sala Redenção. A participação pelo chat da transmissão é aberta para o público interagir e fazer perguntas durante o bate-papo.

FICHA TÉCNICA

O INSUSTENTÁVEL PESO DO AMOR NA GRAVIDADE DA LUA
Direção: Marcos Contreras, Sissi Betina Venturin e Nicolas Medeiros Collar
Texto: Marcos Contreras
Atuação: Marcos Contreras e Sissi Betina Venturin
Fotografia e Trilha Sonora: Nicolas Medeiros Collar
Edição: Nicolas Medeiros Collar e Sissi Betina Venturin
After effects e masterização de som: Pedro Rocha

SINOPSE

A Terra se aniquilou em relação ao amor pelo que é diferente. Em virtude da diminuição na diversidade do ecossistema, as espécies se tornaram cada vez mais seletivas e apenas toleram seus pares. A discórdia e o desamor entre os homens gerou uma pandemia que colocou a vida da humanidade à prova. Uma astronauta foi a décima terceira enviada pro espaço em busca de algo novo que pudesse despertar o amor na Terra. Porém, em órbita, sua nave teve vazamento nos tanques de armazenamento de combustível, ela não pode mais voltar. Nesta situação fatídica encontra um ser de outro planeta por quem se apaixona. Esta viagem interestelar acontece em múltiplos planos de sua existência.

SOBRE O TELA VIRTUAL

O projeto Tela Virtual da Sala Redenção apresenta sessões online pelo Youtube do Departamento de Difusão Cultural da UFRGS a cada duas semanas. A exibição dos filmes é seguida por uma conversa com os realizadores.

A intenção é aproximar a virtualidade das telas, dentro de todas as limitações definidas pelas regras de distanciamento social, da experiência da sessão de cinema. A prioridade é o contato direto com a equipe das produções, bem como com pesquisadores que se dedicam a temas relacionados aos filmes exibidos.

Deixe uma resposta

X