Dope

Narrativa interativa que fecha a primeira série da parceria com a disciplina Sistemas de Produção Multimídia alerta para o risco da relação entre jovens, entorpecentes e direção a partir da experiência do usuário.

#NarrativaHumanista

Esta narrativa interativa põe em relação entorpecentes, jovens e automóvel. Ela consiste em uma simulação, em que o interagente poderá vivenciar a experiência de dirigir sob certas circunstâncias: sóbrio, embriagado ou drogado. As decisões sobre o que acontecerá com o personagem dependem de escolhas do usuário – como beber ou não, ir a ou não à festa, consumir drogas, misturar remédios e entorpecentes – e causam experiências diferentes durante a condução do carro.

FICHA TÉCNICA

Gestão de projeto: Júlia Rathke

Direção e redação de narrativa: Geovana Benites e Giovanna Parise

Design de UX (experiência do usuário): Helena Pacheco

Design visual: Júlia Rathke e Letícia Coutinho

Programação: Júlia Rathke

Mais #NarrativaHumanista

Um dia na vida de uma mulher

Lar

Permita-se

É fake ou é news?


 

Da concepção à publicação

Os trabalhos foram produzidos por alunos dos cursos de Design Visual, Publicidade e Propaganda, Relações Públicas e Jornalismo utilizando a ferramenta open-source Twinesob a orientação da professora Ana Gruszynski e da estagiária de docência Mariana Amaro, pesquisadora de doutorado do PPGCOM/UFRGS.

Enfatizando o caráter multidisciplinar da disciplina Sistemas de Produção Multimídia, os alunos foram motivados a trabalhar em grupos heterogêneos – com pelo menos dois integrantes de áreas diferentes e, também, para que cada um pudesse explorar suas habilidades particulares: texto, imagem ou gestão. Na sala de aula, o desenvolvimento das narrativas foi realizado por etapas, passando pelo briefing; elaboração de fluxograma e roteiro original; criação de imagem e de identidade visual autoral; produção e seleção sonora; implementação no Twine, e apresentação do produto.

A disciplina é tradicionalmente ministrada na Fabico/UFRGS pela professora Suely Fragoso, que ao longo do primeiro semestre de 2019 esteve afastada para a realização de estágio de pós-doutorado na Polônia.


 

FOTO DE CAPA: reprodução/Twine

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *