Orientadores Permanentes

Telefone - Dra. Ana Maria Oliveira Battastini   E-mail - Dra. Ana Maria Oliveira Battastini   Lattes - Dra. Ana Maria Oliveira Battastini

Dra. Ana Maria Oliveira Battastini

Currículo

• Bolsista de Produtividade em Pesquisa 1B | Orientador de Mestrado | Orientador de Doutorado
• Doutorado em Ciências (Bioquímica) pela Universidade Federal do Paraná, Brasil (1996)
• Professor Titular da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil

Linha de Pesquisa

ESTUDO DA SINALIZAÇÃO PURINÉRGICA EM TUMORES E EM PATOLOGIAS DO SISTEMA NERVOSO CENTRAL E SUA RELAÇÃO COM SISTEMA IMUNE

Nessa linha de pesquisa temos abordado a sinalização purinérgica em quatro aspectos principais: a) avaliação da atividade enzimática e a expressão das ecto-nucleotidases (NTPDases/CD39, ecto-5′-nucleotidase/CD73) e a expressão e funcionalidade dos receptores purinérgicos em tumores do sistema nervoso (gliomas e meduloblatomas) e de bexiga; b) o estudo do papel das enzimas NTPDase1/CD39 e ecto-5’-NT/CD73 em células do sistema imune; c)A enzima ecto-5’-nucleotidase como potencial novo alvo farmacológico no câncer. Nesse sentido temos feito uma abordagem de modelagem molecular na busca de novas moléculas inibidoras dessa enzima e, d) o papel dos receptores purinérgicos, em especial o P2X7, em patologias do sistema nervoso central que envolvem neuroinflamação e neuroproteção.

Área de concentração: Biologia Celular

Telefone - Dr. André Quincozes dos Santos   E-mail - Dr. André Quincozes dos Santos   Lattes - Dr. André Quincozes dos Santos

Dr. André Quincozes dos Santos

Currículo

• Bolsista de Produtividade em Pesquisa 1D | Orientador de Mestrado | Orientador de Doutorado
• Doutorado em Ciências Biológicas (Bioquímica) pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil (2010)
• Pós-Doutorado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil (2014)
• Professor Adjunto I da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil

Linha de Pesquisa

NEUROTOXICIDADE E GLIOPROTEÇÃO

Os astrócitos são células extremamente versáteis, fundamentais para a manutenção da homeostasia do sistema nervoso central. A utilização de culturas de astrócitos provenientes de animais adultos e envelhecidos representa uma importante nova ferramenta de estudo no entendimento da funcionalidade astrocitária em relação ao envelhecimento e consequentemente das doenças associadas a idade. Nesta linha, investigamos os mecanismos de glioproteção frente a condições neurotóxicas tanto in vivo quanto in vitro, assim como, o potencial glioprotetor de antioxidantes.

Área de concentração: Neuroquímica, Neurofarmacologia e Comportamento

Telefone - Dra. Angela Terezinha de Souza Wyse   E-mail - Dra. Angela Terezinha de Souza Wyse   Lattes - Dra. Angela Terezinha de Souza Wyse

Dra. Angela Terezinha de Souza Wyse

Currículo

• Bolsista de Produtividade em Pesquisa 1A | Orientadora de Mestrado | Orientadora de Doutorado
• Doutorado em Ciências (Bioquímica) pela Universidade Federal do Paraná, Brasil (1995)
• Professora Titular da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil

Linha de Pesquisa

NEUROBIOLOGIA DAS DOENÇAS QUE AFETAM O CÉREBRO E SUA NEURO PROTEÇÃO

Investigação de mecanismos neuroquímicos, morfológicos e comportamentais em modelos experimentais que mimetizem condições fisiológicas e/ou patológicas, focando no acúmulo tecidual de compostos neurotóxicos acumulados em erros inatos do metabolismo, principalmente da homocisteína, um aminoácido considerado fator de risco para doenças neurometabólicas, neurodegenerativas, psiquiátricas, câncer e isquemia cerebral e cardíaca, com ênfase na neuroproteção. O papel da Na+, K+-ATPase, da bioenergética, da homeostasia colinérgica e glutamatérgica, do status oxidativo e inflamatório na fisiopatologia dessas doenças, bem como a neurobiologia da menopausa também são estudados. Investiga-se também mecanismos bioquímicos e comportamentais do metilfenidato a nível central e periférico.

Área de concentração: Neuroquimica, Neurofarmacologia e Comportamento; Erros Inatos do Metabolismo

Telefone - Dra. Carla Dalmaz   E-mail - Dra. Carla Dalmaz   Lattes - Dra. Carla Dalmaz

Dra. Carla Dalmaz

Currículo

• Bolsista de Produtividade em Pesquisa 1B | Orientadora de Mestrado | Orientadora de Doutorado
• Doutorado em Ciências (Bioquímica) pela Universidade Federal do Paraná, Brasil (1989)
• Pós-Doutorado pela University of California, Estados Unidos (1992)
• Professora Titular da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil

Linha de Pesquisa

NEUROBIOLOGIA DO ESTRESSE

Estuda o impacto do estresse em diferentes etapas do desenvolvimento sobre o comportamento, utilizando modelos animais. O estresse em períodos sensíveis durante o desenvolvimento pós-natal leva à programação do sistema nervoso com distintos desfechos comportamentais, inclusive sobre a memória, a atenção, a ansiedade. Essas alterações são objeto de estudo do grupo. São também estudados parâmetros neuroquímicos relacionados a tais efeitos, como estresse oxidativo e sistemas de neurotransmissores. Os efeitos sobre o comportamento alimentar e o metabolismo e a interação do estresse durante o desenvolvimento com o consumo de dietas palatáveis são também foco de estudo do laboratório.

Área de concentração: Neuroquímica, Neurofarmacologia e Comportamento

Telefone - Dr. Carlos Alberto Saraiva Gonçalves   E-mail - Dr. Carlos Alberto Saraiva Gonçalves   Lattes - Dr. Carlos Alberto Saraiva Gonçalves

Dr. Carlos Alberto Saraiva Gonçalves

Currículo

• Bolsista de Produtividade em Pesquisa 1A | Orientador de Mestrado | Orientador de Doutorado
• Doutorado em Ciências (Bioquímica) pela Universidade Federal do Paraná, Brasil (1992)
• Pós-Doutorado pela University of Newcastle, Austrália (1995)
• Professor Titular da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil

Linha de Pesquisa

PAPEL DA PROTEÍNA S100B NA PLASTICIDADE NEUROGLIAL

Os astrócitos, as células mais abundantes do SNC, atuam na regulação metabólica, defesa antioxidante, modulação sináptica e resposta inflamatória. A S100B, uma proteína ligante de cálcio, é secretada por astrócitos e exerce atividade trófica (ou tóxica) sobre as células vizinhas, via receptores RAGE e TLR. Mudanças na expressão e na atividade desta proteína têm sido associadas a diversas doenças neurodegenerativas (e. g. a doença de Alzheimer e o diabetes mellitus) e outras desordens neuropsiquiátricas. Nesta linha investigamos a S100B e outras proteínas gliais (GFAP, glutamina sintetase, calcineurina e ApoE) em diversas situações clínicas, modelos de demência e estratégias de neuroproteção.

Área de concentração: Nutrição, Metabolismo e Estresse Oxidativo

Telefone - Dr. Carlos Alexandre Netto   E-mail - Dr. Carlos Alexandre Netto   Lattes - Dr. Carlos Alexandre Netto

Dr. Carlos Alexandre Netto

Currículo

• Bolsista de Produtividade em Pesquisa 1A | Orientador de Mestrado | Orientador de Doutorado
• Doutorado em Ciências (Bioquímica) pela Universidade Federal do Paraná, Brasil (1987)
• Pós-Doutorado pela University of London, Inglaterra (1991)
• Professor Titular I da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil

Linha de Pesquisa

NEUROPROTEÇÃO EXPERIMENTAL EM MODELOS DE ISQUEMIA CEREBRAL E LESÃO RAQUIMEDULAR

Estudos de mecanismos de morte celular e neuroproteção em modelos de patologias neurológicas crônicas de grande incidência e morbidade, como a isquemia cerebral no adulto e em recém-nascidos e a lesão raquimedular, bem como no processo de senescência. Estudamos especialmente a neuroplasticidade, a função glial e a modulação inflamatória, tendo como desfecho final a recuperação funcional, cognitiva ou motora após tratamentos farmacológicos, com moléculas inovadoras, e não farmacológicos, como o exercício físico, a estimulação ambiental e o treinamento de habilidade.

Área de concentração: Neuroquímica, Neurofarmacologia e Comportamento

Telefone - Dra. Carmem Juracy Silveira Gottfried   E-mail - Dra. Carmem Juracy Silveira Gottfried   Lattes - Dra. Carmem Juracy Silveira Gottfried

Dra. Carmem Juracy Silveira Gottfried

Currículo

• Bolsista de Produtividade em Pesquisa 1C | Orientadora de Mestrado | Orientadora de Doutorado
• Doutorado em Ciências Biológicas: Bioquímica pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil (2000)
• Professora Adjunta IV da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil

Linha de Pesquisa

TRANSTORNO DO ESPECTRO DO AUTISMO

O transtorno do espectro do autismo (TEA) é uma desordem do desenvolvimento neural de aspecto multifatorial e com graus de apresentação variáveis, caracterizado por 1) alterações na comunicação social e interação social em múltiplos contextos e 2) comportamentos repetitivos, atividades e interesses restritos. Um dos pontos fortes desta linha é a troca de conhecimentos entre a pesquisa clínica e a básica, juntamente com a abertura de espaço para discussão e formação de outros profissionais de saúde, particularmente de atuação clínica, para a busca de estratégicas terapêuticas inovadoras.

Área de concentração: Neuroquímica, Neurofarmacologia e Comportamento

Telefone - Dra. Carmen Regla Vargas   E-mail - Dra. Carmen Regla Vargas   Lattes - Dra. Carmen Regla Vargas

Dra. Carmen Regla Vargas

Currículo

• Bolsista de Produtividade em Pesquisa 1C | Orientadora de Mestrado | Orientadora de Doutorado
• Doutorado em Ciências Biológicas: Bioquímica pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil (2000)
• Pós-Doutorado pela Universidade Federal de Santa Maria, Brasil (2002)
• Professora Adjunta IV da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil

Linha de Pesquisa

ESTRESSE OXIDATIVO EM DOENÇAS METABÓLICAS

Esta linha de pesquisa tem por objetivos estudar os efeitos in vitro e in vivo dos metabólitos acumulados em doenças metabólicas herdadas sob o estresse oxidativo e processos inflamatórios. Para tanto serão investigados diferentes parâmetros de estresse oxidativo em tecidos humanos e animais. Serão estudados pacientes no momento diagnóstico e ao longo do tratamento no intuito de melhor entender a fisiopatologia destas doenças, bem como avaliar o efeito do tratamento destas patologias sobre os parâmetros de dano oxidativo e inflamação.

Área de concentração: Erros Inatos do Metabolismo

Telefone - Dr. Clarissa Severino Gama   Telefone - Dr. Clarissa Severino Gama   E-mail - Dr. Clarissa Severino Gama   Lattes - Dr. Clarissa Severino Gama

Dr. Clarissa Severino Gama

Currículo

• Bolsista de Produtividade em Pesquisa 1D | OrientadorA de Mestrado | OrientadorA de Doutorado
• Doutorado em Medicina: Ciências Médicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul Brasil (2004)
• Professora Adjunto III da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil

Linha de Pesquisa

Neuroprogressão em Transtornos Psiquiátricos Graves

Investiga os mecanismos biológicos subjacentes ao declínio da cognição, saúde física e funcionalidade que ocorre em pacientes com transtorno bipolar e esquizofrenia. O grupo vem estudando biomarcadores (sistêmicos e neuroimagem) e desempenho cognitivo, a fim de compreender os mecanismos para evitar a progressão das doenças eo declínio no funcionamento cotidiano. Desta forma, contribuindo para a noção de que o transtorno bipolar ea esquizofrenia são doenças sistêmicas e progressivas.

Área de concentração: Neuroprogressão, Comportamento, Psicofarmacologia

Telefone - Dr. Clovis Milton Duval Wannmacher   E-mail - Dr. Clovis Milton Duval Wannmacher   Lattes - Dr. Clovis Milton Duval Wannmacher

Dr. Clovis Milton Duval Wannmacher

Currículo

• Bolsista de Produtividade em Pesquisa 1C | Orientador de Mestrado | Orientador de Doutorado
• Doutorado em Ciências Biológicas: Bioquímica pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil (1995)
• Professor Titular da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil

Linha de Pesquisa

ESTUDOS EXPERIMENTAIS EM ERROS INATOS DO METABOLISMO DOS AMINOÁCIDOS

Estudo de alterações comportamentais e metabólicas em modelos químicos de erros inatos do metabolismo de aminoácidos em ratos: estresse oxidativo, fosforiltransferência e proteção por creatina e piruvato.

Área de concentração: Erros Inatos do Metabolismo

Telefone - Dra. Cristiane Matté   E-mail - Dra. Cristiane Matté   Lattes - Dra. Cristiane Matté

Dra. Cristiane Matté

Currículo

• Orientadora de Mestrado | Orientadora de Doutorado
• Doutorado em Ciências Biológicas: Bioquímica pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil (2009)
• Professora Adjunta I da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil

Linha de Pesquisa

PROGRAMAÇÃO METABÓLICA

A gestação é um período crítico para o desenvolvimento e a programação do organismo em formação, podendo sofrer alterações por diversos fatores, tais como nutrição, hormônios, fatores estressantes e exercício físico. Nosso objetivo é avaliar o efeito desses fatores durante a gestação materna em ratas sobre parâmetros comportamentais e bioquímicos no sistema nervoso central dos filhotes.

Área de concentração: Nutrição, Metabolismo e Estresse Oxidativo

Telefone - Dr. Daniel Pens Gelain   E-mail - Dr. Daniel Pens Gelain   Lattes - Dr. Daniel Pens Gelain

Dr. Daniel Pens Gelain

Currículo

• Bolsista de Produtividade em Pesquisa 2 | Orientador de Mestrado | Orientador de Doutorado
• Doutorado em Ciências Biológicas: Bioquímica pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil (2008)
• Pós-Doutorado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil (2010)
• Professor Adjunto I da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil

Linha de Pesquisa

SINALIZAÇÃO REDOX-ATIVA EM SISTEMA NERVOSO E IMUNE

Elucidar os mecanismos de sinalização celular pelos quais espécies reativas (radicais livres) controlam processos de regulação do ciclo celular, função neuronal e modulação da resposta inflamatória, de forma a estabelecer novos alvos terapêuticos para doenças neurodegenerativas e transtornos relacionados a condições pró-inflamatórias.

Área de concentração: Biologia Celular

Telefone - Dr. Diogo Lösch de Oliveira   E-mail - Dr. Diogo Lösch de Oliveira   Lattes - Dr. Diogo Lösch de Oliveira

Dr. Diogo Lösch de Oliveira

Currículo

• Orientador de Mestrado | Orientador de Doutorado
• Doutorado em Ciências Biológicas: Bioquímica pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil (2008)
• Pós-Doutorado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil (2010)
• Professor Adjunto I da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil

Linha de Pesquisa

MECANISMOS MOLECULARES ENVOLVIDOS NAS DOENÇAS NEURODEGENERATIVAS

Nossa linha estuda os mecanismos celulares e moleculares envolvidos nas doenças neurodegenerativas, dando ênfase ao estudo do papel do sistema glutamatérgico na excessiva estimulação de canais iônicos e vias de sinalização nas células nervosas. Além disso, o laboratório procura desenvolver e avaliar novas estratégias farmacológicas de neuroproteção.

Área de concentração: Neuroquímica, Neurofarmacologia e Comportamento/p>

Telefone - Dr. Diogo Onofre Gomes de Souza   E-mail - Dr. Diogo Onofre Gomes de Souza   Lattes - Dr. Diogo Onofre Gomes de Souza

Dr. Diogo Onofre Gomes de Souza

Currículo

• Bolsista de Produtividade em Pesquisa 1A | Orientador de Mestrado | Orientador de Doutorado
• Doutorado em Bioquímica pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, Brasil (1980)
• Pós-Doutorado pela University of London, Inglaterra (1981)
• Professor Titular da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil

Linha de Pesquisa

INJÚRIA CEREBRAL/NEUROPROTEÇÃO: INTERAÇÃO ENTRE GUANOSINA EXTRACELULAR E O SISTEMA GLUTAMATÉRGICO: POSSÍVEL PAPEL NEUROPROTETOR DA GUANOSINA

Identificar os mecanismos cerebrais envolvidos nos efeitos neuroprotetores da guanosina frente à excitocidade glutamatérgica. Identificar possível relevância terapêutica dos efeitos neuroprotetores da guanosina.

Área de concentração: Neuroquímica, Neurofarmacologia e Comportamento

Telefone - Dr. Eduardo Rigon Zimmer   E-mail - Dr. Eduardo Rigon Zimmer   Lattes - Dr. Eduardo Rigon Zimmer   Website - Dr. Eduardo Rigon Zimmer

Dr. Eduardo Rigon Zimmer

Currículo

• Bolsista de Produtividade em Pesquisa Nível 2 | Orientador de Mestrado | Orientador de Doutorado
• Doutorado em Ciências Biológicas: Bioquímica pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil (2015)
• Pós-Doutorado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil (2016)
• Professor Adjunto da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil

Linha de Pesquisa

NEUROIMAGEM EM DOENÇAS CEREBRAIS

Meu grupo de pesquisa utiliza técnicas refinadas de neuroimagem via Tomografia por emissão de Pósitrons (PET) visando o entendimento de eventos fisiopatológicos na Doença de Alzheimer. Nossa abordagem tem um alto caráter translacional, pois nossos estudos combinam dados de imagens em modelos experimentais com dados de imagens clínicas. Atualmente, temos 5 linhas de pesquisa bem definidas: 1) Comunicação neurônio-glia na Doença de Alzheimer; 2) Redes metabólicas na Doença de Alzheimer; 3) Reconhecimento de padrões na Doença de Alzheimer baseado em algoritmos; 4) Desenvolvimento de uma plataforma para identificação de compostos anti-oligômeros de beta-amiloide; e 5) Fatores de risco modificáveis na doença de Alzheimer.

Área de concentração: Neuroquímica, Neurofarmacologia e Comportamento

Telefone - Dr. Fábio Klamt   E-mail - Dr. Fábio Klamt   Lattes - Dr. Fábio Klamt

Dr. Fábio Klamt

Currículo

• Bolsista de Produtividade em Pesquisa 1D | Orientador de Mestrado | Orientador de Doutorado
• Doutorado em Ciências Biológicas: Bioquímica pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil (2003)
• Pós-Doutorado pelo Center of Drug Evaluation and Research, Food and Drug Administration, Estados Unidos (2006)
• Professor Associado I da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil

Linha de Pesquisa

USO DA LINHAGEM DIFERENCIADA DE NEUROBLASTOMA HUMANO SH-SY5Y COMO MODELO ALTERNATIVO EM NEUROCIÊNCIAS

O sistema nervoso é pré-disposto ao estresse oxidativo, sendo bem estabelecido que muitas doenças neurodegenerativasapresentam este mecanismo patofisiológico em comum. Mas os mecanismos moleculares de degeneração não estão elucidados. Por isto, os modelos experimentais celulares são importantes e utilizam neurotoxinas para mimetizar neurodegeneração. O nosso laboratório caracterizou um modelo in vitro de célula dopaminérgica através da diferenciação celular do neuroblastoma SH-SY5Y induzida por ácido retinóico durante 7 dias. Estas células apresentam características morfológicas e bioquímicas (presença de neuritos e aumento do imunoconteúdo de marcadores de diferenciação neuronal) de um neurônio dopaminérgico. Uma vez que a produção de espécies reativas é importante na neurodegeneração, a busca e descrição de novas moléculas antioxidantes com potencial neuroprotetor são alvos terapêuticos.

ESTUDO DE BIOMARCADORES EM CARCINOMAS DE PULMÃO

undialmente, o carcinoma de pulmão apresenta a maior taxa de mortalidade dentre as neoplasias malignas. Apesar dos avanços envolvidos nos estudos referentes a câncer de pulmão, a melhoria no diagnóstico, prognóstico e tratamento dos pacientes ainda são objetivos a serem alcançados. A identificação de biomarcadores constitui possibilidade de auxílio ao estadiamento e passo importante na terapia individualizada e, em última análise, no aumento da sobrevida do paciente. Esta linha de pesquisa busca, através de estudos com linhagens celulares, meta-análise de banco de dados e em biopsias de pacientes, caracterizar o potencial prognostico e preditivo de diversos biomarcadores para carcinomas de pulmão.

Área de concentração: Biologia Celular

Telefone - Dr. Fabrício Figueiró   E-mail - Dr. Fabrício Figueiró   Lattes - Dr. Fabrício Figueiró

Dr. Fabrício Figueiró

Currículo

• Orientador de Mestrado | Orientador de Doutorado
• Doutorado em Bioquímica pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil (2015)
• Pós-Doutorado em Bioquímica pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil (2017).
• Professor Adjunto da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil.

Linha de Pesquisa

IMUNOBIOQUÍMICA DO CÂNCER

A história da pesquisa do câncer deixa claro que, por muito tempo, o foco esteve sobre as próprias células malignas. Além disso, o entendimento das mutações, da proliferação descontrolada, das várias alterações na sinalização celular passou de observações gerais, “tumores sólidos” e “‘neoplasias hematológicas” para o tipo específico de neoplasia, para a individualização da conduta em diferentes pacientes e, recentemente, para os diferentes fenótipos celulares dentro do microambiente tumoral. Nesse contexto, mais complexo e dinâmico, células do sistema imune têm papel fundamental na carcinogênese, no prognóstico e na resposta ao tratamento. Com isso, surgiram conceitos, novas frentes de trabalhos e novas abordagens de tratamento. Por exemplo, ampliou-se o entendimento dos checkpoints imunes, da comunicação intercelular, do imunometabolismo. Novas abordagens apareceram e, com elas, a esperança de tratamentos mais eficazes como, no principal exemplo, a imunoterapia.

Dessa forma, o objetivo dessa linha de pesquisa é entender o microambiente tumoral com foco na bioquímica e na imunologia. Buscamos entender e modular os checkpoints imunes, o metabolismo de células neoplásicas e imunes, a comunicação intercelular desempenhada por vesículas extracelulares, a influência do sistema purinérgico, de novas estratégias de tratamento, entre outros assuntos que, em momento oportuno, possam ser interessantes para nosso grupo de pesquisa.

Área de concentração: Biologia Celular

Telefone - Dra. Fátima Theresinha Costa Rodrigues Guma   E-mail - Dra. Fátima Theresinha Costa Rodrigues Guma   Lattes - Dra. Fátima Theresinha Costa Rodrigues Guma

Dra. Fátima Theresinha Costa Rodrigues Guma

Currículo

• Bolsista de Produtividade em Pesquisa 2 | Orientadora de Mestrado | Orientadora de Doutorado
• Doutorado em Ciências (Bioquímica) pela Universidade Federal do Paraná, Brasil (1992)
• Professora Titular da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil

Linha de Pesquisa

ESTUDO DOS MECANISMOS DE DIFERENCIAÇÃO, PROLIFERAÇÃO E VIABILIDADE CELULAR

O estudo dos mecanismos que induzem ou impedem a diferenciação e a proliferação ou alteram a viabilidade celular são importantes tanto para controle do crescimento de tumores como para ampliar a utilização de células tronco na regeneração tecidual. Nesse sentido é relevante investigar compostos com potencialidade para se tornarem adjuvantes em terapias convencionais. O reconhecimento da pluripotencialidade das células estreladas hepáticas (HSC) aumentou o interesse sobre sua participação na regeneração hepática, por esse motivo estudos que visam esclarecer os mecanismos envolvidos na modulação fenotípica dessas células são de grande interesse para o desenvolvimento de novas formas de controle das doenças hepáticas.Nesse sentido,desenvolvemos estudos que visam determinar os efeitos da superexpressão e do silenciamento de genes, como a Caveolina1(Cav-1), Sirt-1 e PPARg em um modelo de HSC. Usando como modelo linhagens de células transformadas, de células estreladas hepáticas e células tronco adiposo derivadas, nos propomos a analisar os efeitos de compostos, como: doxazosina, o resveratrol, ogama-orizanol e o extrato de Thuyaoccidentalis sobre a viabilidade, a proliferação e/ou a diferenciaçãodessas células.

Área de concentração: Biologia Celular

Telefone - Dr. Guilhian Leipnitz   E-mail - Dr. Guilhian Leipnitz   Lattes - Dr. Guilhian Leipnitz

Dr. Guilhian Leipnitz

Currículo

• Bolsista de Produtividade em Pesquisa 1D | Orientador de Mestrado | Orientador de Doutorado
• Doutorado em Ciências Biológicas: Bioquímica pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil (2009)
• Pós-Doutorado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil (2010)
• Pós-doutorado pela University of Pittsburgh, EUA
• Professor Associado da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil

Linha de Pesquisa

INVESTIGAÇÃO DE MECANISMOS FISIOPATOLÓGICOS ENVOLVIDOS NO DANO TECIDUAL EM ACIDEMIAS ORGÂNICAS E AMINOACIDOPATIAS

Essa linha tem por objetivo avaliar possíveis mecanismos fisiopatológicos envolvidos no dano tecidual, principalmente neurológico, observado em aminoacidopatias e acidemias orgânicas. Utilizamos modelos experimentais in vivo e in vitro para avaliar os efeitos dos metabólitos que se acumulam nessas doenças sobre a homeostase energética e redox, função mitocondrial e vias de sinalização celulares.Essa linha também se propõe a estudar os efeitos de compostos antioxidantes, substratos energéticos e antagonistas glutamatérgicos em modelos animais in vitro e in vivo de doenças metabólicas hereditárias.

Área de concentração: Erros Inatos do Metabolismo

Telefone - Dra. Jade de Oliveira   E-mail - Dra. Jade de Oliveira

Dra. Jade de Oliveira

Currículo

• Orientadora de Mestrado / Orientadora de Doutorado
• Doutorado em Bioquímica pela Universidade Federal de Santa Catarina, Brasil (2015)
• Pós-Doutorado em Neurociências pela Universidade Federal de Santa Catarina, Brasil (2016)
• Professora Adjunto da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil

Linha de Pesquisa

DOENÇAS METABÓLICAS E O DESENVOLVIMENTO DE NEUROPATOLOGIAS. ESTUDO DE POSSÍVEIS ESTRATÉGIAS TERAPÊUTICAS

Um fenómeno mundial é o aumento significativo da esperança de vida e, consequentemente, do número de indivíduos afectados por doenças neurodegenerativas, tais como as que representam as principais causas de demência, as doenças de Alzheimer e Parkinson. Nos últimos anos, as evidências demonstraram a relação entre doenças metabólicas, tais como hipercolesterolemia e obesidade, e o desenvolvimento destas neuropatologias. Assim, o estudo de intervenções terapêuticas para doenças metabólicas é de particular importância, tendo em conta a elevada prevalência destas patologias na população mundial, bem como a relevância das suas consequências. Neste sentido, o nosso objectivo é avaliar estratégias de neuroprotecção para prevenir ou mitigar os efeitos das doenças metabólicas nas estruturas cerebrais.

Área de concentração: Neuroquímica, Neurofarmacologia e Comportamento

Telefone - Dr. José Cláudio Fonseca Moreira   E-mail - Dr. José Cláudio Fonseca Moreira   Lattes - Dr. José Cláudio Fonseca Moreira

Dr. José Cláudio Fonseca Moreira

Currículo

• Bolsista de Produtividade em Pesquisa 1A | Orientador de Mestrado | Orientador de Doutorado
• Doutorado em Ciências (Bioquímica) pela Universidade Federal do Paraná, Brasil (1995)
• Professor Titular da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil

Linha de Pesquisa

ESPÉCIES REATIVAS E SEUS EFEITOS NOS SISTEMAS BIOLÓGICOS

Avaliação do papel das espécies reativas como sinalizadores nosprincipais processos bioquímicos dos sistemas biológicos tanto nos processos fisiológicos normais como nos patológicos, além de seu papel na diferenciação e crescimento celular. Busca e avaliação de compostos naturais ou sintéticos com propriedades redox ativas.

Área de concentração: Nutrição, Metabolismo e Estresse Oxidativo

BIOINFORMÁTICA E BIOLOGIA DE SISTEMAS APLICADA À BIOQUÍMICA

Utilização de ferramentas de bioinformática e de biologia de sistemaspara a resolução de questões em bioquímica. Criação de novos softwares para avaliação de bancos de expressão genica e de proteômica..

Área de concentração: Biologia Celular

Telefone - Dra. Lisiane de Oliveira Porciúncula   E-mail - Dra. Lisiane de Oliveira Porciúncula   Lattes - Dra. Lisiane de Oliveira Porciúncula

Dra. Lisiane de Oliveira Porciúncula

Currículo

• Bolsista de Produtividade em Pesquisa 2 | Orientador de Mestrado | Orientador de Doutorado
• Doutorado em Ciências Biológicas: Bioquímica pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil (2003)
• Pós-Doutorado pela Universidade de Coimbra, Portugal (2005)
• Professora Adjunta III da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil

Linha de Pesquisa

ESTUDOS SOBRE O SISTEMA PURINÉRGICO

Nossa linha de pesquisa visa conhecer o papel da adenosina e seus receptores em doenças que acometem o encéfalo durante e após o seu desenvolvimento. Nosso grupo investiga o impacto da administração cafeína (um antagonista não seletivo de receptores de adenosina) sobre o desenvolvimento normal do encéfalo e em modelos experimentais de doenças do neurodesenvolvimento, avaliando alterações comportamentais, metabólicas e eletrofisiológicas.

Área de concentração: Neuroquímica, Neurofarmacologia e Comportamento

Telefone - Dr. Luis Valmor Cruz Portela   E-mail - Dr. Luis Valmor Cruz Portela   Lattes - Dr. Luis Valmor Cruz Portela

Dr. Luis Valmor Cruz Portela

Currículo

• Bolsista de Produtividade em Pesquisa 2 | Orientador de Mestrado | Orientador de Doutorado
• Doutorado em Ciências Biológicas (Bioquímica) pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil (2002)
• Professor Adjunto III na Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil

Linha de Pesquisa

MECANISMOS DE NEURODEGENERAÇÃO E BIOMARCADORES NO NEUROTRAUMA

O Trauma Crânio-Encefálico (TCE) pode levar a morte prematura, alterações cognitivas e neuropsiquiátricas, e ainda ativar mecanismos de neurodegeneração. O nosso laboratório tenta desvendar os mecanismos moleculares e celulares envolvidos nestas alterações utilizando modelos experimentais e estudos em pacientes. Além disso, estamos interessados em desenvolver estratégias inovadoras de neuroproteção.

Área de concentração: Neuroquímica, Neurofarmacologia e Comportamento

Telefone - Dra. Márcia Kauer Sant’Anna   E-mail - Dra. Márcia Kauer Sant’Anna   Lattes - Dra. Márcia Kauer Sant’Anna

Dra. Márcia Kauer Sant’Anna

Currículo

• Bolsista de Produtividade em Pesquisa 1D | Orientador de Mestrado | Orientador de Doutorado
• Doutorado em Ciências Biológicas (Bioquímica) pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil (2007)
• Pós-Doutorado na University of British Columbia, Canadá (2009)
• Professora Adjunta III na Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil

Linha de Pesquisa

FISIOPATOLOGIA DOS TRANSTORNOS DE HUMOR

A fisiopatologia dos transtornos de humor ainda não está completamente elucidada, no entanto grandes avanços visando ao esclarecimento das mesmas têm sido relatados. Dentre os diversos estudos realizados nos últimos anos, percebe-se que os achados mais significativos concentram-se primariamente nas vias biológicas relacionadas a neurotrofinas, inflamação e estresse oxidativo, as quais estão ligadas à neuroplasticidade. A fim de investigar os mecanismos bioquímicos e moleculares envolvidos na fisiopatologia dos transtornos psiquiátricos, o grupo de pesquisa tem utilizado amostras biológicas dos pacientes e modelos experimentais (cultura de células e modelos animais) aliados a técnicas tais como imunoensaios, citometria de fluxo e microscopia confocal.

Área de concentração: Neuroquímica, Neurofarmacologia e Comportamento

Telefone - Dr. Marcos Roberto de Oliveira   E-mail - Dr. Marcos Roberto de Oliveira   Lattes - Dr. Marcos Roberto de Oliveira

Dr. Marcos Roberto de Oliveira

Currículo

• Bolsista de Produtividade em Pesquisa 2 | Orientador de Mestrado | Orientador de Doutorado
• Doutorado em Ciências Biológicas (Bioquímica) pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil (2010)
• Professor Adjunto A-I da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil

Linha de Pesquisa

TERAPIA MITOCONDRIAL BASEADA EM MOLÉCULAS NATURAIS

As mitocôndrias são as principais organelas responsáveis pela síntese de adenosina trifosfato (ATP) em células humanas. Estão também envolvidas no metabolismo de cálcio e no controle do destino celular, pois são centrais no processo chamado apoptose. Diferentes vias metabólicas ocorrem total ou parcialmente nestas organelas. Portanto, disfunções mitocondriais são causa de morte celular em diversas doenças. Nesse contexto, investigamos, nesta linha de pesquisa, moléculas naturais, principalmente de origem vegetal, como agentes de promoção de proteção mitocondrial em modelos experimentais in vitro, ex vivo, e in vivo.

Área de concentração: Metabolismo e Bioenergética e Neuroquímica

Telefone - Dra. Maria Elisa Calcagnotto   E-mail - Dra. Maria Elisa Calcagnotto   Lattes - Dra. Maria Elisa Calcagnotto

Dra. Maria Elisa Calcagnotto

Currículo

• Orientadora de Mestrado | Orientadora de Doutorado
• Doutorado em Neurologia/Neurociências pela Universidade Federal de São Paulo, Brasil (2006)
• Pós-Doutorado em Neurofisiologia pela Montreal Neurological Insitute – McGill University, Canadá (2000)
• Pós-Doutorado em Neurofisiologia pela University of California in San Francisco (UCSF), Estados Unidos (2005)
• Pós-Doutorado em Neurofisiologia pela Universidade Federal de São Paulo, Brasil (2008)
• Pós-Doutorado em Neurofisiologia no Centro Andaluz de Biologia Molecular y Medicina Regenerativa (CABIMER), Espanha (2010)
• Pós-Doutorado em Neuroquímica – Neurofisiologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil (2013)
• Professora Adjunta da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil

Linha de Pesquisa

MECANISMOS BÁSICOS DE EPILEPSIA

Nossa pesquisa é focada principalmente nos mecanismos intrínsecos, sinápticos e moleculares que regulam a excitabilidade neuronal e o envolvimento do sistema GABAérgico na epileptogênese. Estudando modelos animais de epilepsia e tecido obtidos de pacientes submetidos à cirurgia para epilepsia de difícil controle, esperamos obter uma melhor compreensão dos eventos celulares subjacentes atividade epiléptica. As técnicas utilizadas incluem registros eletrofisiológicos in vivo das oscilações cerebrais e in vitro das propriedades da membrana celular e função sináptica em fatias de tecido e cultura celulares; estudos morfológicos da estrutura da rede neural e expressão de proteínas por imuno-histoquímica; e análises farmacológicas.

Área de concentração: Neuroquímica, Neurofarmacologia e Comportamento

Telefone - Dra. Maria Luiza Saraiva Pereira   E-mail - Dra. Maria Luiza Saraiva Pereira   Lattes - Dra. Maria Luiza Saraiva Pereira

Dra. Maria Luiza Saraiva Pereira

Currículo

• Bolsista de Produtividade em Pesquisa 2 | Orientadora de Mestrado | Orientadora de Doutorado
• Doutorado em Genética Molecular pela University of London, Inglaterra (1994)
• Pós-Doutorado pela University of Oxford, Inglaterra (1995)
• Professora Titular da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil

Linha de Pesquisa

BIOLOGIA CELULAR E MOLECULAR DE DOENÇAS HEREDITÁRIAS

Avaliar variações de sequências em genes associados à distúrbios hereditários e o efeito dessas alterações no tratamento desses pacientes, quando houver tratamento disponível. A identificação de novos alvos para desenvolvimento de terapias é um outro enfoque da linha de pesquisa. Identificar e avaliar o efeito de repetições nucleotídicas em pacientes com doenças neurodegenerativas.

Área de concentração: Biologia Celular

Telefone - Dra. Marina Concli Leite   E-mail - Dra. Marina Concli Leite   Lattes - Dra. Marina Concli Leite

Dra. Marina Concli Leite

Currículo

• Orientadora de Mestrado | Orientadora de Doutorado
• Doutorado em Ciências Biológicas: Bioquímica pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil (2010)
• Professora Adjunta I da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil

Linha de Pesquisa

DIETA, ADIPOCINAS E NEUROPROTEÇÃO

O tipo de dieta afeta o metabolismo, incluindo o do SNC. Assim dietas “diabetogências”, por efeito da glicose ou seus derivados (metilglioxal ou AGE) podem causar danos ao SNC. Por outro lado, a restrição calórica e a dieta cetogênica têm sido propostas como protetoras em determinadas doenças neuropsiquiátricas. Aqui investigamos os mediadores endócrinos (e. g. insulina, adipocinas) e os possíveis alvos e mecanismos moleculares de dano ou proteção ao SNC e tecidos periféricos (hepático, renal e adiposo). em modelos in vivo e culturas celulares.

Área de concentração: Nutrição, metabolismo e estresse oxidativo

Telefone - Dr. Moacir Wajner   E-mail - Dr. Moacir Wajner   Lattes - Dr. Moacir Wajner

Dr. Moacir Wajner

Currículo

• Bolsista de Produtividade em Pesquisa 1A | Orientador de Mestrado | Orientador de Doutorado
• Doutorado em Ciências Básicas pela Universidade de Newcastle Upon Tyne, Inglaterra (1982)
• Pós-Doutorado pelo Universität Heidelberg (Ruprecht-Karls), Alemanha (1993)
Molecular, Enzimologia e Química de Macromoléculas
• Professor Titular da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil

Linha de Pesquisa

ESTUDOS DOS MECANISMOS DE TOXICIDADE DOS METABÓLITOS ACUMULADOS EM ACIDEMIAS ORGÂNICAS E DEFEITOS DE OXIDAÇÃO DE ÁCIDOS GRAXOS

Estudar os mecanismos de toxicidade tecidual (cérebro, coração, fígado e músculo esquelético) de ácidos carboxílicos e seus derivados acumulados em acidemias orgânicas, defeitos de oxidação de ácidos graxos e aminoacidopatias sobre a homeostase redox e energética mitocondrial, bem como sobre o sistema glutamatérgico (cérebro) com o intuito de esclarecer a fisiopatogenia dessas doenças e possibilitar novas estratégias terapêuticas para as mesmas.

Área de concentração: Erros Inatos do Metabolismo

Telefone - Dra. Rachel Krolow Santos Silva Bast   E-mail - Dra. Rachel Krolow Santos Silva Bast   Lattes - Dra. Rachel Krolow Santos Silva Bast

Dra. Rachel Krolow Santos Silva Bast

Currículo

• Orientadora de Mestrado | Orientadora de Doutorado
• Doutorado em Bioquímica pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil (2013)
• Pós-Doutorado em Bioquímica pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil (2015)
• Atuação em Bioquímica e Neurociências
• Professora Adjunto da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil

Linha de Pesquisa

PROGRAMAÇÃO NEUROBIOLÓGICA DO COMPORTAMENTO ALIMENTAR

O consumo de diferentes tipos de alimento durante a gestação ou em períodos iniciais da vida pode programar o metabolismo e o comportamento do animal adulto. A exposição precoce a dietas ricas em gordura e/ou açúcar tem demonstrado alterações nas vias bioquímicas que controlam o comportamento alimentar homeostático e hedônico. Alterações nos hormônios: leptina, adiponectina, grelina e insulina, tem sido observado em estudos com modelos animais e também em humanos, sendo um dos objetivos de estudo do grupo. O estudo de marcadores bioquímicos relacionados com neurogênese e plasticidade em distintas estruturas encefálicas, também é foco de estudo. Com relação ao comportamento, o grupo estuda possíveis alterações causadas pela exposição precoce de diferentes tipos de alimento sobre a preferência alimentar, a memória, a depressão e a ansiedade na idade adulta. Além disso, o estudo de alimentos com potencial protetor para o comportamento e para o metabolismo periférico e central também tem sido estudado no laboratório.

Área de concentração: Nutrição, metabolismo e estresse oxidativo