Laboratórios

O PPGH conta três espaços destinados para funcionar como centro de formação e atendimento aos pesquisadores: o Núcleo de Pesquisa em História (NPH), o Laboratório de Estudos sobre Antiguidade Oriental (LEAO) e o Laboratório de Estudos sobre os Usos do Passado (LUPPA).

  • Núcleo de Pesquisa em História (NPH) funciona como laboratório de pesquisa e aprendizagem do ofício de historiador, além de fornecer recursos documentais a inúmeras dissertações e teses, tanto do próprio Programa, quanto de outras universidades. Saiba mais em:  https://www.ufrgs.br/nph/
  • O Laboratório de Estudos da Antiguidade Oriental (LEAO) foi criado em 2016 e está vinculado ao Programa de Pós-Graduação em História e ao Departamento de Artes Visuais da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, tendo como foco a pesquisa da antiga Mesopotâmia, ao longo dos três mil anos de história, e sua relação com as demais civilizações do Antigo Oriente Próximo. Saiba mais em:  http://www.ufrgs.br/leao
  • O Laboratório de Estudos sobre os Usos do Passado (LUPPA) funciona como um espaço permanente de debate e estímulo ao estudo e às pesquisas sobre os usos políticos do passado e os usos públicos da história. Composto por um amplo grupo de pesquisadores brasileiros e estrangeiros, seu objetivo principal é o de produzir reflexões teóricas a partir de estudos de caso e análises comparadas, com o propósito de contribuir com propostas de análises e intervenções efetivas para a sociedade, tais como produção de livros, eventos acadêmicos, exposições, material de divulgação em várias mídias, etc. Saiba mais em: https://www.ufrgs.br/luppa/
  • Repositório de Entrevistas de História Oral foi criado em 2017 com o objetivo de ser espaço de captação, guarda e divulgação de entrevistas realizadas pelo corpo discente e docente do Departamento de História da UFRGS e do seu Programa de Pós-Graduação em História, podendo alargar sua abrangência.  Ele visa favorecer o diálogo entre praticantes de História Oral, contribuir para a formação constante de pesquisadores e fomentar diálogo entre a UFRGS e outras instituições. Saiba mais em http://www.ufrgs.br/repho