Ø Sendo dados: Apresentação-46186 (Fernanda Gassen) ∘ Jogo do Acesso (Marina Polidoro & Augusto de Oliveira) ∘ Incertezas (Coletivo Telemusik) ∘ Ok/Cancel - Bloqueador de Celular (Elias Maroso) ∘ Organ City - Rizoma (Coletivo Mazdita) ∘ Gráfico da Depressão (Jéssica Becker) ∘ A resposta (Katia Prates) ⧂ ∘



Sendo dados: é uma exposição coletiva que reúne projetos novos realizados para a Plataforma Verter ou versões de propostas que já ocuparam outras mídias e formas de exposição. São trabalhos que abordam os dados produzidos pelas ciências humanas ou pelas exatas, bem como a origem do digital e da internet que usa dados outros, necessários para que os materiais na web possam ser produzidos, enviados, ativados e reativados.

A aproximação com a ideia central é única em cada artista convidado: uns utilizam os dados como matéria-prima, outros os questionam. Os tipos de dados também variam, dos estatísticos e das ciências sociais, ao big data, passando pelos dados da percepção (de si e do mundo).

Em forte discussão sobre a violência do machismo da sociedade brasileira, a obra -46186 da artista Fernanda Gassen utiliza os dados do último Mapa da Violência do Brasil. Os nomes de mulheres assassinadas no início de 2019 preenchem a tela, repetidos tantas vezes quantos os registros de feminicídios entre os anos de 2003 e 2013. Ao final de cada ano, apresenta-se o número total da contagem.

O Jogo do Acesso, de Marina Polidoro & Augusto de Oliveira, é um trabalho interativo que propõe a montagem de um candidato a deputado federal para percorrer o caminho até a Câmara. O grau de dificuldade dos obstáculos será proporcional à soma das desproporções na representação correspondentes às características sociais selecionadas.

Ainda em torno da democracia e das formas de exercê-la, Incertezas é um vídeo realizado pelo Coletivo Telemusik (Marcus Bastos & Dudu Tsuda) a partir de material audiovisual coletado nos grandes protestos de 2013 no Brasil e que foi apresentado inicialmente como performance audiovisual. Para esta exposição, a dupla combina os registros dos protestos e da performance.

A resistência à vigilância e ao controle dos dados pessoais aparece no trabalho de Elias Maroso, que desenvolve um dispositivo capaz de bloquear sinais de celular 2G, 3G e 4G. Ok/Cancel é também um tutorial para Youtube com um passo-a-passo que pode ser seguido, trazendo a cultura DIY e do compartilhamento.

No vídeo Organ City - Rizoma, do Coletivo Mazdita, os movimentos da performer são acompanhados por grafismos gerados por programação. O corpo território precisa reagir às agressões diárias da cidade, mas nem sempre consegue se reerguer, sendo a queda inevitável. No embate entre limites e libertação, colapso e sobrevivência, o corpo expele seus órgãos até se esvair por completo.

Jéssica Becker apresenta uma versão para internet do seu Gráfico da Depressão, criado a partir da anotação diária do estado de ânimo autopercebido durante período que viveu em Valência. Nas pontuações do gráfico, ao passar o mouse sobre as letras, vemos os possíveis gatilhos.

Fechamos a exposição com Katia Prates. No vídeo A resposta vemos a imagem do céu enquanto a artista faz uma divagação (e uma conversa) em torno da questão colocada por Maurice Blanchot - "o céu é azul?" - e sobre como responder a ela.


⧂ ∘
Dados das obras:

-46186
Fernanda Gassen
NetArt (programação de MF Martins)
2020
https://fernandagassen.tumblr.com

Jogo do Acesso
Marina Polidoro & Augusto de Oliveira
NetArt (P5.js)
2018
https://marinapolidoro.com

Incertezas
Coletivo Telemusik
Marcus Bastos & Dudu Tsuda
Vídeo 5’
2020
http://www.eventualidades.net
http://dudutsuda.com/artworks

Ok / Cancel
Elias Maroso
Circuito eletrônico bloqueador de celular 10x10cm
Vídeo tutorial para rede social (Youtube) 5’52”
2020
https://www.eliasmaroso.art.br

Organ City - Rizoma
Coletivo Mazdita
Flavia Pinheiro & Leandro Oliván
Performance: Flavia Pinheiro
Direção: Flavia Pinheiro
Câmera: Martin Raabe
Edição: Leandro Oliván
Vídeo 5’16”
2015
https://cargocollective.com/flaviapinheiro

Gráfico da Depressão
Jéssica Becker
NetArt
2020 (2010)
http://artejessica.blogspot.com

A resposta (série Conversas)
Katia Prates
Vídeo 2’21”
2020
https://katiaprates.carbonmade.com


∘ ∘∘
A imagem do topo é um desenho feito a partir do lançamento de dados (agora o objeto e não a informação). Assim, a cor da caneta e, depois, as posições da linha foram definidas pela aleatoriedade.

Imagem responsiva