Com presença de Tasso Bangel, Conjunto Farroupilha será homenageado no próximo Núcleo da Canção

Sofisticação musical, excelência estética, identidade cultural gaúcha e inovação: essas são as palavras do convidado Vinícius Brum (compositor e pesquisador), em entrevista à GaúchaZH, para definir o Conjunto Farroupilha, o homenageado na próxima edição do Núcleo da Canção, em 26 de setembro, às 19h. O evento propõe um percurso histórico e musical na celebração dos 71 anos de produção do grupo, tendo como convidado especial o compositor, arranjador e líder do Farroupilha, o maestro Tasso Bangel. Mediado pela doutora em música, Luciana Prass, a programação conta também com a presença de Gabriela Vilanova (musicista e pesquisadora), Jorge André Brites (jornalista e produtor musical) e Diego Costa (professor, músico e arranjador).

Fundado em 1948, tendo como personalidade decisiva nesse processo a soprano Inah Vital (1933-1990), o Conjunto Farroupilha é reconhecido como o grupo musical responsável por difundir a cultura gaúcha internacionalmente, além de contribuir para a bossa nova nos seus primórdios. Ademais, a formação popularizou os trajes regionais e a linguagem própria da canção gaúcha Brasil afora, performando em países como Rússia, China e Estados Unidos. Farroupilha representa um marco decisivo tanto na história do Estado, quanto na expansão da pluralidade da cultura nacional em linhas globais, através de um estilo multifacetado. Entretanto, conforme destaca Luciana Prass no artigo Nas Asas da Varig e da Panair: o Conjunto Farroupilha e o Espalhamento da Música Popular Brasileira e Gaúcha nos Anos 50 e 60 do Século XX (2017), seu pioneirismo se concentra na mistura de vozes masculinas e femininas, sendo as mulheres protagonistas dessa performance.

“A relevância do Conjunto para a história cultural da música popular brasileira, por um lado, consiste na divulgação do repertório gaúcho, através de temáticas rurais”, diz a especialista em etnomusicologia, Luciana Prass. “Por outro lado, muitos grupos se espelharam no profissionalismo do Farroupilha, devido sua longevidade e pioneirismo no mercado fonográfico para a música do Rio Grande do Sul e da bossa nova, tanto fora do Estado, quanto do país”, ressalta Luciana. 

Sobre o Conjunto Farroupilha

O Conjunto Farroupilha, surgido a partir de uma ideia da soprano Inah Vital (Porto Alegre, RS, 1933-1990), solista da orquestra da Rádio Farroupilha, de Porto Alegre, tratou-se do primeiro conjunto vocal brasileiro a misturar vozes masculinas e femininas. Seu enorme sucesso levou o grupo a viajar pelo Brasil e pelo mundo, levando consigo não somente a música regional gaúcha composta por Barbosa Lessa e Paixão Cortes, entre outros compositores, mas também, canções emblemáticas da nascente Bossa Nova. Além do rádio, o Farroupilha atuou na TV e no cinema, gravou álbuns com todas as tecnologias disponíveis, sempre com arranjos vocais e orquestrações marcantes como nas versões das canções “Os homem de preto” (Paulo Ruschel) e “Noites Gaúchas” (Paraguassú) e “Samba de uma nota só” (Tom Jobim e Newton Mendonça). De acordo com Tasso Bangel, em entrevista cedida para GaúchaZH, o Conjunto Farroupilha teria encerrado suas atividades em 1992, totalizando 44 anos de carreira. Contudo, é difícil encontrar registros de atividades após o disco Farroupilha 35 (1983).

Sobre o projeto Núcleo da Canção

Criado em julho de 2008 por uma iniciativa conjunta do Departamento de Difusão Cultural, Departamento de Música e Instituto de Letras da UFRGS, o Núcleo de Estudos da Canção já realizou – entre o encontro inaugural e novembro de 2013 – mais de quarenta atividades. Com formatos múltiplos, que abarcavam apresentações de pesquisas, palestras, debates e, sobretudo, audições comentadas com cancionistas, as ações tinham como propósito estimular a reflexão interdisciplinar sobre a canção, forma artística fundamental na cultura brasileira. Depois de um intervalo de alguns anos, o Núcleo da Canção retoma e amplia sua programação, com o objetivo de formar um espaço permanente para a troca de conhecimentos sobre a canção popular brasileira. 

Serviço

Sobre: Núcleo de CançãoEcos do Conjunto Farroupilha (1948-1993): continuidades e ressignificações na produção musical do RS contemporâneo, com Tasso Bangel, Gabriela Vilanova, Jorge André Brites, Vinícius Brum e Diego Costa | Mediação de Luciana Prass 

Data: 26 de setembro, às 19h.

Local: Sala Araucária do Centro Cultural da UFRGS (Av. Luiz Englert, 333)

Entrada Franca

 

 

Deixe uma resposta

X