Exposição Beleza que Mata será exibida na USP

Uma das mais comentadas exposições que o Departamento de Difusão Cultural da UFRGS realizou em 2018 atraiu a atenção de diversas universidades do Brasil inteiro. Dentre elas, a Universidade de São Paulo. A Faculdade de Ciências Farmacêuticas da USP, em parceria com o DDC-UFRGS, expõe a mostra Beleza que Mata: a dualidade de um patógeno mortal entre 8 de agosto a 20 de setembro em suas dependências.

A simbiose entre arte e pesquisa chegou ao seu ápice com a exposição Beleza que Mata. Pesquisadores do Laboratório de Fungos de Importância Médica e Biotecnológica do Centro de Biotecnologia da UFRGS (LabFIMB – CBiot/UFRGS), por meio de diferentes técnicas de microscopia celular, compuseram as 33 imagens de fungos mortais, como Cryptococcus neoformans e Cryptococcus gattii.

A exposição busca retratar não somente a beleza mortal dos fungos, mas chamar a atenção para a necessidade de mais pesquisas sobre criptococose no país. São microorganismos que exploram o entorno, comunicam-se e remodelam-se, sendo difícil  a sua compreensão e estudo.

Serviço

Sobre: Exposição Beleza que mata: a dualidade de um patógeno mortal

Visitação: 08/08 a 20/09

Abertura oficial: 08/08 às 16h

Local: Divisão de Biblioteca e Documentação do Conjunto das Químicas (FCF/IQ/USP).  Av. Prof. Lineu Prestes, 950

Créditos

Organização e Fotografias: William Lopes (Bolsista de Doutorado PPGBCM – LabFIMB – Centro de Biotecnologia) e Marilene Henning Vainstein (Professora pesquisadora – LabFIMB – Centro de Biotecnologia)

Curadoria: Augusto Schrank (Professor pesquisador – Centro de Biotecnologia)

Projeto expográfico e montagem: Rafael Derois (Departamento de Difusão Cultural – UFRGS)

Deixe uma resposta

X