Peça El Juego de Antonia estreia projeto Cenas Mínimas em 15 de abril

Nos dias 15 e 16 de abril, o projeto Cenas Mínimas, do Departamento de Difusão Cultural da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, estreia uma série de produções cênicas em pequeno formato com a peça El Juego de Antonia.

As apresentações da obra de Luciana Paz e André Carreira iniciam às 19h na sala Pitangueira do Centro Cultural da UFRGS (R. Eng. Luiz Englert 333). A entrada é gratuita e ocorrerá mediante distribuição de senhas – máximo de 40 lugares. Haverá doação espontânea aos artistas.

Na terça-feira (16/04), após o segundo dia de espetáculo, teremos as participações especiais de:

– Rosa Fischer, professora da FACED/UFRGS, falando sobre o autor do texto;

– Ana Luiza Azevedo, cineasta da Casa de Cinema de Porto Alegre Ana Luiza Azevedo, que falará das ocupações realizadas pelos artistas na casa dela.

O projeto Cenas Mínimas acontecerá na terceira semana de cada mês, sempre às segundas e terças-feiras. Ao fim do último encontro semanal, o público poderá participar de conversas com os artistas e um convidado ou convidada especial. A coordenação e curadoria do Cenas Mínimas é de Lígia Petrucci, produtora cultural do Departamento de Difusão Cultural da UFRGS.

Sobre a obra

El Juego de Antonia apresenta um casal, Antonia e Virgílio, que vive junto há muitos anos a criar e recriar jogos que beiram o grotesco, com os quais esperam se libertar de seus medos. A peça teatral nasce do projeto Três Direções para Escuta idealizado pela atriz Luciana Paz no ano de 2014. Neste projeto, a atriz criou três trabalhos cênicos que partiam de dispositivos de escuta e suas reverberações no processo de criação. El Juego de Antonia parte da escuta dos medos da atriz, dos temores relatados pelo público que participou de suas Ouvidorias e de trechos do texto Dos Viejos Panicos (1967) do autor cubano Virgilio Piñera (1912-1979). André Carreira e Luciana Paz, que em El Juego de Antonia compartilham direção e dramaturgia, há alguns anos investigam as potencialidades relacionais da ficção com espaços públicos, realizando trabalhos que partem da ideia da cidade como dramaturgia. As vivências teatrais de ambos os artistas, sobretudo no que tange às reverberações da cidade na criação dramatúrgica, os instigou a iniciar o processo de criação de El juego de Antonia nas ruas do centro da cidade de Florianópolis.

Sobre o Cenas Mínimas

Cenas Mínimas é o novo projeto idealizado para a Sala Pitangueira do Centro Cultural da UFRGS, e tem como foco – como o próprio nome já indica -produções de pequeno formato. Para além dos desafios que surgem em atuações de elencos reduzidos e na não-espetacularidade dos recursos, o que está em jogo aqui é a própria relação entre atores e espectadores na situação da performance. Possibilidades de contato, afetação e proximidade com ênfase na presença viva dos gestos humanos no contexto das artes cênicas: teatro, performance-arte, dança, arte circense e música. As apresentações acontecerão mensalmente às segundas e terças-feiras e, ao final do segundo encontro, haverá ainda uma conversa entre artistas, público e um convidado ou convidada especial.

Lígia Petrucci, coordenadora e curadora do projeto

Deixe uma resposta

X