Sala Redenção exibe curta-metragem no Tela Virtual

Cinema | A sessão de O Insustentável Peso do Amor na Gravidade da Lua será seguida de uma conversa com os diretores do filme

*Foto de capa: Frame do filme O Insustentável Peso do Amor na Gravidade da Lua (2020), dirigido por Marcos Contreras, Sissi Venturin e Nicolas Medeiros Collar

O projeto Tela Virtual da Sala Redenção apresenta, na próxima quinta-feira (15/07), às 19h, o curta-metragem O Insustentável Peso do Amor na Gravidade da Lua, dirigido por Marcos Contreras, Sissi Betina Venturin e Nicolas Medeiros Collar. O filme é uma adaptação do texto teatral de Marcos Contreras e retrata uma história de amor típica dos nossos tempos, mediada por telas virtuais e pelo distanciamento físico. A exibição do curta será no canal do Youtube do Departamento de Difusão Cultural da UFRGS. Logo após a sessão, haverá uma conversa com os diretores.

Em razão da pandemia, o roteiro passou por diversas adaptações, o que acabou aproximando-o temporalmente do tempo presente. O texto original não era muito linear e seguia uma linha mais subjetiva, cheio de camadas. “É como se cada cena fosse uma camada, uma performance, um tempo diferente desses dois personagens, e a gente vai construindo uma linha narrativa mais subjetiva”, explica a atriz e diretora Sissi Venturin.

Inspirado no clássico livro de Milan Kundera, A Insustentável Leveza do Ser, o título poético que ilustra o curta tem várias leituras. 

“Essa questão do ‘Insustentável Peso do Amor’ é porque ela tá nesse lugar onde não existe peso algum, mas eles [os personagens] se deparam, nesse encontro amoroso, com várias questões que se refletem ali, que são pesados no sentido de que o amor não é uma coisa leve, ele carrega conflitos” 

Sissi Betina Venturin

Na visão de Nicolas Collar, um dos diretores do filme e bolsista da Sala Redenção, o ambiente online abre as portas para que aqueles não poderiam participar do evento presencialmente possam ter acesso em qualquer momento. Além disso, a gravação da conversa entre os diretores estará disponível no Youtube.

O curta estreou em 2020, mas para o Tela Virtual será atualizado com um novo corte.