Texo Cabral e Clarissa Ferreira repaginam música nativista com elementos indígenas e afrogaúchos

O Salão de Atos da UFRGS abrigará uma mudança de paradigma em relação à formação do gaúcho ideal criado por Barbosa Lessa e Paixão Côrtes há décadas em diversas obras. Com elementos que buscam romper com o machismo e a cultura hegemônica, corroborada pelo suporte irrestrito da mídia e de tradições impregnadas no cotidiano regional, como o uso das vestimentas (prenda e pilcha), Texo Cabral e Clarissa Ferreira fazem o concerto Pago Revisitado em 3 de outubro, às 20h, no auditório nobre da universidade.

Lembrando do esforço e da importância das mulheres, indígenas e afrogaúchos na construção da tradição nativista, embora esquecidos na criação do mito gaúcho, a dupla traz ao palco do Salão de Atos artistas de estilos diversos, desde o rap até artistas Mbya Guarani. “Na verdade, o espetáculo todo é uma homenagem aos esquecidos da cultura gaúcha. O Vherá Poty e o Batidão dos Garotos trarão instrumentos de percussão indígenas, mas usarão também o violão e o teclado. Eles já estão agregando novos instrumentos à cultura deles. Não há preconceito. Quem tem preconceito somos nós”, explica o flautista Texo Cabral.

Doutora em Etnomusicologia pela Unirio, Clarissa Ferreira retrata que o concerto apontará um debate também pelo viés ideológico. “A identidade criada para o gaúcho foi baseada na cultura das elites. Hoje, ela se reatualiza com o agronegócio. Não é uma questão de resgate histórico, mas uma questão ideológica. O gaúcho fala que é tão próximo da terra, mas o modo que a gente vê isso é a partir da dominação da natureza e dos animais. Uma forma insustentável, das monoculturas”, analisa a vocalista e violinista.

Para alcançar o objetivo proposto de serem vistos sob uma ótica diferente daquela presente na tradição hegemônica regional, Texo e Clarissa homenagearão também músicos negros do tradicionalismo. “Teremos composições do Giba Giba, um mestre da cultura afrogaúcha e do sopapo. Traremos elementos do maçambique [variação regional dos congados: uma celebração religiosa afro-brasileira na qual a devoção de certos santos católicos processa-se por meio de performances rituais de estilo africano, que incluem, nos cortejos, falas, cantos, danças e fabulações, conforme definição de Leda Martins (2003)] e dos quilombos”, define Clarissa. 

Falar de certos temas da cultura tradicionalista ou analisar sob outras óticas podem causar resistência a grupos mais conservadores no meio. Para Texo, no entanto, o debate não provocou maiores dissensões em seu círculo. “É claro que cada um tem uma visão. Mas ninguém teve reação negativa. No meio que eu ando, as pessoas são mais parecidas comigo do que a ideologia dominante. Foi muito legal.”

O repertório escolhido para o show tem músicas compostas por Zelito Ramos (Milonga de todos os lugares), Mário Barbará (Xote da Amizade), Paulo Ruschel (Homens de Preto), Texo Cabral (Milonguera), dentre outros artistas. A composição de uma das diretoras do espetáculo, Clarissa Ferreira, em Manifesto Líquido, trata da presença da mulher e do machismo na cultura gaúcha. O concerto terá participações especiais de B.Art, Lucas Ramos, Nina Fola, Vherá Poty e Zelito. Confira o elenco completo abaixo:

Elenco

Direção e curadoria
Clarissa Ferreira e Texo Cabral

Elenco
Clarissa Ferreira – voz e violino
Neuro Junior – violão
Luciano Maia – acordeom
Loma – voz
Pirisca Grecco – voz
Ricardo Arenhaldt – bateria e percussão
Texo Cabral – Voz e flauta
Tamiris Duarte – contrabaixo

Participações especiais
B.art – voz
Lucas Ramos – percussão
Nina Fola – sopapo e voz
Vherá Poty e Batidão dos garotos – vozes, guitarra e teclado
Zelito – rabeca, guitarra e voz

Serviço

Sobre:

Unimúsica – série a cidade que se vê, a cidade que se escuta
Concerto Pago Revisitado, com Clarissa Ferreira e Texo Cabral

Data: 03/10

Hora: 20h

Local: Salão de Atos da UFRGS (Av. Paulo Gama, 110, Porto Alegre-RS)

Realização: Departamento de Difusão Cultural da UFRGS

Parceria cultural: Fundação Médica do Rio Grande do Sul

Apoio:

  • Person Pianos
  • Sistema Fecomércio Sesc-RS
  • Pâtissier
  • Roger Lerina
  • Estação Filmes
  • Ospa – Orquestra Sinfônica de Porto Alegre
  • Panificadora Toda Vida
  • Revista Clandestina
  • Áudio Porto
  • Porta da Toca
  • Mesa Brasil-Sesc
  • UFRGS TV
  • Rádio Salve Sintonia
  • Casa Domo
  • Rádio da Universidade – UFRGS

Ingressos

Pontos de distribuição:

  • Centro Cultural da UFRGS: a partir de 30 de setembro das 9h às 18h
  • ILEA – Instituto Latino-Americano de Estudos Avançados: somente no dia 30/09 das 9h às 17h

Valor: 1kg de alimento não-perecível por ingresso retirado (máximo de duas entradas por pessoa)

Mais informações: ligia@difusaocultural.ufrgs.br ou 51-33083933

Deixe uma resposta

X