A Unidade

A história da Faculdade de Veterinária da UFRGS começou antes mesmo de sua criação. No início do século XX pouquíssimos cursos que conhecemos hoje existiam como entidades próprias e a Medicina Veterinária é um desses exemplos. Nossa origem advém de um curso que poucas pessoas iriam cogitar, a Engenharia.No longínquo ano de 1910 é criado o Instituto de Agronomia e Veterinária da Escola de Engenharia de Porto Alegre.

Neste período surgia a necessidade de formar profissionais qualificados em áreas de conhecimento além das tradicionais Medicina, Direito e Engenharia.  Depois de alguns anos, em 1923, surge oficialmente o curso de Veterinária, formando seus primeiros alunos em 1926. Tal acontecimento foi marcante pois nosso curso fora o segundo em todo o território brasileiro a entrar em atividade, estando atrás apenas do Instituto de Veterinária da UFRRJ. Em 1934, surge pela primeira vez a Escola de Agronomia e Veterinária, com a criação da Universidade de Porto Alegre. Este foi o primeiro momento onde Agronomia e Veterinária ganharam autonomia em relação ao curso de Engenharia.

No ano de 1949 ao incorporar unidades de ensino superior de Pelotas e Santa Maria a Universidade de Porto Alegre transformou-se na Universidade do Rio Grande do Sul, num esforço em criar uma instituição que fosse a marca do nosso estado. O aniversário de 40 anos da Escola de Agronomia e Veterinária se deu no mesmo ano em que a URGS juntou-se ao sistema federal de educação do Brasil. Neste período Porto Alegre ainda era uma cidade provinciana, com transporte precário e de difícil acesso em qualquer região afastada do Centro Histórico. A pavimentação e as linhas de bonde existiam apenas até o Hospital São Pedro. A partir deste ponto a única forma de acesso era a então chamada Estrada Mato Grosso, que se tornou a atual Avenida Bento Gonçalves. Existia apenas um ônibus disponibilizado a levar alunos, no início e no final dos turnos de aulas, da região central da cidade até a Escola de Agronomia e Veterinária, devido a isto muitos estudantes decidiam morar na própria Escola.

 

Uma das datas mais importantes e revolucionárias para o curso de Veterinária foi 14 de Abril de 1956, data em que ocorreu a inauguração do Hospital  de Clínicas Veterinárias.

  

 

Um dos elementos mais vitais e que diferenciam nosso curso de tantos outros que existem atualmente. Após sua inauguração o HCV serviu como base do então curso de Medicina Veterinária, apesar deste ainda possuir vínculo administrativo com a Escola de Agronomia e Veterinária. No ano de 1958 o HCV recebeu, diretamente da Alemanha, o Clinomobil, veículo-ambulância totalmente equipado e capaz de trafegar em estradas sem pavimentação. Tal característica era determinante o campus AgroVet estava além dos “limites” da cidade de Porto Alegre. A bordo do Clino, alunos e professores prestavam atendimento por todo o estado gaúcho numa época onde a agropecuária do estado estava necessitando de cada vez mais investimentos e atenção e esta tarefa coube a FAVET pois na época o curso de Veterinária da URGS era o único em atividade no estado Gaúcho.

  
Em 1968 teve início um processo histórico para nossa faculdade. Após uma reestruturação na universidade, a URGS passou a chamar-se Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Em razão desse ambiente de mudanças na instituição iniciou-se a separação do curso de Veterinária da co-irmã Agronomia.

Este processo oficializou-se em 1º de setembro de 1971, quando pela primeira vez na história a Medicina Veterinária passou a ser mais uma unidade autônoma da UFRGS. Esse momento fora determinante na história do curso pois, percebendo a necessidade de associar ensino, pesquisa e extensão ocorreram mudanças no ensino na FAVET.

Teve início a disciplina de Doenças Parasitárias, ministrada pelo Professor Pedro Cabral Gonçalves, que no ano de 1969 representaria o início do que viria a ser o embrião do Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Veterinária, um marco na história do curso. Este ano comemoraremos os 95 anos da Faculdade de Veterinária e os 62 anos do HCV. Mais uma página na história de uma instituição quase centenária e que marcou e marca a história do nosso estado e do Brasil.