Esteatose hepática

– Esteatose hepática ou degeneração gordurosa do fígado é a condição na qual ocorre acúmulo de triglicerídeos dentro dos hepatócitos (Robbins & Cotran, 2015).

– O fígado é o principal órgão envolvido no metabolismos das gorduras, mas a esteatose também pode ocorrer no coração, no músculo e nos rins.

– Causas: toxinas (álcool), desnutrição proteica, diabetes mellitus, obesidade e anoxia.

– A esteatose hepática pode ser dividida em macrogoticular e microgoticular.

Exemplos de estaeatose hepática macrogoticular:

– A doença hepática não-alcoólica é definida como esteatose macrogoticular associada a diebtes mellitus tipo 2 e obesidade, na ausência de ingestão alcóolica maior que 20 mg/dia. Manifesta-se por esteatose, esteato-hepatite, cirrose e raramente, carcinoma hepatocelular. A esteatose resulta de desequilíbrio entre a captação de gorduras, sua oxidação e exportação.

– O álcool é oxidado a acetaldeído no fígado pela desidrogenase alcoólica, pelo sistema do citocromo P-450, além da catalase (menos importante). O acetaldeído é convertido a acetato pela mitocôndria e utilizado na cadeia respiratória. A oxidação do álcool depleta NAD, levando ao acúmulo de gordura no hepatócito e à acidose metabólica.

– A estateose hepática alcóolica é identificada frequentemente em pacientes que consomem grandes quantidades de etanol (mais de 6 drinques/dia). Ela ocorre não apenas pela má nutrição associada ao alcoolismo, mas também pela hepatotoxicidade  direta do álcool.

– Os lipídios são dissolvidos pelo processamento histológico do tecido, restando  vacúolos claros intracitoplasmáticos que deslocam o núcleo e demais organelas para a periferia da célula.

– A esteatose se caracteriza pelo acúmulo de grandes vacúolos de gordura (macrogoticular), mais proeminente nas regiões centrolobulares. Em casos severos pode envolver todo o lóbulo.

 

estato1
Fígado, HE 10X.

Observe, na imagem acima, as áreas claras correspondendo a zonas de hepatócitos estatóticos, localizadas predominantemente na zona centrolobular.

estato2
Fígado, HE 50X.

 

estato3
Fígado, HE 50X.

 

 

Observe acima e abaixo os hepatócitos com citoplasmas ocupados por grandes vacúolos claros que deslocam os núcleos para a periferia da célula.

esteato5
Fígado, HE 100X.

Leia mais

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC2387293/

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/15670660

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/15763228