Nicolas de Staël

O pintor russo e nacionalizado francês Nicolas de Staël nasceu em 05 de janeiro de 1914.

A família de Staël emigrou para a Polônia em 1919 durante a Revolução Russa. Assim, ele estudou arte na Académie royale des beaux-arts, em Bruxelas (1932). 

Teve durante sua carreira, pinturas abstratas influenciadas por Georges Braque, influências cromáticas de Matisse, trabalhos em colagem com papel colorido e, a partir de meados da década de 50, a sua linguagem adquire aspecto mais figurativo. Passou então a cruzar o estilo abstrato com formas representativas. 

Em meio a tempos historicamente difíceis, o pintor perde sua primeira esposa Jeannine em fevereiro de 1946 por complicações causadas pela desnutrição. Considera-se que o sucesso do trabalho de Staël chegou tarde, bem como ocorreu a tantos outros artistas, lamentavelmente. 

Por curiosidade, no ano de 2019 seu monumental “Parc des Princes”, de 1952 e 2,5 x 3 m foi leiloado pela casa de leilões Christie’s e arrematado por um colecionador particular por 20 milhões de euros. É o valor mais alto pago por um trabalho de Staël até o momento e a tela representa um jogo de futebol noturno.

Nicolas de Staël suicidou-se em Antibes em 16 de março de 1955.

Obviamente a trajetória do pintor vai muito além do apresentado neste post e, para saber mais sobre sua vida e obra (e também treinar um pouquinho de leitura em francês), o e-book “Nicolas de Staël, de Tom Parsons e Karin Py, publicado em 2008 e disponível na coleção de livros eletrônicos assinados pela UFRGS. Acesso via Sabi+

Boa leitura!