Pesquisadora das Artes Cênicas investiga práticas para uma cena acessível

Apresentação da cia Gira Dança, um dos grupos pesquisados- Foto: bruno Martins/FB Cia Gira Dança

Ciência 1080 traz entrevista com Marcia Berselli autora da pesquisa “Abordagens à cena inclusiva: princípios norteadores para uma prática cênica acessível”

Arte e acessibilidade é o mote da pesquisa de Marcia Berselli, intitulada “Abordagens à cena inclusiva: princípios norteadores para uma prática cênica acessível”. A partir da observação de grupos que incluem pessoas com e sem deficiência, a pesquisadora buscou por práticas cênicas que possibilitem a interação desses artistas, e para que atuem como agentes efetivos de criação artística.

A tese de doutorado foi apresentada junto ao Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas do Instituto de Artes. Em entrevista ao Ciência 1080, Márcia conta como realizou a pesquisa, fala da necessidade de transgressão da construção social da deficiência a aponta alguns princípios e práticas para uma cena acessível. Também comenta do “Grupo de Pesquisa Teatro Flexível: práticas cênicas e acessibilidade”, originado a partir de sua pesquisa, projeto que ela desenvolve hoje como docente da Universidade Federal de Santa Maria.

O Ciência 1080, espaço do Jornal da UFRGS que aborda as pesquisas realizadas na Universidades e suas contribuições para a sociedade, pode ser acessado no player abaixo. Esta e outras edições estão disponíveis no site da Rádio da Universidade, no Lúmina Podcasts e nas principais plataformas de áudio. O programa é produzido pelo Departamento de Jornalismo da Rádio da Universidade, em parceria com a Assessoria de Imprensa da UFRGS. Edição e entrevista de Mariane Quadros.

Acesse a entrevista no Jornal da UFRGS

Fonte: http://www.ufrgs.br/ufrgs/noticias/pesquisadora-das-artes-cenicas-investiga-praticas-para-uma-cena-acessivel