Sobre a ABRAPT

Associação Brasileira de Pesquisadores em Tradução (ABRAPT)

Criada em 03 de abril de 1992, em Campinas, a ABRAPT surgiu durante o encontro do grupo Regional de Trabalho de Tradução da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Letras e Linguística (ANPOLL). Portanto, neste ano, completou 28 anos de existência, constituindo-se como uma associação de caráter científico, sem fins lucrativos, que congrega professores universitários, alunos de graduação, pós-graduação e pesquisadores das áreas de tradução e interpretação.

Entre os objetivos elencados em seu estatuto estão: congregar pesquisadores de tradução de todo o Brasil e promover ­­aproximação eficiente entre os associados de maneira a permitir e incentivar a participação de todos nos trabalhos pertinentes à área de tradução; promover aproximação entre associados e os responsáveis pela estrutura educacional do país e as agências financiadoras para que sejam ouvidos quando do estudo e discussão de todos os assuntos atinentes às atividades tradutórias e, particularmente, às pesquisas relacionadas à área; propiciar a organização de conferências, publicações, cursos, congressos e promover contatos e intercâmbios com associações congêneres no país e no exterior.

Seu primeiro presidente foi Mário Laranjeira (USP, 1992-1996) e sua vice-presidente Rosemary Arrojo (UNICAMP). Na sequência, a presidência foi assumida por João Azenha (USP, 1996-1999), John Milton (USP, 1999-2001), Stella Tagnin (USP, 2002-2004), Fábio Alves (UFMG, 2005-2007), José Luiz Gonçalves (UFOP, 2007-2010), Walter Costa (UFSC, 2010-2013), Marileide Dias Esqueda (UFU, 2014-2016) e Roberto Carlos de Assis (UFPB, 2016-2018). Atualmente, a presidente é Rozane Rebechi (UFRGS) e o vice-presidente Vinicius Martins (UFRGS). Destaca-se que a diretoria atual é composta por membros de diferentes universidades brasileiras, especialmente do Rio Grande do Sul: Cristiane Kilian (1ª. tesoureira, Centro de Estudos Europeus e Alemães PUC-UFRGS), Luciane Leipnitz (2ª. tesoureira, UFPEL), Andrea Kahmann (1ª. secretária, UFPEL), Mônica  Stefani (2ª. secretária, UFSM) e Márcia Moura (organização de eventos, UFRGS). O conselho fiscal está constituído por Cleci Bevilacqua (UFRGS), Monique Pfau (UFBA) e Patrícia Reuillard (UFRGS).

Uma das realizações mais significativas da associação é a organização do Encontro Nacional de Tradutores (Entrad), iniciado em 1975, muito antes da criação da associação, na PUC-Rio. O evento foi coordenado por Maria Cândida Bordenave e Affonso Romano de Sant’ana. Dez anos depois, em 1985, foi organizada sua segunda edição, novamente na PUC-Rio; em 1987, o terceiro encontro ocorreu na UFRGS e o IV, em 1991, na USP. A partir do V encontro (UFBA, 1994), a ABRAPT assume a responsabilidade de organizar o evento. Os eventos seguintes ocorreram em Fortaleza (UFC, 1996), São Paulo (USP, 1998), Belo Horizonte (UFMG, 2001), Fortaleza (UECE, 2004), Ouro Preto (UFOP, 2010), Florianópolis (UFSC, 2013), Uberlândia (UFU, 2016) e João Pessoa (UFPB, 2019). A partir do VII encontro (USP, 1998), começaram a ser realizados conjuntamente os encontros internacionais de tradutores. O XIV Encontro Nacional de Tradutores e o VIII Encontro Internacional de Tradutores serão sediados em Porto Alegre (UFRGS/CDEA), em 2022.

Tradução em Libras: Ângelo Collioni