Laboratório de Conodontes e Foraminíferos

Um pouco de nossa história

No início da década de 1980 o Programa de Pós-Graduação em Geociências recebeu a visita do Prof.Dr. Mario Hunicken da Universidade de Córdoba na Argentina que ministrou um curso intensivo sobre a aplicação bioestratigráfica dos conodontes. Esse evento marcou o início da pesquisa dos conodontes na UFRGS com a definição do tema de dissertação de mestrado da Profa. Valesca Brasil Lemos em amostras de estratos ordovicianos da Argentina, provindas da Formação San Juan, criando-se, então, o embrião do Laboratório de Microfósseis Conodontes na UFRGS.  

Os Conodontes, até o final da década de 1970, eram mencionados somente em dois ou três resumos de congressos. Sabia-se que, por sua distribuição estratigráfica e de seus requerimentos por climas mais amenos, deveriam ser encontrados em sedimentos de mares do Paleozoico ao Triássico. Desta forma, sedimentos das bacias paleozoicas do norte do Brasil abrigariam os estratos mais favoráveis à sua pesquisa.  Surgiram então os projetos de trabalho em parceria com a PETROBRÁS e a possibilidade de utilização de amostras dos poços por ela perfurados em tais bacias. 

As pesquisas que se seguiram em dissertações de Mestrado, teses de Doutorado, realizadas no Programa de Pós Graduação em Geociências da UFRGS e os projetos de pesquisa contratados pela Petrobrás com o Instituto de Geociências da UFRGS, determinaram o surgimento do Laboratório de Microfósseis Conodontes, no Departamento de Paleontologia e Estratigrafia da UFRGS, com a inclusão de pesquisadores e bolsistas de diferentes categorias. 

Hoje o laboratório conta com docentes, pesquisadores, alunos de pós-graduação e graduação, em diferentes projetos de pesquisas, com diversos temas além da bioestratigrafia, paleoecologia, paleobiogeografia, tafonomia, quimioestratigrafia e modelagem 3D em conodontes.

Responsáveis:

Dra. Ana Karina Scomazzon (akscomazzon@ufrgs.br)

Contato:

Telefone: (51) 3308-6391