Alemães e austríacos no RS

Recomenda-se consultar também:

FOCHESATTO, Cyanna Missaglia de, RAMOS, Rosangela Cristina Ribeiro, GERTZ, René E. Bibliografia sobre a imigração e colonização alemã no Rio Grande do Sul. Disponível em: http://renegertz.com/arquivos/baixar/index.php?arquivo=bibliografia-imigracao-colonizacao-alema-rs.pdf. Acesso em 08/03/2014.

ALTMANN, Lori. Memória, identidade e um espaço de conflito. A comunidade de Nova Teutônia no contexto de disputa por terra com uma comunidade indígena. Doutorado em Teologia. Escola Superior de Teologia, EST. 2007.

ALVES, Eliege Moura. Presentes e Invisíveis. Escravos em Terras de Alemães. São Leopoldo: 1850-1870. Mestrado em História. Universidade do Vale do Rio dos Sinos, UNISINOS. 2004.

Anais do 2° Simpósio de História da Imigração Alemã no Rio Grande do Sul. (2.: 1976: São Leopoldo) São Leopoldo: [s.n.], 1976. [BSCSH/UFRGS]

Anais do 4° Simpósio de História da Imigração Alemã no Rio Grande do Sul. (4.: 1980: São Leopoldo) São Leopoldo: Instituto Histórico de São Leopoldo, 1987. [BSCSH/UFRGS, CENTRAL/PUCRS, UCS]

Anais do 5° Simpósio de História da Imigração Alemã no Rio Grande do Sul. (5.: 1982: São Leopoldo). São Leopoldo: [s.n.], 1982. [CENTRAL/PUCRS]

Anais do 6° Simpósio de História da Imigração Alemã no Rio Grande do Sul. (6.: 1984: São Leopoldo). São Leopoldo: [s.n.], 1984. [CENTRAL/PUCRS]

Anais do Seminário de História, comemorativo do centenário da imigração italiana, Rio Grande do Sul 1875-1975. PUC – RS. 2 exemplares. [NPH/UFRGS]

Anais do Simpósio de História da Imigração Alemã no Rio Grande do Sul. (1.: 1974: São Leopoldo) São Leopoldo: Governo do Estado do Rio Grande do Sul, 1974. [BSCSH/UFRGS, CENTRAL/PUCRS, UCS]

Anais do Simpósio de História da Imigração e Colonização Alemãs no Rio Grande do Sul. Campo Bom: Caeté, 1994. [BSCSH/UFRGS]

AQUINO, Ivânia Campigotto. A representação da etnia alemã no romance sul-rio-grandense. Passo Fundo: Ed. da Universidade de Passo Fundo, 2007. [BSCSH/UFRGS]

ARENDT, Isabel C.; WITT, Marcos Antonio; SCHNEIDER, C. S. (Orgs.). Entre vales e serras: fronteiras. Anais do IX Seminário Nacional de Pesquisadores da História das Comunidades Teuto-Brasileiras. São Leopoldo/RS: Casa Leiria, 2008. v. 1.

ARENDT, Isabel C. Um periódico para as escolas alemãs no exterior e a tradução cultural de e(i)migrantes na América Latina. In: Ismênia de Lima Martins; Alexandre Hecker. (Org.). E/imigrações: questões e inquietações. 1ed. São Paulo – SP: Expressão & arte editora, 2013.

ARENDT, Isabel Cristina. Representações de Germanidade, Escola e Professor na Allgemeine Lehrerzeitung Für Rio Grande do Sul [Jornal Geral Para O Professor No Rio Grande Do Sul]. São Leopoldo, 2005. Tese (Doutorado em História). [UNISINOS].

ARENDT, Isabel Cristina. Representação do colono teuto-brasileiro católico através da negação do outro nos escritos de Pe. Balduino Rambo, S.J. 1998. 173 f. Dissertação (Mestrado) — Universidade do Vale do Rio dos Sinos, Centro de Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em História

BALLER, Gisele Inês. Espaços de memória e construção de identidades: estudo de dois casos na região de colonização alemã no RS. 2008. [BSCSH/UFRGS]

BARBOSA, Fidélis Dalcin. Luís Bugre: o índigena diante dos imigrantes alemães. Porto Alegre: Escola Superior de Teologia São Lourenço de Brin, 1977.

BONOW, Imgart Grutzmann. Os anuários em língua alemã no Rio Grande do Sul de 1874 a 1941. Letras de Hoje. Porto Alegre, n. 91 (mar. 1993), p. 75-86. [BSCSH/UFRGS, CENTRAL/PUCRS]

BONOW, Stefan Chamorro. A desconfiança sobre as comunidades germânicas de Porto Alegre durante a Primeira Guerra Mundial: cidadãos leais ou retovados? 2011. 394 f. Tese (Doutorado em História) – Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2011. Disponível em: <http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/2380>. Acesso em: 02/10/2015.

BRANDALISE, Carla. Camisas-Verdes: o Integralismo no sul do Brasil. Acervo: revista do Arquivo Nacional. V. 10, n. 2 (jul./dez. 1997). Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 1998. p. 17-36.

BÜHLER, Pedro Ernesto. A Casa do Imigrante Alemão no Sul do Brasil: Sonho e Técnica. 2001. Dissertação (Mestrado em História) – Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

BUSSE, Valdino. A práxis pastoral entre os imigrantes alemães e seus descendentes na região noroeste do Rio Grande do Sul. 2009. 69 f. Dissertação (Mestrado em Teologia) – Escola Superior de Teologia, São Leopoldo, 2009. Disponível em: <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&co_obra=188197>. Acesso em: 03/10/2015.

CORREA, Sílvio Marcus de Souza. Narrativas sobre o Brasil alemão ou a Alemanha brasileira: etnicidade e alteridade através da literatura de viagem. Anos 90. (UFRGS), Porto Alegre, v. 12, p. 227-270, 2005.

COSTA, Miguel Ângelo Silva. Confrontos e Encontros: o caso de migrantes afro-brasileiros e seus descendentes em uma cidade de colonização alemã no Rio Grande do Sul. In: Anais do Seminário Internacional: Leituras e Interpretações da Imigração na América Latina, 2004, São Leopoldo/RS.

CUNHA, Jorge Luiz da (Org.). Cultura alemã – 180 anos (1824-2004). Nova Prata, RS: Bilíngüe, 2004. v. 1. 324 p.

CUNHA, Jorge Luiz da; GÄRTNER, Angélica (orgs.). Imigração Alemã no Rio Grande do Sul: História, Linguagem e Educação. Santa Maria: Editora da UFSM, 2003. [EDU/UFRGS, UFSM]

DACANAL, José Hildebrando, GONZAGA, Sérgius. RS: imigração & colonização 2 ed. Porto Alegre: Mercado Aberto, 1992. [ECO/UFRGS, CENTRAL/PUCRS, UCS]

DESAULINIERS, Julieta Beatriz Ramos. Trabalho e socialização na colônia alemã de São Leopoldo (1824 – 1846). 1984. Dissertação (Mestrado em História). PUCRS, Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas.

DILLENBURG, Sérgio R. Tempos de incerteza (discriminação alemã).  Porto Alegre: EST, 1995. [EDU/UFRGS, CENTRAL/PUCRS]

DREHER, Martin N. 190 anos de imigração alemã no Rio Grande do Sul: esquecimentos e lembranças. São Leopoldo/RS: OIKOS, 2014. v. 01. 248 p .

DREHER, Martin N. Degredados de Mecklenburg-Schwerin e os primórdios da imigração alemã no Brasil. São Leopoldo/RS: Oikos, 2010. v. 1.

DREHER, Martin N. Wilhelm Rotermund: pastor luterano – pensador teuto-brasileiro. Anuário Evangélico, São Leopoldo, v. 27, n.único, p. 117-127, 1997.

DUDEK, Wanilton Tadeu. Política, repressão e nacionalismo: o cotidiano da comunidade alemã no Vale do Iguaçu durante a Era Vargas. 2012. 128 f. Dissertação (Mestrado em História) – Universidade de Passo Fundo, Passo Fundo, 2012. Disponível em: <https://secure.upf.br/tede/tde_busca/arquivo.php?codArquivo=720>. Acesso em: 03/10/2015.

FLORES, Hilda Agnes Hübner. Alemães na guerra dos farrapos. 2. ed. Porto Alegre: Edipucrs, 2008. v. 1. 112p .

FLORES, Hilda Agnes Hübner. Canção na comunidade teuto-brasileira. 1979. Dissertação (Mestrado em História) – Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

FORTES, Alexandre. Nós do Quarto Distrito. A classe trabalhadora porto-alegrense e a Era Vargas. Caxias do Sul: Educs; Rio de Janeiro: Garamond, 2004. (Cap. 5)

FROEMMING, Angela Brandalise. Migração e Identidade: Formação de Comunidades Evangélicas nas Colonizações Mistas de Três de Maio, Horizontina e Dr. Maurício Cardoso no Século XX. Dissertação de Mestrado. Escola Superior de Teologia. 2009.

GAELZER, Vejane. Construções imaginárias e memória discursiva de imigrantes alemães no Rio Grande do Sul. 2012. 318 f. Tese (Doutorado em Letras) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2012. Disponível em: <http://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/55984>. Acesso em: 19/09/2015.

GANS, Magda Roswita. Presença Teuta em Porto Alegre no século XIX (1850-1889). Porto Alegre: Editora da UFRGS/ANPUH/RS, 2004.

GERHARDT, Marcos. Estado, estancieiros, caboclos e colonos modificam o ambiente: a História da Colônia Ijuhy (1850-1930). Dissertação (Mestrado em História). Londrina: UEL, 2002.

GERTZ, René Ernaini. A Alemanha e os teuto-brasileiros. In: Sociologia, pesquisa e cooperação: Achim Schrader. Porto Alegre: Ed. da UFRGS, 2003. p. 115-128. [BC/UFRGS, BSCSH/UFRGS]

GERTZ, René Ernaini. Cultura operária no Rio Grande do Sul: o caso dos operários alemães em Porto Alegre. In: SOCIEDADE BRASILEIRA DE PESQUISA HISTÓRICA, Anais da VI Reunião, São Paulo, 1987.

GERTZ, René Ernaini. O aviador e o carroceiro: politica, etnia e religião no Rio Grande do Sul dos anos 1920. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2002. 270 p.

GEVEHR, Daniel Luciano. Pelos caminhos de Jacobina: memórias e sentimentos (res)significados. Doutorado em História. Universidade do Vale do Rio dos Sinos, UNISINOS. 2007.

GONÇALVES, Dilza Pôrto. A memória na construção de identidades étnicas: um estudo sobre as relações entre “alemães” e “negros” em Canguçu. 2008. 146 f. Dissertação (Mestrado em História) – Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2008. Disponível em: <http://repositorio.pucrs.br/dspace/handle/10923/3996. Acesso em: 16/09/2015.

GREGORY, Valdir. Capitalismo, latifúndio, migrações: a colonização do período republicano no Rio Grande do Sul. Zona Norte e região da Grande Santa Rosa. PUCRS. Dissertação de Mestrado em História. 1988.

HAISKE, André. Imigrantes austríacos no município de Ijuí: relato da imigração por Ludwig Streicher. Trabalho de Conclusão de Graduação. Curso de Graduação em História, Universidade Federal de Santa Maria, 2017.

HELLMANN, Oswaldo. A Identidade teuto-russo-brasileira através de elementos culturais e educacionais resgatados entre os imigrantes do Alto Uruguai Rio-Grandense. 1991. 142 f. Disertação (Mestrado) – Curso de Educação, UFRGS, Porto Alegre, 1991. São Leopoldo.

HILLEBRAND, Márcia. Cantos tradicionais: uma leitura da cultura germânica. Dissertação de Mestrado em Letras e Cultura Regional. Universidade de Caxias do Sul. 2006. [sobre Nova Petrópolis]

HUNSCHE, Carlos H. O Biênio 1824/25 da imigração e colonização alemã no Rio Grande do Sul: (Província de São Pedro). Porto Alegre: A Nação, 1975. [ARQ/UFRGS, BSCSH/UFRGS]

HUNSCHE, Carlos Henrique. O ano 1826 da imigração e colonização alemã no Rio Grande do Sul (Província de São Pedro). Porto Alegre: Metrópole, 1977. [BSCSH/UFRGS]

HUNSCHE, Carlos Henrique. O quadriênio 1827-1830 da imigração e colonização alemã no Rio Grande do Sul.  Porto Alegre: G&W, 2004. [BSCSH/UFRGS]

IMBERGER, Eliane Terezinha dos Santos. Neu-Württemberg: uma colônia alemã no século XX (RS). 2005. 97 f. Dissertação (Mestrado em História) — Universidade de Passo Fundo.

KOLB, Marianne. Análise fenomenológico-existencial de professores de língua alemã de Porto Alegre. São Paulo, 1995. Dissertação de mestrado. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, USP, 1995. [FFLCH/USP]

KOLLING, Nilo Bidone. Educação e escolas em contextos de imigração pomerana no sul do Rio Grande do Sul – Brasil. 2000. Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade Federal de Pelotas.

KREUTZ, Lúcio. Das Schulbhuch (O livro escolar), 1917-1938. Um periódico singular para o contexto da imprensa pedagógica no período. História da Educação (UFPel), v. 23, p. 193-218, 2008.

KREUTZ, Lúcio. Literatura escolar dos imigrantes alemães no Rio Grande do Sul: a representação de educação e processo identitário. Estudos Leopoldenses. São Leopoldo, v. 32, n. 147 , p. 73-83, 1996.

LINK, Rogério Sávio. Luteranos em Rondônia: o processo migratório e o acompanhamento da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil (1967-1987). São Leopoldo: Sinodal, 2004.

LINK, Rogério Sávio. Especialistas na Migração: Luteranos na Amazônia, o processo migratório e a formação do Sínodo da Amazônia 1967-1997. Tese de Doutoramento. São Leopoldo: Faculdades EST/PPG, 2008. Disponível em: < http://tede.est.edu.br/tede/tde_busca/arquivo.php?codArquivo=79>. Acesso em: 08/10/2015.

MALTZAHN, Paulo César. A construção da Identidade Étnica teuto-brasileira em São Lourenço do Sul (década de 1980 até os dias atuais). Tese (Doutorado em História) – Universidade Federal de Santa Catarina. 2011.

MAUCH, Cláudia, VASCONCELLOS, Naira. Os alemães no sul do Brasil: cultura, etnicidade, história. Canoas: Editora da ULBRA, 1994. [BSCSH/UFRGS, EDU/UFRGS]

MAZO, Janice. A emergência e a expansão do associativismo desportivo em Porto Alegre – Brasil (1867-1945): espaço de representações da identidade cultural teuto-brasileira. Porto (Portugal), 2003. Tese (Doutorado em Ciência do Desporto) – Universidade do Porto.

MELLO, Eliane de. “Esses alemão têm que se convencer que não mandam mais na cidade…”: relações entre sociedade receptora e (i)migrantes em Panambi na década de 1970. 2006. 257 f. Dissertação (Mestrado) — Universidade do Vale do Rio dos Sinos, Programa de Pós-Graduação em História

MEYER, Dagmar Elisabeth Estermann. Cultura teuto brasileira-evangélica no Rio Grande do Sul: articulando gênero com raça, classe, nação e religião. In: Educação e Realidade. V.25, n.1. Porto Alegre: UFRGS/FACED, 2000.

MEYER, Dagmar Elisabeth Estermann. Identidades Traduzidas. Cultura e docência teuto-brasileiro-evangélica no Rio Grande do Sul. Doutorado em Educação. Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS. 1999.

MOEHLECKE, Germano Oscar. Os imigrantes alemães e a revolução farroupilha.  São Leopoldo: Universidade de Caxias do Sul, 1986. [BSCSH/UFRGS]

MOMBACH, Clarissa Kristen. A representação da cultura brasileira teuto-gaúcha na literatura sul-rio-grandense contemporânea. 2008. [BSCSH/UFRGS]

MOTTER, Ana Elisete. As relações entre as bancadas teuta e luso-brasileira na Assembléia Legislativa Provincial Rio-Grandense (1881 – 1889). 1998. Dissertação (Mestrado em História). Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

MÜLLER, Telmo (org.). Anais do 3° Simpósio de História da Imigração Alemã no Rio Grande do Sul. Porto Alegre: EST, 1980. [CENTRAL/PUCRS]

MÜLLER, Telmo L. (org.). Anais do 10° Simpósio de História da Imigração e Colonização Alemãs no Rio Grande do Sul. (10.: 1992: São Leopoldo) Nacionalização e imigração alemã. São Leopoldo: Ed. da UNISINOS, 1994.

MULLER, Telmo Lauro (org.). Imigração e colonização alemã. Porto Alegre: EST, 1980. [CENTRAL/PUCRS]

NEUMANN, Gerson Roberto. A Muttersprache (língua materna) na obra de Wilhelm Rotermund und Balduino Rambo e a construcão de uma identidade cultural híbrida no Brasil. Mestrado em Letras (Ciência da Literatura). Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, 2000.

NEUMANN, Rosane Márcia. “Quem nasce no Brasil, é brasileiro ou traidor!”: as colônias germânicas e a Campanha de Nacionalização. Dissertação de Mestrado. UNISINOS, 2003.

NEUMANN, Rosane Marcia. Uma Alemanha em miniatura: o projeto de imigração e colonização étnico particular da Colonizadora Meyer no noroeste do Rio Grande do Sul (1897-1932). Doutorado em História. Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, PUCRS. 2009.

PÁDUA, Jorge Hage. Germanidade, Luteranismo e Catolicismo: uma reflexão acerca das relações de sobrevivência e dependência entre a religião e a cultura teuto-brasileira no Rio Grande do Sul (1824 – 1924). 2000. Dissertação ( Mestrado em Teologia e História). Escola Superior de Teologia.

PAZ, Ivoni Nör. Nova Petrópolis: da submissão à rebeldia. Os atribulados caminhos de uma comunidade de imigrantes. (1858 – 1937). 1990.  Dissertação (Mestrado em História). Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

PICCOLO, Helga I. L. Alemães e Italianos no Rio Grande do Sul: fricções inter-éticas e ideológicas no século XIX. In: Fondazione Guiovanni Agnelli. (Org.). A Presença Italiana no Brasil. Torino: Escola Superior de Teologia, 1990, v. II, p. 577-593.

PICCOLO, Helga I. L.. Imigração Alemã e Construção do Estado Nacional Brasileiro: Rio Grande do Sul, século XIX. Acervo: revista do Arquivo Nacional. v. 10, n. 2, jul./dez. 1997. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 1998. p. 165-178.

PORTO, Aurélio. O trabalho alemão no Rio Grande do Sul. Porto Alegre: Stª Terezinha, 1996. [CENTRAL/PUCRS, UCS, UNISC]

PRUTSCH, Ursula. A emigração dos austríacos para o Brasil (1876-1938). Brasília: Embaixada da Áustria no Brasil. 2011. mimeo

RADÜNZ, Roberto. A Terra da Liberdade: o protestantismo luterano em Santa Cruz do Sul no século XIX. Tese (Doutorado em História) – Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. 2003.

RADÜNZ, Roberto. A Terra de Deus: a relação do colono alemão com a propriedade e sua legitimação no discurso religioso. Coletânea CCHA-Cultura e Saber. Caxias do Sul, v. 1, n. 1, p. 101-109. 1997.

RAMBO, Arthur Blásio. A escola comunitária teuto-brasileira. São Leopoldo: Ed. da UNISINOS, 1994.

RAMBO, Arthur Blásio. Teuto-argentino, teuto-brasileiro e teuto-chileno: identidades em debate. Estudos Ibero-Americanos. PUCRS, v. XXXI, n. 1, 2005, p. 201-222.

RAMBO, Pe. Balduíno. A imigração alemã.  In: BECKER, Klaus (org.), Enciclopédia Rio-grandense.  2 ed. Porto Alegre: Sulina, 1968. v. 1 (O Rio Grande Antigo).

RAMOS, Eloisa Helena Capovilla da Luz. Gesangvereine, uma marca da identidade étnica teuto-brasileira. In: XVI Reunião Anual da SBPH, 1996, Curitiba. Anais da XVI Reunião Anual da SBPH, 1996.

RAMOS, Eloisa Helena Capovilla da Luz. Identidade étnica teuto-brasileira: Gesangvereine. Vidya (Santa Maria), Santa Maria, v. 25, p. 55-65, 1996.

RAMOS, Eloisa Helena Capovilla da Luz. O teatro da sociabilidade: um estudo dos clubes sociais como espaço de representação das elites urbanas alemãs e teuto-brasileiras – São Leopoldo. 1850/1930. 276 f. Tese (Doutorado) — Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Programa de Pós-Graduação em História. 2000.

REINHEIMER, Dalva Neraci. As colônias alemãs, rios e Porto Alegre: estudo sobre imigração alemã e navegação fluvial no Rio Grande do Sul (1850-1900). 1999. 159 p. Dissertação (Mestrado) — Universidade do Vale do Rio dos Sinos, Centro de Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em História

RELLY, Eduardo. Floresta, Capital Social e Comunidade: Imigração e as Picadas Teuto-brasileiras (1870-1920). 2013. Dissertação (Mestrado em Ambiente e Desenvolvimento) – Centro Universitário Univates. [Picada Felipe Essig, localizada no município de Travesseiro/RS]

ROCHE, Jean. A colonização alemã e o Rio Grande do Sul.  Porto Alegre: Globo, 1969 [1962]. 2v. [BSCSH/UFRGS, CENTRAL/PUCRS, UCS, UNISC]

ROCKENBACH, Sílvio Aloysio. Imigração alemã: 180 anos história e cultura.  Porto Alegre: CORAG, 2004. [BSCSH/UFRGS]

SALAMONI, Giancarla. A imigração alemã no Rio Grande do Sul: o caso da comunidade pomerana de Pelotas. História em Revista. Núcleo de documentação Histórica. Instituto de Ciências Humanas. Universidade Federal de Pelotas – Pelotas, 2001. Vol. 7, n 1, dez. 2001. [BSCSH/UFRGS, UCS, UNISC]

SCHAFER, Neli. Vida cotidiana e identidade étnica teuto-brasileira (1947-1961).  1995. 333 p.

SCHERER, Ana Regina. Ambiente cultural e patrimonial da cidade, um testemunho de identidade – estudo de caso: bairro de Hamburgo Velho. 1993. Dissertação (Mestrado em História). Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

SCHNEIDER, Ivo Alberto. Funções sociais da habitação e sua diferenciação em populações de etnia alemã e italiana. Revista de Ciências Sociais. Porto Alegre, vol.1, n.1 (1986), p. 123-137. [BSCSH/UFRGS]

SCOTTI, Zelinda Rosa. Loucas mulheres alemãs: a loucura visitada no Hospício São Pedro (1900-1925). Porto Alegre, 2002. Dissertação de Mestrado em História. Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, PUCRS, 2002. [CENTRAL/PUCRS]

SEIDL, Ernesto. “Intérpretes da história e da cultura”: carreiras religiosas e mediação cultural no Rio Grande do Sul. Anos 90. v.14, n. 16, p. 77-110, dez. 2007.

SEYFERTH, Giralda. A identidade teuto-brasileira numa perspectiva histórica. In: Os alemães no sul do Brasil: cultura, etnicidade, historia. Canoas : Ed. da ULBRA, 1994.

SIDEKUM, Antonio, ARENDT, Isabel, GRÜTZMANN, Imgart. Campos múltiplos: identidade, cultura e história. São Leopoldo: Nova Harmonia / Oikos, 2008.

SILVA, Haike R. K. da. A identidade teuto-brasileira pensada pelo intelectual Aloys Friederichs. Anos Noventa. v. 20/21. Jan.-dez. 2005. p. 295-330.

SILVA, Haike R. K. da. Entre o amor ao Brasil e ao modo de ser alemão: A história de uma liderança étnica (1868-1950). São Leopoldo: Oikos, 2006 (Coleção ANPUH/RS).

SILVA, Haike Roselane Kleber da. Representações do humor no imaginário teuto-brasileiro. 1996. Dissertação (Mestrado) — Universidade do Vale do Rio dos Sinos, Programa de Pós-Graduação em História.

SILVA, Haike, ARENDT, Isabel. Representações do discurso teuto-católico e a construção de identidades. Porto Alegre: EST, 2000. [CENTRAL/PUCRS, NPH/UFRGS]

SILVA, Neli Schäfer Tesch da. A compreensão jesuítica da identidade (étnica) teuto-brasileira católica rural no Rio Grande do Sul: instrumento (de poder) do Projeto de Restauração Católica Regional (1872-1961, Rio Grande do Sul). Tese de doutorado em História. UNISINOS, 2003.

SINGER, Paul. Desenvolvimento econômico e evolução urbana. São Paulo: Cia. Editora Nacional, Ed. da USP, 1968.

SOBRINHO, Paulo Gilberto Mossmann. Presença e “ameaça” teuta na constituição política com a transição da monarquia para a República no Rio Grande do Sul. In: Ismênia de Lima Martins; Alexandre Hecker. (Org.). E/imigrações: questões e inquietações. 1ed. São Paulo – SP: Expressão & arte editora, 2013.

STEYER, Egon Frederico. Aspirações da população de origem alemã, no Rio Grande do Sul, segundo a imprensa teuto-brasileira: 1878-1891.  Porto Alegre, 1979. Dissertação (Mestrado em História) – PUCRS.

STÜRMER, Dilce Maria. A infância e a Adolecência na colônia alemã de General Osório (1909-1979). Dissertação de Mestrado em História. Universidade de Passo Fundo. 2007.

TESCHE, Leomar. A prática do turnen entre imigrantes alemães e seus descendentes, no Rio Grande do Sul: 1867-1942. 1995. Dissertação (Mestrado) — Universidade do Vale do Rio dos Sinos, Centro de Ciências Humanas, Curso de Pós-Graduação em História.

TRAMONTINI, Marcos Justo. A colônia de São Leopoldo: a organização social dos imigrantes na fase pioneira (1924 – 1850). 1997. Tese (Doutorado em História). Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL. Centro de Estudos Sociais. I Colóquio de Estudos Teuto-Brasileiros. Porto Alegre: UFRGS, 1966. [BSCSH/UFRGS, CENTRAL/PUCRS, UCS, UNISC]

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL. III Colóquio de Estudos Teuto-Brasileiros. 1974. Anais. Porto Alegre: 1980.

VERBAND DEUTSCHER VEREINE. Cem anos de germanidade no Rio Grande do Sul. [Trad. Arthur Blásio Rambo] São Leopoldo: Editora da UNISINOS, 1999. [CENTRAL/PUCRS, UNISC]

VOGT, Olgário. Colonização alemã e capital social (RS). Tese (Doutorado em Desenvolvimento Regional) – Universidade de Santa Cruz do Sul. 2006.

WEBER, Regina. A construção da “origem”: os “alemães” e a classificação trinária. In: RECKZIEGEL, Ana Luiza Setti, FÉLIX, Loiva Otero. RS: 200 anos definindo espaços na história nacional. Passo Fundo/RS: Editora da UPF, 2002. p. 207-215. [BSCSH/UFRGS, CENTRAL/PUCRS, UCS, UNISC]

WEBER, Regina. Os operários e a Colméia: trabalho e etnicidade no sul do Brasil. Ijuí: Editora UNIJUÍ, 2002

WEBER, Roswithia. As comemorações da imigração alemã no Rio Grande do Sul: O “25 de Julho” em São Leopoldo, 1924-1949. Novo Hamburgo/RS: Editora Feevale, 2004. [NPH/UFRGS]

WEBER, Roswithia. Mosaico identitário: as relações entre identidade e turismo nos municípios da Rota Romântica. 2001. Tese (Doutorado em História). Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

WEIMER, Günter. Arquitetura erudita da Imigração alemã no RS. Porto Alegre: EST, 1989. [ARQ/UFRGS]

WEIMER, Günter. Gewerbe schule: escola de ofícios fundada por imigrantes alemães em Porto Alegre no ano de 1914. Porto Alegre: UFRGS: Crea, [1990]. [ARQ/UFRGS]

WILLEMS, Emílio. A aculturação dos alemães no Brasil: estudo antropológico dos imigrantes alemães e seus descendentes no Brasil. 2 ed. São Paulo: Companhia Editora Nacional, Brasília: INL, 1980 [1946]. [CENTRAL/PUCRS, UCS]

WITT, Marcos Antônio. Em busca de um lugar ao sol: anseios políticos no contexto da imigração e da colonização alemã (Rio Grande do Sul – Século XIX). Porto Alegre, 2008.   Tese (Doutorado em História) – PUCRS, Fac. de Filosofia e Ciências Humanas

WITT, Marcos Antônio. Grupos étnicos e etnicidade. o caso paradoxal na colônia alemã de Torres. In: Ismênia de Lima Martins; Alexandre Hecker. (Org.). E/imigrações: questões e inquietações. 1ed. São Paulo – SP: Expressão & arte editora, 2013, v. 1, p. 197-212.

WITT, Marcos Antônio. Política no litoral Norte do Rio Grande do Sul: a participação de nacionais e de colonos alemães. 2001. Dissertação (Mestrado em História). Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

WOORTMANN, Ellen Fensterseifer. Identidades e memória entre teuto-brasileiros: os dois lados do atlântico. Horizontes Antropológicos. Porto Alegre, ano 6, n. 14, p. 205-238, nov. 2000

ZILLES, Maria. Porto Novo: uma colônia para teuto-católicos no processo de expansão colonial no sul brasileiro. 1992. Dissertação (Mestrado em História). PUCRS, Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas.