Italianos em SC

BALDESSAR, Quinto Davide. Imigrantes: sua história costumes e tradições. 3 ed. [Criciuma]: [s. n.], 2007.

BALDESSAR, Quinto Davide. Os imigrantes no confronto com os donos da terra, os índios. [s.l.]: s.n., 1991.

BALDESSAR, Quinto Davide. Imigrantes: sua história costumes e tradições no processo de colonização no sul do Estado de Santa Catarina. [Criciúma]: [s. n.], 1991.

BALDIN, Nelma. Tão fortes quanto a vontade, história da imigração italiana no Brasil: os vênetos em Santa Catarina. Florianópolis: Insular, Ed. da UFSC, 1999.

BENELLI, Roberto. San Giovanni Battista da Florentia al Brasile attraverso una sottile striscia di cuoio (São João Batista de Florentia até o Brasil por meio de uma sutil faixa de couro). Firenze: Diple Edizioni, 2000.

BERNARDI, Paulo. Canção do imigrante italiano: sua leitura a partir de uma localidade rural catarinense (1996-1999). Tese (Doutorado) – Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em História. Florianópolis, 2003.

BERNARDI, Paulo. A canção popular italiana em um processo migratório. Linhas: Revista do Programa de Mestrado em Educação e Cultura. Florianópolis, v.1, n.1, p. 109-120, jun. 2000.

BERRI, Alessio. A igreja na colonização italiana no Médio Vale do Itajai. Blumenau: Fundação “Casa Dr. Blumenau”, 1988.

BERRI, Alessio. Imigrantes italianos, criadores de riquezas. Blumenau: Fundação Casa Dr. Blumenau, 1993.

BLOEMER, Neusa Maria Sens. Brava gente brasileira: migrantes italianos e caboclos nos campos de Lages. Florianópolis: Editora Cidade Futura, 2000. [tema atual- barragem SC]

BONATTI, Mario. Aculturação linguística numa colônia de imigrantes italianos de S. Catarina, Brasil (1875-1974). São Paulo (SP): Faculdade Salesiana de Lorena, 1974.

BOSO, Ivette Marli. Entre passado e futuro: bilinguismo em uma comunidade trentino – brasileira. 1991. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Comunicação e Expressão. Florianópolis, 1991.

CANCELLIER, Olivo de Lorenzi; MAZURANA, Valdemar; MAZZUCCO, Antonio. Rio Maior: traços culturais e transformações de um grupo de imigrantes italianos do Sul de Santa Catarina. Orleans: Elo, 1989.

CESCONETTO, Lenir Mateus. Santo Alexandrim – o sagrado e o profano no imaginário italiano de Nova Treviso no início do século XX. Monografia do Curso de Especialização em História Social e História Cultural. Universidade do Extremo Sul Catarinense – UNESC, Criciúma, 2005.

DADAM, James. Coisas de Italiano: a construção da memória e identidade italianas nos meios de comunicação. Universidade do Vale do Itajái (UNIVALI). Mestrado em Educação. 2004.

DALLABRIDA, Norberto. A sombra do campanário: o catolicismo romanizado na área de colonização italiana do Médio Vale do Itajaí Açu-1892-1918. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Florianópolis, 1993.

DE BONI, Luis Alberto. A presença italiana no Brasil. Porto Alegre: Escola Superior de Teologia; Torino [Itália]: Fondazione Giovanni Agnelli, 1987/1996. 3 v. (Coleção Imigração italiana; 80)

DOLZAN, Janiane Cinara. A (re)invenção da italianidade em Rodeio- SC. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal de Santa Catarina. Programa de Pós-Graduação em História. Florianópolis, 2003.

FÁVERI, Marlene de. Memórias de uma (outra) guerra: cotidiano e medo durante a Segunda Guerra em Santa Catarina. 2.ed. Florianópolis: Ed. da UFSC; Itajaí: Ed. da Univali, 2005.

FERREIRA, Luiz Fernando Vieira. Azambuja e Urussanga: memória sobre a Fundação, pelo engenheiro Joaquim Vieira Ferreira, de uma colônia de imigrantes italianos em Santa Catarina. Orleans: Gráfica do Lelo, 2001.

FINARDI, Jose Escalabrino. Colonização italiana de Ascurra: subsidios para a história do município, 1876-1976. Blumenau: Fundação “Casa Dr. Blumenau”, 1976.

GROSSELI, Renzo M. A imigração trentina em Santa Catarina. Ágora: revista da Associação de Amigos do Arquivo Público do Estado de Santa Catarina, Florianópolis. v.3, n.5, p. 18-22, jun. 1987.

GROSSELLI, Renzo M.; GIANOTTI, Annarosa. Vencer ou morrer: camponeses trentinos (venetos e lombardos) nas florestas brasileiras. Florianópolis: Ed. da UFSC, 1987.

HIRSCH, Maria Adelaide Pasquali. Ernesto Bertaso: de Verona a Chapecó. Chapecó: ARGOS, 2005.

HOLANDA, Sérgio Buarque de. A contribuição italiana para a formação do Brasil. Florianópolis: NUT/NEIITA/UFSC, 2002 [1954].

KUPPER, Agnaldo. Colônia Cecília: uma experiência quase esquecida. Ágora: Revista do Departamento de História e Geografia, Santa Cruz do Sul, v. 6, n. 2, p. 69-80. jul./dez. 2000.

LENZI, APARECIDA DE FÁTIMA. Os descendentes de italianos da Barra da Itoupava: memórias recontadas, lembranças revividas. Dissertação (mestrado) – Universidade do Estado de Santa Catarina, Mestrado em Educação e Cultura. Florianópolis, 2004.

MARCO, Elizete Aparecida De. A trajetória e presença por talian e do dialeto trentino em Santa Catarina: por uma educação intercultural. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal de Santa Catarina. Programa de Pós-Graduação em Educação, Florianópolis, 2009.  [sociolinguística]

MARTINS, Marcio Lucio. Os sabores da caça e da pesca: história de vida de uma família de descendentes de italianos (1947-1998). Dissertação (Mestrado)- Universidade Federal do Paraná, Programa de Pós-Graduação em História. Defesa: Curitiba, 2010.

MARZANO, Luigi. Colonos e missionários italianos nas florestas do Brasil. Florianópolis-Urussanga [SC]: Ed. da UFSC; Prefeitura Municipal, 1985.

MAZURANA, Valdemar. Miragens e fantasmas do imigrante italiano do Sul de Santa Catarina. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Comunicação e Expressão. Florianópolis, 1987.

MILANI, Maria Luiza; SACHWEH, Maria da Salete; MILANI, Maria Luiza. Elos quebrados, identidades trocadas: os italianos do Rio do Pinho. Canoinhas: UnC, 2003.

MOMBELLI, Raquel. Mi soi tahan gracia a dio: identidade étnica e separatismo no oeste catarinense. Dissertação (Mestrado)- Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Florianópolis, 1996.

MOSER, Anita. A violência do Estado Novo brasileiro contra os colonos descendentes de imigrantes italianos em Santa Catarina durante a Segunda Guerra Mundial. Ravenna: A. Longo Editore, 1998.

NASCIMENTO, José do. Santa Paulina, reconquista a territorialidade: uma história em Nova Trento- SC. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal de Santa Catarina. Programa de Pós-Graduação em História. Florianópolis, 2006.

NODARI, Eunice Sueli. A renegociação da etnicidade no oeste de Santa Catarina (1917-1954). Tese (Doutorado). PUCRS. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Porto Alegre, 1999.

NUNES, Sara. Caso Canozzi: um crime e vários sentidos. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal de Santa Catarina. Programa de Pós-Graduação em História. Florianópolis, 2007. [crime cometido em Lages, atribuído a dois italianos]

OLIVEIRA, Didymea Lazzaris de. Por um pedaço de terra “Luis Alves”: sua colonização a partir de 1877. Itajaí: Universidade do Vale do Itajai, 1997.

OSTETTO, Lucy Cristina. Vozes que recitam, lembranças que se refazem: narrativas de descendentes italianas/os Nova Veneza- 1920-1950. Dissertação (Mestrado)- Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Florianópolis, 1997.

OTTO, Claricia. Catolicidades e italianidades: jogos de poder no Médio Vale do Itajaí-Açu e no Sul de Santa Catarina. Tese (Doutorado)- Universidade Federal de Santa Catarina. Programa de Pós-Graduação em História. Florianópolis, SC, 2005.

OTTO, Claricia. Avanti, cari connazionali! Tentativas de construção da italianidade em Santa Catarina. Blumenau em Cadernos, Blumenau, n. 10, p. 119-134. 2002.

OTTO, Claricia. Catolicidades e italianidades: tramas e poder em Santa Catarina (1875-1930). Florianópolis: Insular, 2006.

OTTO, Claricia. Os “Filhos transviados”, no desacato à lei: tensões entre a hierarquia católica e os imigrantes italianos. Rodeio, SC-1906. Blumenau em Cadernos, Blumenau, v. 48, n. 11/12, p. 66-77. nov./dez. 2001.

OTTO, Claricia; TIBALDESCHI, Cesare. Um Italiano na lista dos subversivos. Esboços: Revista do Programa de Pós-Graduação em História da UFSC. Florianópolis, v. 11, p. 93-104., 2004.

PELLIZZETTI, Beatriz. Pioneirismo italiano no Brasil meridional: estudo de caso. Curitiba: Instituto Histórico, Geográfico, Etnográfico Paranaense, 1981.

PELLIZZETTI, Beatriz. Memórias de um italiano na Revolução de Trinta em Santa Catarina. Blumenau: Ed. da FURB, 1997.

PEREIRA, Vera Regina Bacha. Nacionalização- autoritarismo e educação: inspetores e professores nas escolas catarinenses (1930-1940). Dissertação (Mestrado)- Universidade Federal de Santa Catarina. Programa de Pós-Graduação em Educação. Florianópolis, 2004.

PIAZZA, Walter F. (Org.). Italianos em Santa Catarina. Florianópolis: Lunardelli, 2001. 2v.

PIAZZA, Walter F. A colonização italiana em Santa Catarina. Florianópolis: [s.n.], 1976 (Imprensa Oficial do Estado de Santa Catarina).

POLETTO, Isaura Gema. Italianos em Joaçaba: estudo histórico e sociolinguístico do núcleo italiano da micro-região do meio-oeste catarinense. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão. Florianópolis, 1977.

RADIN, José Carlos. Italianos e ítalo-brasileiros na colonização do oeste catarinense. 2.ed. revista e ampliada. Joaçaba: UNOESC, 2001.

RADIN, Jose Carlos. Cultura e identidade italiana no Brasil: algumas abordagens. Joaçaba: UNOESC, 2005.

RADIN, José Carlos. Ítalo-brasileiros em Joaçaba. Dissertação (Mestrado)- Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em História. Florianópolis, 1995.

RADIN, Jose Carlos; BENEDET, José Higino; MILANI, Maria Luiza. Facetas da colonização italiana: planalto e oeste catarinense. Joaçaba: UNOESC, 2001.

RUON, PATRICIA. O ítalo-trentino no desenvolvimento do Vale do Itajaí (SC): estudo dos municípios de Luís Alves, Rio dos Cedros e Rio do Oeste. Dissertação (mestrado) – Universidade Regional de Blumenau. Blumenau, 2005.

SANTOS, Nelvio Paulo Dutra. Trentinos em Santa Catarina: a evolução econômica de Nova Trento, 1875-1960.  Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Florianópolis, 1993.

SANTOS, Roselys Izabel Correa dos. Colonização italiana no Vale do Itajaí-Mirim. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal de Santa Catarina. Programa de Pós-Graduação em História. Florianópolis, 1979.

SAVOLDI, Adiles. O caminho inverso: a trajetória de descendentes de imigrantes italianos em busca da dupla cidadania. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Florianópolis, 1998. [tema atual]

SELAU, Maurício da Silva. A ocupação do território Xokleng pelos imigrantes italianos no sul catarinense (1875-1925): resistência e extermínio. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-graduação em História. Florianópolis, 2006.

SERAFIM, Carla Nichele. Construção da italianidade entre descendentes de imigrantes no município de Urussanga, Santa Catarina. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal de Santa Catarina. Programa de Pós-Graduação em Psicologia. Florianópolis, 2007.

SERPA, Ivan Carlos. Os engenhos de Limeira: história e memória da imigração italiana no Vale do Itajaí-Mirim. Dissertação (Mestrado)- Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Florianópolis, 1998.

SERPA, Ivan Carlos. Vale de Histórias: O cotidiano da imigração italiana numa comunidade do Vale do Itajaí-Mirim. Esboços- Revista do Programa de Pós-Graduação em História da UFSC, v.4, n.4, p.55-63. Florianópolis, 1996.

SEVERINO, José Roberto. Noi oriundi: cultura, identidade e representações da imigração italiana em Santa Catarina. Tese de Doutorado. USP, 2004

SILVA, Ana Carolina Wessler Prudêncio da. A construção de uma Itália brasileira: festas e produções culturais em Urussanga (1984-2004). Trabalho de conclusão de curso (graduação) – Universidade do Estado de Santa Catarina, Curso de História, 2006.

SILVA, Elias Manoel da. A Palmatória “Orleans já teve um tempo perigoso”. Revolta social em área de imigração no sul de Santa Catarina na República Velha. Dissertação de Mestrado em História. Universidade de Brasília. 2007 [Estudo de “tradição oral” s/ colônia Grão-Pará, onde italianos que se encontram com “nacionais”.]

SIMONI, Karine. Além da enxada, a utopia: a colonização italiana no oeste catarinense. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal de Santa Catarina. Programa de Pós-Graduação em História. Florianópolis, 2003.

SOUZA, Schirlei Aparecida Braz de. A etnia, a língua oficial e a escola.  Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal de Santa Catarina. Programa de Pós-Graduação em Sociologia Política. Florianópolis, 2001. [descendentes italianos]

SPESSATTO, Marizzet Bortolanza. Marcas da história: características dialetais dos imigrantes italianos na fala Chapecó. Dissertação (Mestrado)- Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão. Florianópolis, 2001.

TOMASI, Julia Massucheti. Morte à italiana: os ritos funerários no município de Urussanga (SC) no decorrer do século XX. 2010. TCC (graduação) – Universidade do Estado de Santa Catarina, Centro de Centro de Ciências Humanas e da Educação, Curso de História, Florianópolis, 2010.

VICENZI, Renilda. Mito e História na Colonização do Oeste Catarinense. Chapecó: Argos, 2008.

VICENZI, Victor. História e imigração italiana de Rio dos Cedros: estado de Santa Catarina. Blumenau: Fundação Casa Dr. Blumenau, 1985.

VIEIRA, Sílvia Bittencourt Spricigo. Panorama da implantação urbana e arquitetônica das colônias de imigração italiana em Santa Catarina. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Urbanismo, História e Arquitetura da Cidade. Florianópolis, 2008. [arquitetura]

VIRTUOSO, Tatiane dos Santos. Disputas de identidades: a nacionalização do ensino em meio aos ítalo-brasileiros (1900-1930). Dissertação (Mestrado)- Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós-Graduação em Educação. Florianópolis, 2008.

ZAMBIASI, José Luiz. Lembranças de velhos: experiências dos velhos migrantes italianos do oeste catarinense. Chapecó: Grifos, 1997.

ZIMMER, Khadia Rowana. Alemães e italianos: resistências e reelaboração dos significados de ‘ser alemão’ e ‘ser italiano’ em São José do Cedro. Monografia (especialização)- Universidade do Estado de Santa Catarina. Florianópolis, 2006.