Embaixador do Reino Unido no Brasil ministra palestra na UFRGS

No dia 18 de março, às 18h30min, a FCE promove a palestra Multilateralismo em uma época de política identitária, no Auditório Poente da Escola de Engenharia (Praça Argentina, 9 – Campus Centro). O palestrante é o embaixador do Reino Unido no Brasil Vijay Rangarajan, que trata sobre como o multilateralismo pode ser entendido no cenário global atual, abordando também outras questões sobre o contexto político e econômico do Reino Unido, do Brasil e das relações bilaterais entre os dois países.

A palestra, gratuita e aberta ao público interno e externo à UFRGS, será ministrada em português. Os interessados em receber certificado de participação na atividade devem realizar inscrição na página da PROREXT.

Sobre o palestrante – Vijay Rangarajan é bacharel em Ciência, mestre em Matemática e doutor em Astrofísica, tendo se tornado embaixador do Reino Unido no Brasil em maio de 2017. Anteriormente, no período em que foi Diretor para a Europa no Ministério das Relações Exteriores no Reino Unido (FCO), atuou no referendo britânico da saída da União Europeia e em políticas de energia, segurança e relações externas relacionadas à comunidade europeia.

Rangarajan também trabalhou no Ministério da Justiça e no gabinete do governo britânico, se envolvendo com reformas políticas e constitucionais, como a organização de eleições, a formação do Parlamento e o desenvolvimento da descentralização. Além disso, foi responsável pela instituição da Diretoria de Políticas Multilaterais do FCO e atuou em ações relacionadas a direitos humanos internacionais e questões relacionadas a conflitos. O embaixador ainda liderou o setor britânico de Justiça e Assuntos Internos, tendo mantido o foco da sua atuação em assuntos referentes a imigração, asilo, compartilhamento de dados, antiterrorismo, direito civil e penal.

Para obter mais informações, entre em contato pelo e-mail luiza.peruffo@ufrgs.br.

 

Foto: divulgação

FCE recebe palestra sobre saúde mental dos universitários

No dia 18 de março, a Faculdade de Ciências Econômicas sedia pela primeira vez uma atividade do projeto Pega Leve. A palestra Pega leve: saúde mental do estudante universitário acontece no Auditório da FCE (Av. João Pessoa, 52, 3º andar), às 18h30min.

Os palestrantes Daniel Luccas Arenas, médico residente em Psiquiatria no Hospital Psiquiátrico São Pedro, e Franco Zortéa, estudante de medicina da UFRGS, pretendem discutir a naturalização de práticas não saudáveis no ambiente acadêmico, apresentando possibilidades de uma trajetória universitária que não comprometa a saúde e a qualidade de vida dos estudantes. O evento busca desconstruir a noção de que devem ser hábitos normais do universitário perder noites de sono para fazer trabalhos da faculdade, trocar refeições por horas a mais de estudos ou se sentir desmotivado por não acompanhar o andamento de todas as disciplinas. A partir da exposição de informações e de discussão, o encontro abordará temas como as condições estruturais e institucionais que influenciam a saúde mental dos estudantes universitários e promoverá trocas sobre estratégias para identificar, em si e nos colegas, sinais de que algo está errado, fornecendo orientação sobre onde buscar ajuda. Os participantes também receberão breves dicas para lidar com o estresse e a ansiedade no cotidiano.

O Pega Leve é um projeto de extensão vinculado à Faculdade de Medicina da UFRGS e tem como principal objetivo criar uma rede de identificação e encaminhamento adequado de estudantes que estão com a saúde mental em situação de risco, trazendo visibilidade a essa questão dentro da universidade por meio de diversas ações. As atividades desenvolvidas pelo grupo incluem a semana de saúde mental, que conta com programação científica e com oficinas, o treinamento de monitores, que oferece capacitação a estudantes universitários para saberem identificar fatores de risco e sintomas de provável sofrimento psíquico em si e em seus colegas, e as rodas de conversa, que podem ser promovidas pelos monitores formados pelos cursos de capacitação, a fim de criar uma rede de troca de experiências, além de palestras como a que será ministrada na FCE.

Não é necessário realizar inscrição prévia. O evento é gratuito e aberto exclusivamente para a comunidade da Faculdade de Ciências Econômicas.

Mais informações podem ser obtidas acessando a página do Pega Leve no Facebook ou entrando em contato pelo e-mail pegaleve.projeto@gmail.com.

Galeria de imagens: formatura dos cursos de Atuariais, Contábeis e Economia

No último dia 14 de fevereiro, a Faculdade de Ciências Econômicas diplomou, em gabinete, novos bacharéis em Ciências Atuariais, Contábeis e Economia. Confira fotos da cerimônia, que aconteceu no auditório da FCE:

Mais imagens estão disponíveis no Flickr da Faculdade.

 

Lista de formandos:

Ciências Atuariais:
Ricardo Levandovski

Ciências Contábeis:
André Garcia da Rosa
Carolina Martins Nunes Teixeira
Fernando Tramonte da Silva
Gabriela da Fonseca Mezzomo
Guilherme Becker Kloeckner
Istely Valle dos Santos
Jéssica Schneider
Liege dos Santos Marques
Maurício Eickhoff Beck
Natália Ramos Britto de Paula
Nathalie Andrews
Patrícial Menna Barreto
Renê Roberto de Conto
Rodrigo Campos Magnus

Ciências Econômicas:
Carine Irber
César Prazeres Fraga Pereira
Egon Gustavo Gottschalk Pereira
Felipe Maraschin Guigou
Marcelo Augusto Doncatto Gelati
Nicole Kleemann
Rejane Franceschini

PGDR promove curso sobre sistemas agroflorestais

O Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Rural (PGDR) participou da condução do curso de extensão Sistemas Agroflorestais e NEXUS: indicadores participativos e sistematização de experiências, que aconteceu entre 22 e 24 de janeiro. As atividades foram realizadas na Flona de São Francisco de Paula, no Parque Estadual de Tainhas e nos sistemas agrossilvipastoris e agroflorestais com erva-mate da comunidade do Caconde.

O projeto foi realizado com o objetivo de discutir aspectos de segurança hídrica, energética e alimentar a partir do entendimento da ecologia florestal e de seu manejo – por meio de sistemas agroflorestais agroecológicos – e propor um sistema de construção e monitoramento de indicadores a ser aplicado em parceria com agricultores. Participaram da iniciativa agricultores familiares, extensionistas, pesquisadores e estudantes de graduação e pós-graduação.

O trabalho é liderado pela professora da FCE Gabriela Coelho de Souza, que coordena o projeto PANexus – Conservação e sustentabilidade hídrica, energética e alimentar no Bioma Mata Atlântica: produtos, modelos agroflorestais e governança da sociobiodiversidade, do qual o curso faz parte. Para ela, “o curso teve como desafio avançar no fortalecimento dos processos de governança da sociobiodiversidade associados aos ecossistemas Restinga e Floresta Ombrófila Mista, tendo como balizador o modelo de governança do PAN Lagoas do Sul, o qual vem a fortalecer as instâncias colegiadas existentes”.

“Na medida em que a recuperação de ecossistemas e o desenvolvimento de sistemas agroflorestais agroecológicos são ações transversais a diversas ações e objetivos do PAN Lagoas do Sul, o curso veio a contribuir para sua instrumentalização”, destaca Walter Steenbock, analista ambiental do Centro de Pesquisa e Conservação da Biodiversidade Marinha do Sudeste e Sul, que pertence ao Instituto Chico Mendes (ICMBio), e coordenador do PAN. “Neste sentido, o curso e seus encaminhamentos vão também ao encontro do apoio técnico e científico à recuperação de ecossistemas, uma das atribuições do Centro no âmbito do ICMBio”, complementa Walter.

Além do Centro de Pesquisa e Conservação da Biodiversidade Marinha do Sudeste e Sul, do ICMBio, participaram também da condução do curso a Floresta Nacional de São Francisco de Paula, a Câmara Temática de Agroflorestas do Território Rural Campos de Cima da Serra/RS e a Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura do Rio Grande do Sul, entre outros parceiros.

Para saber mais sobre o projeto, entre em contato com a professora Gabriela Peixoto Coelho de Souza, pelo e-mail gabrielacoelhodesouza@yahoo.com.br.

 

Foto: ICMBio/divulgação

Galeria de imagens: formatura dos cursos de Economia e Relações Internacionais

No último dia 25 de janeiro, a Faculdade de Ciências Econômicas diplomou novos bacharéis em Economia e em Relações Internacionais. Confira fotos da cerimônia:

Caso tenha problemas para visualizar as fotos, clique aqui.

 

Lista de formandos:

Ciências Econômicas:
Ana Luisa Lagemann Mergel
André Saldanha Goellner
Antonella Azevedo Aita
Arthur Anghinoni Pretto
Arthur Sonntag Kuchenbecker
Ben-Hur dos Santos Petry
Bruno Fetter Kolecza
Bruno Leonardo Athaydes
Carolina de Menezes Cardoso
Cássio Gonçalves Mendonça
Eduardo Evaristo
Fernanda Postal
Gabriela Lemos Cavalcanti
Guilherme Zaniol
Klaus Böesch
Laura Duarte Sosa
Letícia Rüdiger Pastore
Lucas Dierings Tanus dos Santos
Maiara Patricio Coral
Maicon Daniel Rosa Ribeiro
Marcelo Thiesen
Marcus Vinicius Hartmann Rosa
Marina Caregnato Garcia
Maurício Stuani
Michele Pittelkow Tiecher
Miguel Jandrey Natal
Milton Luiz Soares Lupchinski
Pedro de Bitencourt Melgaré
Pedro Henrique Couto da Silva
Rodrigo Azevedo Pellegrini
Victoria Messina Ramos
Vinicius da Silva Centeno

Relações Internacionais:
Ada Jaqueline Stadnik Herz
Amabilly Bonacina
Amanda Petry
Amanda Santos Martins Pinto
Ana Paula Fraga
Aryanne Rocha
Bruna Christine Broenstrup Corrêa Fernandes
Catharina Becker Missel Machado
Douglas de Quadros Rocha
Fernando Luiz Gewehr Hoppe
Flávia Zanonato Busetti
Iasmini Catanio dos Santos Nardi
Isabela Souza Julio
João Estevam dos Santos Filho
João Paulo de Moura Alves
Leonardo Kronbauer Rovaris
Luísa Acauan Lorentz
Maria Gabriela de Oliveira Vieira
Maximilian Dante Barone Bullerjahn
Mehadi Cunha Rios
Ricardo Chiapin Pechansky
Rodrigo Heck
Rodrigo Martins Rodrigues
Rodrigo Miliszewski Dichuta
Thaís Bettu Grezzana
Tobias Augusto Jung de Carvalho
Victor Abreu Menezes
Victória Cristina Franza Carvalho
Vitória Gonzalez Rodriguez
Vitória Kramer de Oliveira
Vitória Volpato
Yuri Pinheiro da Rosa

Inscrições abertas para programa internacional de formação empreendedora

Estudantes da UFRGS interessados na área de empreendedorismo e inovação podem se inscrever no Projeto Listo – Erasmus +. A iniciativa oferece aos graduandos em final de curso o Programa Internacional de Formação Empreendedora, focado em conceitos de empreendedorismo aplicados a desafios e oportunidades globais, com a participação de professores e estudantes de universidades da América Latina e da Europa.

Na formação, os alunos são desafiados a desenvolverem propostas de soluções para questões como cidades inteligentes, saúde, agricultura, mobilidade urbana, comunicação, entre outras. O Programa está organizado em dois cursos independentes: Design Thinking Listo Project e Global Opportunities, ambos com início previsto para março de 2019. Durante as atividades, os participantes contam com o apoio de professores de universidades dos seguintes países: Argentina, Brasil, Espanha, Holanda, Suécia e Uruguai.

No curso Global Opportunities, que é coordenado pela professora da FCE Wendy Carraro, os alunos são preparados para trabalhar em equipes multidisciplinares internacionais e para identificar novas oportunidades tecnológicas para empresas globais, utilizando previsões de tendências de mercado e tecnologia. Depois, são incentivados a propor um modelo de negócios para abordar as oportunidades identificadas.

Na formação em Design Thinking, coordenada pela docente do Instituto de Química Michèle de Souza, os estudantes são organizados em grupos internacionais e, com o uso da metodologia Design Thinking, para, num cenário internacional e sob a perspectiva do ser humano, projetar produtos, serviços ou experiências inovadoras que lidam com problemas de negócios ou questões sociais.

O período de inscrições é de 23 e janeiro a 2 de fevereiro. Critérios de seleção e ficha de inscrição estão disponíveis na página do curso. Outras informações sobre as atividades com as professoras Wendy Carraro e Michèle de Souza, pelos e-mails wendy.carraro@ufrgs.br e michele.souza@ufrgs.br, respectivamente.

 

Foto: Nikita Kachanovsky/Creative Commons

FCE promove debate sobre desenvolvimento e a crise brasileira

No dia 19 de dezembro, quarta-feira, das 19h às 21h, acontece o debate O ciclo recente de desenvolvimento e a crise brasileira, no Auditório da Faculdade de Ciências Econômicas (João Pessoa, 52). Participam da discussão os professores da FCE Luiz Augusto Estrella Faria, Ronaldo Herrlein Júnior e Cláudio Francisco Accurso.

O evento pretende abordar aspectos da história recente, de 2003 a 2018, discutindo os períodos de crescimento econômico durante o governo Lula, de declínio no governo Dilma e de crise ao longo dos últimos anos, buscando compreender como se relacionam a um ciclo mais longo . Após a apresentação das palestras, será aberto um espaço de debate com o público.

O evento é gratuito e aberto a toda a comunidade interessada. Não é necessário realizar inscrição prévia para participar.

Mais informações podem ser obtidas pelos e-mails mauricio.weiss@ufrgs.br ou ronaldoh@ufrgs.br.

Evento reúne startups e interessados em participar de projetos inovadores

Acontece na próxima semana na UFRGS o Deu Match!, evento que busca unir empreendedores e projetos inovadores de diversas áreas. A atividade consiste em promover o contato entre startups que procuram parceiros e pessoas interessadas em participar de novos negócios. O encontro ocorre no dia 13 de dezembro, às 13h, no Centro Cultural UFRGS (Rua Luiz Englert, 333 – Campus Centro).

O evento é gratuito e aberto a quaisquer interessados. Para participar, é necessário preencher formulário online para efetuar a inscrição. A programação inclui palestras, networking e rodadas de speed dating entre Startups e indivíduos de diversas áreas (tech, creative, business), de acordo com o interesse e o perfil dos possíveis parceiros.

A atividade é realizada pela Associação Gaúcha de Startups e pelo Núcleo de Empreendedorismo da UFRGS, do qual participa a professora da FCE Wendy Carraro. Mais informações sobre o evento pelo telefone 51 3308.4231 ou pelo e-mail empreendedor@ufrgs.br.

UFRGS promove debates sobre cenários nacionais

Conjuntura Nacional na Perspectiva de Futuro é o tema do ciclo de painéis que a UFRGS e o Instituto Latino-Americano de Estudos Avançados (ILEA) promovem com o objetivo de provocar a reflexão e o entendimento sobre alguns cenários do Brasil a partir da eleição presidencial de 2018. O primeiro painel ocorrerá no dia 14 de novembro sobre Autonomia universitária e liberdade de cátedra. A coordenação será do reitor Rui Vicente Oppermann. Os apresentadores serão o procurador da República Enrico Rodrigues de Freitas (MPF), o procurador-geral da UFRGS Saulo Queiroz e o professor da Faculdade de Direito Manoel André da Rocha. As professoras Céli Pinto (IFCH) e Maria Beatriz Luce (FACED) serão as ativadoras deste painel de abertura. A programação estende-se até o dia 13 de dezembro, abordando ainda os seguintes temas: Cenário Econômico; Cenário Político; Cenário Educação e Cenário Ciência e Tecnologia.

O reitor Oppermann explica que o ciclo de painéis deriva da necessidade de se analisar o atual momento político do País, que é inédito e merece um olhar acadêmico para que se entenda seu significado e o que ele representa para a democracia no futuro. Conforme Oppermann, a forma como se deu a eleição presidencial, em que as redes sociais foram mais importantes que a presença dos candidatos e em que não houve debates no segundo turno, coloca uma situação totalmente nova. O reitor acrescenta que o atual momento também é marcado por uma mudança radical no campo ideológico, em que venceu o candidato da direita, depois dos governos de esquerda do PT. “Este resultado tem uma implicação grande, porque há, pela primeira vez, uma mudança radical no projeto de País que esses campos representam, afirma Oppermann. Por entender que as universidades públicas estão no centro das discussões sobre como o novo governo conduzirá o País, na avaliação de Oppermann, a comunidade acadêmica não pode se furtar de abordar questões fundamentais como estas que serão tratadas nos painéis.

A atividade é gratuita e aberta à participação da comunidade. Não é necessária inscrição prévia. Serão emitidos certificados pelo Instituto Latino-Americano de Estudos Avançados da UFRGS (ILEA) aos participantes que comparecerem em pelo menos quatro painéis. Em parceria com a Edufrgs, as atividades também poderão ser usadas para a progressão de servidores mediante inscrição pelo Portal do Servidor.

 

Programação do Ciclo de Painéis Conjuntura Nacional na Perspectiva de Futuro

Local: Centro Cultural da UFRGS – Rua Eng. Luiz Englert, 333 – Campus Centro

Horário: das 18h às 20h

  • 14 de novembro – Autonomia universitária e liberdade de cátedra
    • Coordenador: Reitor Rui Vicente Oppermann
    • Apresentadores: Enrico Rodrigues de Freitas (MPF), procurador-geral da UFRGS Saulo Queiroz e professor da Faculdade de Direito Manoel André da Rocha.
    • Ativadoras: professoras Celi Pinto (IFCH) e Maria Beatriz Luce (FACED)
  • 21 de novembro – Cenário Econômico
    • Coordenador:  Hélio Henkin (Pró-Reitor de Planejamento, UFRGS)
    • Apresentadores:Fernando Ferrari Filho, Carlos Horn e Pedro Fonseca, professores da Faculdade de Ciências Econômicas
    • Ativadores: Maria Cecy Misoczky (EA) e Claudia Waserman (IFCH)
  • 28 de novembro – Cenário Político
    • Coordenador: José Vicente Tavares dos Santos (IFCH/UFRGS)
    • Apresentadores: Silvana Krause (Ciência Política/UFRGS), André Marenco (Políticas Públicas/UFRGS) e Hélgio Trindade (Professor Emérito/UFRGS)
    • Ativadores: Eduardo Rolim (ADUFRGS) e Bernadete Menezes (ASSUFRGS)
  • 6 de dezembro – Cenário Educação
    • Coordenadora: Jane Tutikian (Vice-Reitora, UFRGS)
    • Apresentadores: Denise Leite (FACED, UFRGS), Fernando Becker (FACED, UFRGS) e Sandra de Deus (Pró-Reitora, PROREXT)
    • Ativadores: Vladimir Nascimento (PROGRAD/CONSUN) e Suzy Camey (PRAE/CONSUN)
  • 13 de dezembro – Cenário Ciência e Tecnologia

 

Foto de destaque: Ramon Moser/UFRGS

Ex-diretor executivo do FMI aborda participação do Brasil no Fundo Monetário Internacional

No próximo dia 14 de novembro, a Faculdade de Ciências Econômicas da UFRGS recebe o economista e ex-diretor executivo do Fundo Monetário Internacional (FMI) Paulo Nogueira Batista Júnior, para a palestra Relação Brasil-FMI: de devedor a credor. A atividade acontece a partir das 10h, no auditório da própria Faculdade (Av. João Pessoa, 52 – Campus Centro). A entrada é franca e aberta a quaisquer interessados, sem necessidade de inscrições prévias.

No encontro, o economista aborda o processo de ingresso do Brasil como credor no FMI, o que teve início em 2009. A participação aconteceu quatro anos após o país deixar de ser devedor do Fundo e quitar sua dívida, em 2005. De 2007 a 2015, Nogueira foi o representante brasileiro no Fundo Monetário Internacional e acompanhou de perto o crescimento do Brasil na instituição financeira.

Às 16h, também no dia 14, Nogueira participa do Seminário Banco dos BRICS: origem e perspectivas, na sala 31A do Programa de Pós-Graduação em Economia (PPGE). No evento, ele trata sobre a criação do Novo Banco de Desenvolvimento dos Brics (NDB), fundado em 2015 com os objetivos de fortalecer a cooperação entre os países do bloco (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) e de impulsionar o financiamento de infraestrutura e o desenvolvimento sustentável não só nos Brics, mas também em outros países em desenvolvimento. Nogueira foi um dos responsáveis pela estruturação da nova instituição, tendo deixado o cargo no FMI em 2015 para assumir a vice-presidência do Banco dos Brics. O seminário do PPGE também é aberto ao público com entrada franca, sem necessidade de inscrições prévias.

Sobre o palestrante – Paulo Nogueira Batista Júnior nasceu no Rio de Janeiro, em 1955. Graduado em Economia, exerceu várias atividades na área acadêmica e no setor público. Foi Secretário de Assuntos Econômicos no Ministério do Planejamento em 1985-86 e Assessor Especial do Ministro da Fazenda para Assuntos de Dívida Externa em 1987. Chefiou o Centro de Estudos Monetários e de Economia Internacional da Fundação Getúlio Vargas no Rio de Janeiro e foi professor do Departamento Econômico da Fundação Getúlio Vargas em São Paulo de 1989 até 2007. Foi também pesquisador visitante no Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo em 1996-1998 e 2002-2004. A partir abril de 2007, foi diretor executivo no FMI, representando nove países: Brasil, Colômbia, Equador, Guiana, Haiti, Panamá, República Dominicana, Suriname e Trinidade e Tobago. Foi também vice-presidente do Novo Banco de Desenvolvimento (NDB), estabelecido em 2015 em Xangai. É autor dos livros Mito e realidade na dívida externa brasileira”; “Da crise internacional à moratória brasileira; e O Brasil e a economia internacional – recuperação e defesa da autonomia nacional, dentre outros.

Interessados em receber certificados de extensão devem se inscrever por este link. Outras informações sobre as atividades pelo telefone 51 3308.4050 ou pelo e-mail secretariappge@ufrgs.br.

 

Foto de destaque: reprodução/Facebook