Disciplinas de graduação da FCE passam por mudanças após avaliação de alunos

A cada final de semestre, os estudantes da UFRGS são convidados a avaliar as disciplinas cursadas no período. A iniciativa existe desde 2006 e tem como objetivo coletar opiniões da comunidade discente sobre diversos fatores, em especial quanto ao desempenho do professor e conteúdo das atividades acadêmicas. Para o semestre 2019/1, por exemplo, o prazo já está aberto e vai até 31 de julho. A avaliação é destinada a estudantes de graduação e de pós-graduação, e deve ser realizada via Portal do Aluno.

Ao final de cada período de coleta de dados, o Núcleo de Avaliação de cada unidade (NAU) reúne as informações e, todos os anos, elabora um relatório com as questões levantadas pela comunidade. Os documentos são entregues aos gestores acadêmicos e contêm um diagnóstico das oportunidades de melhoria que podem ser realizadas em relação às disciplinas oferecidas pela Universidade, tanto em nível de graduação quanto de pós-graduação.

No Departamento de Economia e Relações Internacionais da FCE, por exemplo, havia recomendação para ações em relação a diversas disciplinas de graduação no relatório anterior, divulgado em junho de 2018. Após a análise dos dados encaminhados pelo NAU, o chefe do Departamento, professor Fabian Domingues, tomou uma série de providências.

A gamificação, que emprega técnicas de jogos para envolver os participantes nas atividades, foi uma delas. “Algumas cadeiras que não estavam com avaliação muito boa foram transformadas em EAD para introduzirmos a gamificação”, comenta Domingues. A ideia surgiu porque, segundo o professor, o modelo já havia sido testado anteriormente e gerou bons resultados com os alunos.

Outra iniciativa do docente foi a de consultar os colegas quanto aos conteúdos das disciplinas. “Perguntei para os professores quais matérias eles gostariam de ministrar, para evitar que algum descontentamento pessoal com a temática pudesse interferir nas aulas”, explica Domingues.

O professor salienta ainda que lê minuciosamente todos os relatórios do NAU e busca, inclusive, identificar os colegas com didáticas mais adequadas a estudantes de início e de fim de curso, por exemplo, para fazer trocas nos semestres seguintes. Ele também fica atento a detalhes quanto ao relacionamento entre docentes e discentes: “alguns professores se sentem muito incomodados com atrasos dos alunos, então tentei evitar que ficassem responsáveis por disciplinas nos primeiros horários”, detalha Domingues.

As ações no Departamento de Economia e Relações Internacionais renderam bons resultados. De 2017 para 2018, as disciplinas com avaliação inferior a 3,5 caíram pela metade (5 é a nota máxima). No início de 2017, eram 13 matérias. Ao final de 2018, o número diminuiu para 6, indicando a eficácia das iniciativas do Departamento.

 

Destaques positivos na graduação

Conforme dados do relatório divulgado em 2019, na Faculdade de Ciências Econômicas, as disciplinas mais bem avaliadas no semestre 2018/1 foram Teoria atuarial – riscos de danos – U e Projeto de pesquisa em Ciências Contábeis – B, com média 4,99. Em 2018/2, três matérias atingiram a média 5, conceito máximo: Política e planejamento econômico – A, Tópicos em atuária – B e Tópicos especiais em contabilidade gerencial – U. Com exceção de Política e planejamento econômico – A, todas as disciplinas mais bem avaliadas em 2018 são da área de Ciências Contábeis e Atuariais.

Outro destaque positivo no Departamento de Ciências Contábeis e Atuariais é o número de disciplinas com avaliação menor do que 3,5. Ao final de 2018, foram apenas três matérias, sendo uma na modalidade presencial e outras duas EAD.

De modo geral, os resultados da graduação na Faculdade de Ciências Econômicas giraram em torno de 4,5, índice próximo ao da UFRGS. Entre os cursos, as diferenças também são discretas: Atuariais é o mais bem avaliado (4,53), seguido por Relações Internacionais (4,49), Economia (4,48) e Contábeis (4,44).

 

Fonte dos dados: Relatório de Avaliação dos Cursos de Graduação da FCE

 

Os relatórios com todos os dados foram entregues aos gestores pelo NAU no dia 19 de junho, durante a Semana de Avaliação da UFRGS 2019. As informações relativas ao ensino de graduação estão disponíveis aqui. Também há relatório com análise dos cursos de pós-graduação.

 

Participação da comunidade é fundamental no processo de avaliação

De acordo com os dados divulgados pelo NAU, cerca de 50% dos estudantes de graduação da FCE responderam aos questionários em 2018. Esse percentual é menor do que o verificado no ano anterior, que atingiu 55%. Francine Baldigen, gerente da Faculdade, ressalta que não há como a gestão atender às demandas dos alunos quanto ao ensino quando elas não são conhecidas, por isso é importante que a comunidade participe da avaliação.

“Os questionários são o espaço ideal para que os discentes se manifestem, pois os dados coletados passam por todo um tratamento com o objetivo de diagnosticar oportunidades de melhoria”, explica Francine, que liderou o Núcleo de Avaliação até a conclusão dos relatórios.

A equipe do NAU que conduzirá os trabalhos a partir de agora inclui os professores Ario Zimmermann, Janice Dornelles de Castro, Leticia Medeiros da Silva e Paulo Dabdab Waquil, os servidores técnico-administrativos Lisiane de Moura e Vinícius da Rosa da Silva, e os discentes Paolla Grazielly Codignolle Souza e Gabriel Gomes Constantino.

Outras informações sobre o Núcleo de Avaliação Institucional na página www.ufrgs.br/fce/fce/nau ou pelo e-mail nau_fce@ufrgs.br.

 

Entrega dos relatórios e discussão com os gestores acadêmicos, no dia 19 de junho

Se você encontrou algum erro nesta página, por favor, preencha o formulário abaixo e clique em enviar.