Lançamento do livro “A (in)segurança da África e sua importância para a defesa do Brasil”

insegafrica

Da série “Estratégia, Defesa e Relações Internacionais”, a obra é organizada por Paulo Fagundes Visentini, professor titular de Relações Internacionais no PPGEEI/UFRGS e no PPGCM/ECEME e coordenador do NERINT; Eduardo Glaser Migon, Coronel do Exército Brasileiro e doutor pela FGV e pela ECEME e pesquisador do LED/ECEME e do NERINT; e Analúcia Danilevicz Pereira, professora de Relações Internacionais no PPGEEI da UFRGS e do PPGCM/ECEME e coordenadora do CEBRAFRICA.

O livro constitui o resultado de pesquisa elaborada nos marcos do Edital Álvaro Alberto do CNPQ – Instituto Pandiá Calógeras do Ministério da Defesa, durante os anos de 2015 e 2016. Tem por finalidade estudar as dinâmicas de Segurança & Defesa associadas ao entorno estratégico brasileiro, as quais são investigadas considerando-se as dinâmicas internas da África bem como aquelas associadas ao relacionamento Brasil-África. Parte-se da premissa de que a S&D do Atlântico Sul é fortemente dependente das condições institucionais e da (in)segurança do continente africano. Sob tal perspectiva, pretende-se avançar o conhecimento disponível acerca das condições de (in)segurança da África Subsaariana, tendo em vista a importância desta região para a segurança do Brasil, o que já é perceptível no âmbito das políticas externa e de defesa em execução pelo governo brasileiro, ao mesmo tempo em que, é algo cuja relevância tende a se ampliar ao longo do tempo.

Forum “One Belt, One Road”: projeto LAPSSET

Via CGTN Africa

O Presidente chinês, Xi Jinping, inaugurou neste domingo (14/05) em Pequim o Fórum “One Belt, One Road”, que contou com a presença de 29 chefes de Estado e de governo e representantes de mais de 100 países. A construção da Nova Rota da Seda Marítima é um dos vetores do ambicioso projeto chinês de integração da Ásia, Europa e África, lançada em 2013 sob título de Iniciativa OBOR (One Belt, One Road). No continente africano, as regiões do Nordeste e Chifre da África são o outro extremo da ligação da via marítima da Iniciativa OBOR. No Quênia, o governo da Chinês firmou acordo para a construção do Porto de Lamu, cujo objetivo é criar um Corredor de Transportes Porto Lamu-Sudão do Sul-Etiópia (LAPSSET) através de outras obras de infraestruturas, incluindo rodovias, ferrovias, aeroportos, refinarias de petróleo e cabos de fibra ótica. Assim, a emergente indústria de petróleo e gás do Leste da África deve estar integrada ao dinâmico mercado da Ásia.

Leia mais aqui