Arquivos mensais: junho 2018

Eritreia enviará delegação para conversações de paz na Etiópia

Via CGTN Africa

O presidente da Eritreia, Isaias Afwerki, anunciou nesta quarta-feira (20/06) que enviará uma delegação para a vizinha Etiópia para as conversações de paz. A Eritreia tronou-se independente em 1993 após trinta anos de guerra de libertação contra a Etiópia.  Em maio de 1998, uma disputa fronteiriça foi estopim para a eclosão de uma guerra convencional de grande intensidade entre os dois países. A guerra terminou em junho de 2000 com a vitória etíope e em dezembro, sob auspícios da OUA, ONU, União Europeia e EUA, foi assinado o Acordo de Paz de Argel, que determinava, entre outros termos, que a disputa de fronteiras fosse submetida a dois órgãos independentes e imparciais a serem indicados pelos Secretários Gerais da OUA e da ONU, bem como pelos dois países. O primeiro era a Comissão de Requerimento Eritreia-Etiópia, responsável por analisar as reivindicações quanto às perdas na guerra e o segundo, a Comissão de Fronteiras Eritreia-Etiópia (EEBC), composta por cinco membros – cabia a esta última demarcar os limites de acordo com os tratados coloniais de 1900, 1902 e 1908. Em abril de 2002, a EEBC decidiu sobre a demarcação da fronteira: a cidade de Badme ficaria no território Eritreu; a Etiópia recusou-se a aceita-lo, conduzindo a uma situação de impasse que permanece até hoje. No início desse mês, no entanto, o novo primeiro-ministro etíope, Abiy Ahmed, anunciou que o país iria acatar a decisão da EEBC.

Leia mais aqui

Riek Machar aceita participar das conversações de paz em Adis Abeba

Via Africanews

O líder do grupo insurgente, Movimento Popular de Libertação do Sudão-Em Oposição (SPLM-IO), Riek Machar, aceitou o convite do novo primeiro ministro etíope, Abiy Ahmed, para participar das conversações de paz com presidente, Salva Kiir, em Adis Abeba na próxima semana. A crise no Sudão do Sul tem as suas origens em julho de 2013, quando o vice-presidente Riek Machar foi dissolvido do cargo pelo presidente Salva Kiir, acusado de tentativa de golpe. Em resposta, Machar organizou suas milícias e criou a SPLM-IO em dezembro, iniciando ataques aos campos petrolíferos nas províncias Jonglei, Unity e Alto Nilo, levando a eclosão da guerra civil no país.

Leia mais aqui

 

Presidente de Madagascar nomeia novo primeiro-ministro

Via Madagascar Tribune

O presidente de Madagascar, Hery Rajaonarimampianina, nomeou nesta segunda-feira (04/06) Christian Ntsay como primeiro-ministro, após a renúncia, anunciada ontem, de Olivier Mahafaly Solonandrasana, que deixou o cargo para tentar solucionar a crise política no país. Ntsay, de 57 anos, já ocupou cargos de responsabilidade anteriormente, entre eles o de ministro de Turismo. Seu nome foi escolhido após a plataforma opositora Mapar, liderada pelo ex-presidente Andry Rajoelina, propor alguns candidatos, segundo o chefe de Estado. No fim de semana, Rajaonarimampianina se reuniu com vários políticos para tentar encontrar um candidato de consenso. Na semana passada, as Forças Armadas de Madagascar ameaçaram intervir e iniciar um estado de exceção se uma saída para a crise política não surgisse.

Leia mais aqui